Bem-vindo: Dez 18, 2017 10:54

Dez 27, 2013 15:19
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraído?
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
mico escreveu:FRAJOLA, sabe por que a CCO é importante e merece tanta atenção:

1 - SIMPLESMENTE PORQUE OS 5 BILHÕES DE BARRIS EQUIVALEM A 7 ANOS DA PRODUÇÃO ATUAL DE 2 MILHOES DE BARRIS/dia.

2 - PORQUE O PRAZO PARA EXTRAÇÃO É DE 40 ANOS

3 - PORQUE O PREÇO DE CUSTO FINAL DO BARRIL SERÁ O DA COTAÇÃO INTERNACIONAL À ÉPOCA DA EXTRAÇÃO.


Essas são algumas da razões causadoras da destruição da cotação da empresa.





FR4J0L4 escreveu:
mico escreveu:Terminado o PEO - programa de exploração obrigatório, a Petro solicitou à ANP a Declaração de Comercialidade do Campo de FRANCO e, consequentemente, a Revisão do CCO - contrato de cessão onerosa, estimando para o segundo semestre de 2O16 o inicio da extração.

1 - Declarações de Comercialidade das áreas da Cessão Onerosa Franco e Sul de Tupi

Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2013 – Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras comunica que apresentou hoje à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a declaração de comercialidade das acumulações de petróleo e gás de Franco e Sul de Tupi, áreas previstas no contrato de Cessão Onerosa, localizadas no pré-sal da Bacia de Santos.

Na proposta encaminhada à ANP, os nomes sugeridos para os novos campos foram Búzios e Sul de Lula para Franco e Sul de Tupi, respectivamente.


Franco – Campo de Búzios

O volume contratado por meio da Cessão Onerosa para a área de Franco, de 3,058 bilhões de barris de óleo equivalente, foi constatado na fase exploratória. Os reservatórios do pré-sal, nesse campo, são portadores de óleo de boa qualidade (entre 26º e 28 º API).

Durante a execução do Plano Exploratório Obrigatório de Franco, a Petrobras adquiriu dados sísmicos 3D em toda a área, perfurou 2 poços obrigatórios e 6 adicionais, com o objetivo de delimitar e caracterizar os reservatórios da jazida. Além disso, foi realizado um teste de formação estendido.

O campo de Búzios está localizado a aproximadamente 200 km da costa do Estado do Rio de Janeiro em profundidade d’água entre 1.600 e 2.100 metros.

O Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Companhia planeja a entrada em operação de 5 sistemas de produção para o campo de Búzios até 2020, conforme abaixo:

Búzios 1 - 3º trimestre de 2016

Búzios 2 - 4º trimestre de 2016

Búzios 3 - 3º trimestre de 2017

Búzios 4 - 4º trimestre de 2017

Búzios 5 - 4º trimestre de 2019


Sul de Tupi – Campo de Sul de Lula

O volume contratado por meio da Cessão Onerosa para a área de Sul de Tupi, de 128 milhões de barris de óleo equivalente, foi constatado na fase exploratória. Os reservatórios do pré-sal, nesse campo, são portadores de óleo de boa qualidade (27º API).

A Petrobras adquiriu dados sísmicos 3D em toda a área e perfurou um poço, conforme previsto no Plano Exploratório Obrigatório.

O campo de Sul de Lula está localizado a aproximadamente 300 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em profundidade d’agua em torno de 2.200 metros.

A produção do campo de Sul de Lula será feita por meio do mesmo sistema de produção previsto para o módulo Extremo Sul do campo de Lula. O Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Companhia planeja o primeiro óleo desse sistema para o 1º trimestre de 2017.

COM AS DECLARAÇÕES DE COMERCIALIDADE DAS ÁREAS DE FRANCO E SUL DE TUPI, INICIA-SE O PROCESSO FORMAL DE REVISÃO DO CONTRATO DE CESSÃO ONEROSA, QUE SERÁ REALIZADA BLOCO A BLOCO, LEVANDO-SE EM CONSIDERAÇÃO AS PREMISSAS TÉCNICAS E ECONÔMICAS DE CADA ÁREA.

viva a cco....vai virar modinha analistas, jornalistas, soltarem templates com cessão onerosa agora???
Imagemeis a questão!! Imagem


Governo admite necessidade de rever conteúdo local


Por Enfoque em quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 - 08:07



O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Marco Antônio Martins, admitiu ontem (18) que o governo federal terá que rever "integralmente" os percentuais de exigência de índices de conteúdo local nos equipamentos para a exploração de petróleo e gás nos campos envolvidos na cessão onerosa (cedidos à Petrobras como forma de capitalizar a estatal) da área do pré-sal da Bacia de Santos.

A revisão está prevista em contrato para ocorrer no próximo ano, quando da assinatura definitiva do acordo a ser firmado a partir do momento em que a Petrobras declarar a comercialidade de todos os seis campos da cessão onerosa.

Martins lembrou que o contrato da cessão onerosa foi assinado em 2010, época em que a atividade de exploração e produção de petróleo e gás natural ainda não era tão intensa na região do pré-sal e não se conhecia, em profundidade, as especificidades que seriam exigidas para o desenvolvimento dos trabalhos na região.

"O contrato de cessão onerosa definiu em 2010 os pontos que estariam envolvidos no acordo, como volume de petróleo, percentual mínimo de conteúdo local. Como na época em que nós fechamos o contrato, o nível de atividade de exploração e produção na área do pré-sal era muito pequeno, nós não sabíamos das especificidades do fluído produzido de petróleo e gás e se essas especificidades demandariam produtos especiais ou não", declarou.

O secretário de Petróleo e Gás disse que o governo e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) tinham, quando da assinatura do contrato, plena convicção de que com o início dos trabalhos esse percentual poderia ser mudado substancialmente.

A partir de sucessivos encontros com vários setores do mercado, o governo chegou à necessidade de mudanças. "É por isso que o contrato de sessão onerosa deverá ser integralmente revisto. E isto acontecerá porque o contrato foi assinado e o patamar de conteúdo local foi estabelecido em um momento em que não conhecíamos as necessidades e as especifidades do pré-sal", disse.

Ele esclareceu que a necessidade desta revisão não tem relação com o nível de demanda. "Até tem um pouco de demanda, sim, mas tem muito mais relação com as especificidades do pré-sal que nós então desconhecíamos e, por isso, não estavam contemplados nas rodadas convencionais".


(por Gabriel Codas)


up
Editado pela última vez por mico em Jan 12, 2015 7:38, em um total de 1 vez.

Fev 11, 2014 6:54
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Petro inicia revisão da Cessão Onerosa!
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
Declarações de Comercialidade das áreas da Cessão Onerosa Franco e Sul de Tupi


Com as declarações de comercialidade das áreas de Franco e Sul de Tupi, inicia-se o processo formal de revisão do contrato de Cessão Onerosa, que será realizada bloco a bloco, levando-se em consideração as premissas técnicas e econômicas de cada área.




Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2013 – Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras comunica que apresentou hoje à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a declaração de comercialidade das acumulações de petróleo e gás de Franco e Sul de Tupi, áreas previstas no contrato de Cessão Onerosa, localizadas no pré-sal da Bacia de Santos.

Na proposta encaminhada à ANP, os nomes sugeridos para os novos campos foram Búzios e Sul de Lula para Franco e Sul de Tupi, respectivamente.


Franco – Campo de Búzios

O volume contratado por meio da Cessão Onerosa para a área de Franco, de 3,058 bilhões de barris de óleo equivalente, foi constatado na fase exploratória. Os reservatórios do pré-sal, nesse campo, são portadores de óleo de boa qualidade (entre 26º e 28 º API).

Durante a execução do Plano Exploratório Obrigatório de Franco, a Petrobras adquiriu dados sísmicos 3D em toda a área, perfurou dois poços obrigatórios e seis adicionais, com o objetivo de delimitar e caracterizar os reservatórios da jazida. Além disso, foi realizado um teste de formação estendido.

O campo de Búzios está localizado a aproximadamente 200 km da costa do Estado do Rio de Janeiro em profundidade d’água entre 1.600 e 2.100 metros.

O Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Companhia planeja a entrada em operação de cinco sistemas de produção para o campo de Búzios até 2020, conforme abaixo:

Búzios 1 - 3º trimestre de 2016
Búzios 2 - 4º trimestre de 2016
Búzios 3 - 3º trimestre de 2017
Búzios 4 - 4º trimestre de 2017
Búzios 5 - 4º trimestre de 2019


Sul de Tupi – Campo de Sul de Lula

O volume contratado por meio da Cessão Onerosa para a área de Sul de Tupi, de 128 milhões de barris de óleo equivalente, foi constatado na fase exploratória. Os reservatórios do pré-sal, nesse campo, são portadores de óleo de boa qualidade (27º API).

A Petrobras adquiriu dados sísmicos 3D em toda a área e perfurou um poço, conforme previsto no Plano Exploratório Obrigatório.

O campo de Sul de Lula está localizado a aproximadamente 300 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em profundidade d’agua em torno de 2.200 metros.

A produção do campo de Sul de Lula será feita por meio do mesmo sistema de produção previsto para o módulo Extremo Sul do campo de Lula. O Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Companhia planeja o primeiro óleo desse sistema para o 1º trimestre de 2017.

Com as declarações de comercialidade das áreas de Franco e Sul de Tupi, inicia-se o processo formal de revisão do contrato de Cessão Onerosa, que será realizada bloco a bloco, levando-se em consideração as premissas técnicas e econômicas de cada área.

Fev 12, 2014 13:56
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Mais alguns bilhões de prejuízo na REVISÃO DA CESSAO ONEROSA
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
A REVISÃO DO VALOR DO CONTRATO DA CESSÃO ONEROSA FOI INICIADA COM A PETRO PEDINDO A COMERCIALIZAÇÃO DO CAMPO DE FRANCO PARA EXTRAÇÃO DOS 5 BILHÕES DE BARRIS.

Quando o contrato foi assinado, em 2010, o dolar estava a 1,80 e o barril do petróleo us$ 80. Agora estão em 2,41 e us$ 100,00.

O reajuste da Revisão será uma cacetada de bilhões.

Mais prejuízo pra Petro, se já não bastassem os existentes.





Petrobras começa discussão sobre cessão onerosa com ANP



A Petrobras iniciou esta semana reuniões com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre o processo de declaração de comercialidade de duas áreas da cessão onerosa, conjunto de blocos de petróleo cedidos pela União à estatal em 2010, em troca indireta por ações da companhia.

De acordo com o diretor da ANP Florival Carvalho, as duas primeiras reuniões foram realizadas nesta última quarta (11) e quinta (12), quando a empresa fez uma exposição sobre as descobertas feitas em Franco e Sul de Lula (ex-Tupi) e informou que irá declarar a comercialidade dessas áreas ainda este ano.

A declaração de comercialidade, ou seja, a confirmação de que o campo é viável comercialmente é condição fundamental para iniciar a revisão do contrato da cessão onerosa.

"A partir daí é que se começa a revisão do contrato da cessão onerosa, para saber se a União terá que pagar à Petrobras ou a Petrobras terá que pagar à União", disse Carvalho à Folha.

O contrato estipula que após a declaração de comercialidade, cujo prazo limite é setembro de 2014, as premissas do contrato seriam refeitas. Atualmente, o petróleo supera os US$ 100 o barril e o dólar está sendo negociado em torno dos R$ 2,30. Em 2010, o petróleo custava cerca de US$ 80 o barril e o dólar era cotado em trono dos R$ 1,80.

A dúvida sobre um possível pagamento a ser feito pela Petrobras, pela diferença do preço que pagou pelo barril de petróleo na época (US$ 8,51 em média pelo petróleo in situ, antes de ser extraído), se deve ao fato da empresa ter o direito de abater investimentos feitos, e que também subiram de preço no período.

Abr 10, 2014 19:05
arturslo Forista Assíduo
Mensagens: 283
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
arturslo
Registrado em:
Jan 30, 2014 10:44
 
 
As incríveis semelhanças entre o mundo de fantasia (Brasil atual) e o mundo retratado por George Orwell no livro 1984.

Excelente editorial em http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs ... rasileira/

Abr 27, 2014 20:30
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
A Petro já declarou a comercialidade de todos os 6 Blocos da Cessão Onerosa.

Aguarda agora a REVISÃO DO CONTRATO, que deve alterar o valor do barril fixado provisoriamente em us $ 8,51 em 2010, bem como os percentuais de CONTEÚDO LOCAL e quantidades a extrair de cada bloco.

O início efetivo da extração comercial deve se dar somente no 3º trimestre de 2016.

Dada a sede com que o governo tem ido ao pote, o valor da revisão deve ser uma cacetada e tanto na empresa.

Jun 24, 2014 20:28
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
A CESSÃO TÁ FICANDO BILHÕES MAIS ONEROSA!!! vejam o porquê
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
Prezado Sr MICO



Volumes Excedentes da Cessão Onerosa



Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014 – Petróleo Brasileiro S.A – Petrobras informa sobre a aprovação pelo Conselho Nacional de Política Energética - CNPE a respeito da contratação direta da Petrobras para produção do volume excedente ao contratado sob o regime de cessão onerosa em 4 (quatro) áreas do Pré-Sal – Búzios, Entorno de Iara, Florim e Nordeste de Tupi.

Em 24 de junho de 2014, na 28º reunião do CNPE, foi aprovada a contratação direta da Petrobras para produção de petróleo, gás natural e hidrocarbonetos fluidos, em regime de partilha de produção, dos volumes que ultrapassem os limites contratados sob o regime de cessão onerosa e/ou que venham ser renegociados no processo de revisão previsto neste contrato, nas áreas de Búzios, Entorno de Iara, Florim e Nordeste de Tupi. Os contratos de partilha de produção para estas 4 (quatro) áreas terão vigência de 35 (trinta e cinco) anos.

A referida decisão trata de volumes adicionais aos 5 bilhões de barris de óleo equivalente contratados no regime de cessão onerosa e estabelece parâmetros que incluem:

(i) a assinatura de contratos de partilha de produção para os volumes excedentes, a vigorar a partir do início da produção de óleo, sob o regime de cessão onerosa, para cada uma das áreas contratadas;

(ii) o pagamento, à União, de um bônus de assinatura no valor de R$ 2,0 bilhões em 2014;

(iii) a antecipação de parte do excedente em óleo, com a seguinte distribuição:

R$ 2,0 bilhões no ano de 2015, R$ 3,0 bilhões em 2016, R$ 4,0 bilhões em 2017 e R$ 4,0 bilhões no ano de 2018;

(iv) os percentuais de excedente em óleo da União, sendo de 47,42% em Búzios, 48,53% em Entorno de Iara, 46,53% em Florim e 47,62% em Nordeste de Tupi.




A Petrobras considera que os parâmetros aprovados pelo CNPE conferirão a este projeto (excedente da cessão onerosa) condições equivalentes de atratividade em comparação ao que se espera do campo de Libra.

As estimativas efetuadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP indicam que estas 4 áreas podem conter volumes adicionais entre 9,8 e 15,2 bilhões de barris de óleo equivalente, conforme tabela abaixo:

Áreas

Volumes Adicionais ao Contrato de Cessão Onerosa
(milhões de barris equivalentes de petróleo)
Búzios

entre 6.500 e 10.000
Entorno de Iara

entre 2.500 e 4.000
Florim

entre 300 e 500
Nordeste de Tupi

entre 500 e 700

Fonte: Dados apresentados na reunião do CNPE de 24 de junho de 2014

A evolução das estimativas sobre o volume de óleo recuperável, custos, investimentos e cronograma dos sistemas de produção oriundos dos volumes excedentes serão divulgados pela Petrobras à medida que os contratos de partilha sejam assinados e iniciem as atividades sob este regime, em coexistência aos projetos já em desenvolvimento da cessão onerosa. Não haverá modificação no planejamento do desenvolvimento dos 5 bilhões de barris de óleo equivalente contratados sob cessão onerosa e/ou no processo de revisão previsto no contrato de cessão onerosa.

As ações relacionadas às decisões do CNPE serão imediatamente iniciadas junto ao Ministério de Minas e Energia e à ANP visando a assinatura dos contratos de partilha para os volumes excedentes da cessão onerosa, após as devidas aprovações da administração da Companhia.

Esta contratação constitui uma oportunidade à Petrobras de assegurar a sustentabilidade da produção em consonância com o Plano Estratégico 2030 e alinhadas aos fundamentos do Plano de Negócios e Gestão 2014-2018, focado na disciplina de capital, gestão integrada do portfólio e prioridade para os projetos de exploração e produção no Brasil.

Os compromissos a serem assumidos pela Petrobras para o período do PNG 2014-2018, além de não impactarem materialmente os seus resultados e indicadores de financiabilidade, conferem, no horizonte do Plano Estratégico, a elevação do retorno sobre o capital empregado de toda a Companhia ao aumentar substancialmente a participação dos negócios de E&P no seu portfólio de investimentos.




Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014

Almir Guilherme Barbassa
Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras





Atenciosamente,

Relacionamento com Investidores.

Jul 15, 2014 20:16
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
O PESADO ÔNUS DO REGIME DE PARTILHA NOS CUSTOS DA PETRO.
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
De cada 4 barris de petróleo extraídos na área da Cessão Onerosa, 3 serão do governo.


Na solenidade de assinatura do Aditivo ao Contrato de Cessão Onerosa, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que a contratação direta da Petrobras “é benéfica tanto para a União quanto para a Petrobras”.

Lobão estimou que, entre bônus, royalties, Imposto de Renda e partilha da produção, HAVERPA PARTICIPAÇÃO GOVERNAMENTAL DE 76,2% desse petróleo (REGIME DE PARTILHA), superior à do contrato do campo de Libra, de 75%, o primeiro licitado sob o regime de partilha.

Isso quer dizer que de cada 4 barris extraídos o Governo leva 3 na mão grande.


Desgraça pouca é bobagem, sobra unzinho para não dizer que a Petro vai ficar sem nenhum...

Mas do jeito que anda a fome da Dilma, hora chegará em que não sobrará nadica de nada #prapetropodre.

É bom lembrar que o total comprado pela cessão onerosa é de 15 a 20 bilhões de barris, reserva equivalente à 26 anos da produção anual atual.

Será que a Petro terá lucro doravante? Melhor não pagar pra ver!

Nov 22, 2014 23:07
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
se a cotação do óleo continuar caindo a cessão se tornara anti-economica

Jan 12, 2015 7:29
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
mico escreveu:se a cotação do óleo continuar caindo a cessão se tornara anti-economica



...

Jan 15, 2015 22:26
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Governo dá calote de 9 BILHÕES NA PETROBRÁS.
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
Petrobras vai deixar de receber US$ 9 bi

A Petrobras não vai se beneficiar da queda vertiginosa dos preços de petróleo na renegociação com o Tesouro de valores da cessão onerosa de 5 MM de barris, feita durante o processo de capitalização da empresa, em 2010.

Na ocasião, a estatal pagou uma média de US$ 8,51/barril.

Os 5 bi de barris tiveram seu preço (preço inicial provisório sujeito à revisão) calculado em US$ 42,53 bi (EQUIVALENTES A 75 BILHÕES DE REAIS), com renegociação marcada para começar agora, já que era preciso confirmar volumes e custos de produção e considerar preços do petróleo antes do início da produção.

Se o cenário atual de preço do petróleo fosse usado como base para a REVISÃO DO CONTRATO do contrato, a Petrobras teria quase US$ 9 bi para receber de "troco" do governo neste ano ou no próximo, quando o processo for concluído.

Seria um grande alívio para o caixa da companhia, já que ela não vai acessar o mercado de capitais este ano devido às repercussões da Operação Lava-Jato nas demonstrações financeiras.

Contudo, a estatal não terá direito a receber esse ajuste.

O contrato firmado entre a Petrobras e a ANP em 2010 não é claro sobre qual o preço de petróleo que deve ser usado na renegociação das condições.

Procurada para esclarecer o assunto, a estatal afirmou que o governo concordou que a referência é a data de declaração de comercialidade de cada bloco de exploração. Como a maior parte ocorreu antes da queda recente do petróleo, entre dezembro/2013 e setembro/2014, a estatal não se beneficiará da queda do preço.

Mai 30, 2015 14:36
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
Imagem

Jun 10, 2015 16:51
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
DENUNCIEM LINKS DE BLOG SEM DÓ. ÚNICA INTENÇÃO É GANHAR CENTAVOS POR CADA ACESSO.
CONTRA AS REGRAS DO INFOMONEY E SEM CONTEÚDO ÚTIL ALGUM.

http://www.defendaseujavali.com
http://www.perderdinheiroetempo.com
http://www.direitacentroesquerdalixo.com

Jun 10, 2015 17:34
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
VAI TRABALHAR VAG4BUND0

Jun 15, 2015 16:40
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
DENUNCIEM LINKS DE BLOG SEM DÓ. ÚNICA INTENÇÃO É GANHAR CENTAVOS POR CADA ACESSO.
CONTRA AS REGRAS DO INFOMONEY E SEM CONTEÚDO ÚTIL ALGUM.

http://www.defendaseujavali.com
http://www.perderdinheiroetempo.com
http://www.direitacentroesquerdalixo.com
FUJA DE FORISTAS QUE SE INTITULAM "DEFENSORES" POIS NA VERDADE SÓ QUEREM DEFENDER OS CENTAVINHOS DELES, POSTANDO BOBAGENS E COLANDO LIXO AQUI PRA TE ENGANAR.

Jun 17, 2015 11:06
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
Imagem

Jun 29, 2015 20:00
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
Entenda as propostas do governo para o pré-sal

04/12/2009 por Luciana Seabra

A forma de exploração do petróleo da camada pré-sal é de extrema importância para o desenvolvimento futuro brasileiro. Muita gente fica de fora do debate, entretanto, por não conhecer bem as propostas.

Vou explicar em seguida os quatro projetos de lei enviados pelo governo ao Congresso, com base na apresentação do consultor de Exploração e Produção da Petrobrás, Daniel Pedroso, em palestra hoje na Unicamp. Eles tratam de duas propostas de exploração que podem conviver: a partilha (três primeiros projetos) e a cessão onerosa (último projeto de lei).

PL-5.938: cria o sistema de partilha. Funciona assim: a Petrobrás é a única operadora, responsável por desenvolver tecnologia, contratar pessoal e manter prioridade para aquisição de bens e serviços no mercado doméstico. Outras empresas poderão ter participação de até 70% no negócio. Caso elas encontrem petróleo ficarão com uma parte para cobrir os custos (óleo custo) e dividirão com o Estado os lucros (óleo lucro). Serão escolhidas, em licitação, as empresas que estiverem dispostas a oferecer um maior percentual do lucro ao Estado.
PL-5.939: cria a Petro-Sal, uma nova estatal, criada para defender os interesse da União no negócio. Ela fará parte dos contratos de partilha, sem participação nos custos e lucros, mas com direito a voto e poder de veto em decisões. Ela vai fiscalizar, por exemplo, a definição correta do que é custo, parte que fica com as empresas, e o que é lucro, parcela dividida com o Estado.
PL-5.940: cria o Fundo Social, uma espécie de poupança para onde deverão ir os recursos da União resultantes da exploração do pré-sal e até de outras fontes de petróleo, que continuam sob o regime antigo de contratos. O dinheiro aí acumulado deverá ser destinado a combate à pobreza, educação, cultura, saúde, ciência e tecnologia e adaptações às mudanças climáticas.
PL-5.941: cria o sistema de cessão onerosa. Caso seja aprovado, a Petrobrás pagará determinado valor para ter direito à exploração de até 5 bilhões de barris de petróleo e gás natural. Para essa área definida não haverá licitação e ela será devolvida ao Estado depois de alcançado o limite. O valor a ser pago será determinado com base no retorno esperado para a Petrobrás. Esse contrato é o de mais curto prazo, já que deve ser fechado até um ano depois da promulgação da lei. O mesmo projeto prevê a capitalização da Petrobrás, que corresponde a uma nova emissão de ações, que deverão ser vendidas com privilégio dos atuais acionistas, inclusive a União. Os recursos devem servir para novos investimentos, inclusive o pagamento da cessão onerosa.

É importante lembrar que os projetos de lei ainda estão em debate no Congresso Nacional e podem passar com modificações ou não ser aprovados.

As propostas são complexas e estão resumidas acima. Você pode deixar aqui suas dúvidas. Em um próximo post vou apresentar um pouco do debate apresentado no seminário Pré-sal: um novo futuro para os brasileiros.

Jun 30, 2015 14:29
PHODEO Forista VIP
Mensagens: 19755
Re: Quanto custará o barril da cessão onerosa qdo for extraí
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2013 12:22
 
 
DENUNCIEM LINKS DE BLOG SEM DÓ. ÚNICA INTENÇÃO É GANHAR CENTAVOS POR CADA ACESSO.
CONTRA AS REGRAS DO INFOMONEY E SEM CONTEÚDO ÚTIL ALGUM.

http://www.defendaseujavali.com
http://www.perderdinheiroetempo.com
http://www.direitacentroesquerdalixo.com

Jun 30, 2015 16:11
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re:
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
Kyo escreveu:Bem tipico de governo mesmo, abrir um fodasse pra eficiência e produtividade.

Quando tiver tempo vou procurar da uma lida.

Vlw pelos esclarecimentos.


Ps: ultima duvida. Existe diferença de valor pro tipo de petróleo encontrado? Pq dessa forma ai só vale a pena retirar os que forem de melhor qualidade, já que eles vc vende acima dos 100$ e da pra ter algum ganho.


...

Jun 30, 2015 16:16
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Re:
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
mico escreveu:
Kyo escreveu:Bem tipico de governo mesmo, abrir um fodasse pra eficiência e produtividade.

Quando tiver tempo vou procurar da uma lida.

Vlw pelos esclarecimentos.


Ps: ultima duvida. Existe diferença de valor pro tipo de petróleo encontrado? Pq dessa forma ai só vale a pena retirar os que forem de melhor qualidade, já que eles vc vende acima dos 100$ e da pra ter algum ganho.


...



...

Jun 30, 2015 16:38
mico Forista VIP
Mensagens: 3526
Re: Re:
mico
Registrado em:
Jun 15, 2008 21:10
 
 
mico escreveu:
mico escreveu:
Kyo escreveu:Bem tipico de governo mesmo, abrir um fodasse pra eficiência e produtividade.

Quando tiver tempo vou procurar da uma lida.

Vlw pelos esclarecimentos.


Ps: ultima duvida. Existe diferença de valor pro tipo de petróleo encontrado? Pq dessa forma ai só vale a pena retirar os que forem de melhor qualidade, já que eles vc vende acima dos 100$ e da pra ter algum ganho.


...



...


...

AnteriorPróximo

Voltar para Geral

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes