Bem-vindo: Out 20, 2017 23:22

Out 16, 2016 23:54
Cifrão Forista Assíduo
Mensagens: 1383
PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Cifrão
Registrado em:
Abr 11, 2008 18:36
 
 
Vamos ter muitas expeculacoes , mas acredito que a empresa aqui e diferente da Laep, quanto mais tempo passa mais a prumo se valoriza e ninguem esta obrigado a aceitar o preco que eles querem, se antes eles ofereceram 10,15 porque agora nao, se eles sairem do Novo Mercado daqui a 9 meses essa empresa estara valendo 50% mais, eles nao irao esperar esse tempo todo porque sabem a valorizacao que estar por vir. Espero que a CVM ENXERGUE toda essa armacao e apresente um preco justo.

Out 17, 2016 9:33
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
Eu não vou vender

Out 18, 2016 19:38
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Pegando um gancho do colega, segue meus questionamento ja devidamente enviados à CVM:
"Em FR da Prumo Logística de 14.10.2014 é comunicado que o Controlador EIG pretende fazer um OPA para sair do novo mercado e, eventualmente, fechar o capital e que o preço máximo ofertado seria de R$6,69;
É do conhecimento da CVM que eles já tentaram fechar o capital outras duas vezes sendo que a penúltima foi reportada através do FR em 07.12.2015, no qual eles ofereceram R$ 1,15, o que equivale atualmente, por causa do agrupamento, a R$ 11,50.
Em ambas as situações a "EIG" informa o valor máximo que pagará por ação antes mesmo que seja feito o Laudo de Avaliação, sendo que nesse último Fato Relevante ela informa que pagará no máximo R$ 6,69 o que está bem menor que o última oferta e também é bem abaixo do Valor Patrimonial que agora está por volta de R$ 10,00 por causa das subscrições arranjadas pela EIG.
Essas "manobras" do controlador estão frequentemente "engessando" o valor da cotação do ativo, ao seu exclusivo interesse de avançar no seu percentual de controle, que já passa dos 75% permitidos pelo NM.
Lembrando também que quando a EIG fez a primeira subscrição, as ações caíram manipuladas na ordem de 50%, quando então anunciam uma subscrição por um preço muito superior ao valor de mercado, só pra eles mesmos avançarem no controle, o que ocorreu com absoluto sucesso.
Essa nova oferta da OPA é de novo, totalmente inconsistente, confrontado-se com os novos cenarios para a Prumo, conforme recente palestra do seu Diretor (ver link abaixo), da qual destacamos: (só deu pra citar pouca coisa devido às limitações do site CVM)

O setor de óleo & gás: um primeiro olhar sobre as mudanças - Por Décio Oddone - http://publications.atlanticcouncil.org ... -oleo-gas/
"O potencial para aumento da exploração e produção de petróleo e gás, a necessidade de investimentos em setores como downstream, logística, infraestrutura de gás natural e geração de energia termelétrica e a existência de um grande conjunto de ativos à venda cria um momento único para empresas interessadas em aumentar sua presença no país."
"A produção brasileira de petróleo deve crescer para quase 5 milhões de barris por dia até 2024. Grande parte desse aumento será destinada ao mercado de exportação, o que demandará uma estrutura de logística confiável (ver figura 2). Atualmente, poucos terminais dispõem de instalações que permitem, de forma operacional e ambientalmente segura, o transbordo para navios de grande porte do petróleo retirado das plataformas offshore. No futuro próximo, o aumento da produção e da exportação de petróleo e da importação e cabotagem de derivados vai exigir ampliações nessas instalações, abrindo oportunidade para investimentos em capacidade de transbordo em tanques para armazenamento e em tratamento."
"Este é um momento único para as empresas que querem investir no setor de petróleo e gás do Brasil. O que ocorrer no curto prazo, do ponto de vista regulatório ou no campo da transferência da titularidade de ativos, será determinante para definir a configuração da indústria brasileira de petróleo e gás no futuro. Quanto mais para trás ficarem as atuais dificuldades político-econômicas, maior deve ser a apreciação dos ativos."

"Dificilmente outro momento como o que se começa a viver agora vai se repetir. O setor de energia está prestes a atravessar a mudança mais relevante desde que o país passou a ter uma economia moderna. Investidores capazes de precificar corretamente oportunidades de investimento, ativos e empresas no Brasil têm diante de si a maior janela de oportunidade em décadas. "

O link do SAC da CVM é http://cvmweb.cvm.gov.br/SWB/default.as ... sac&dest=3

Out 20, 2016 11:17
Cifrão Forista Assíduo
Mensagens: 1383
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Cifrão
Registrado em:
Abr 11, 2008 18:36
 
 
Tem muitas coisas estranha nisso tudo, O eig como tinha 74% das acoes teve direito a uns 82 milhoes de acoes para subscrever, com isso ele ocuparia uns 88% da empresa agora, no entanto eles aparecem apenas com 77%. Com certeza repassou a maioria desses direitos para acionistas institucionas que sao cerca de 122 inclusive Mubadala e Itau, que ja devem esta com 100% de aumento. As sobras foram de alguns institucionas que nao aceitaram. Com a maioria dos institucionas na mao eles esperam aprovar o opa pelo preco que querem, So nos resta a sonolenta CVM nos defender.

Out 20, 2016 11:23
Cifrão Forista Assíduo
Mensagens: 1383
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Cifrão
Registrado em:
Abr 11, 2008 18:36
 
 
Na Rumo , O Resultado da Subscricao a empresa expos como foram divida todas as subscricoes, a quantidade e o pecentual e cada um que comprou, O Eig nao ira informar esse resultado, para nao mostrar a armacao.

Out 20, 2016 17:29
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
Cifrão escreveu:Na Rumo , O Resultado da Subscricao a empresa expos como foram divida todas as subscricoes, a quantidade e o pecentual e cada um que comprou, O Eig nao ira informar esse resultado, para nao mostrar a armacao.



provavelmente fizeram isso pra dar um susto na galera e comprar através de laranjas... já devem ter muito mais que 80 % do capital...

Out 20, 2016 21:53
Sardinha Enlatada Forista VIP
Mensagens: 4627
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mai 10, 2013 13:41
 
 

Out 22, 2016 16:33
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
O interssante q esses valores de aluguéis nunca São publicados ...Belo empreendimento O único q foi pra frente do tio Eike

Out 27, 2016 21:31
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Carta aberta de um acionista da Prumo – II
Dado que a 1ª carta é de Janeiro de 2014, tomei a liberdade de fazer uma atualizada em alguns numeros e acontecimentos mas mantendo os devidos créditos a autor da carta I, do Antonio Carlos Martins => http://www.robertomoraes.com.br/2015/12/acionistas-minoritarios-reagem.html

O principal alvo dessa vez é para foi a CVM, Munbadala e alguns bons colunistas da mídia econômica.

"Ao propor a intenção de fechar o capital da Prumo Logística Gloval a EIG Global Energy Partners (endereço: 1700 Pennsylvania Ave NW # 800, Washington, DC 20006, Estados Unidos, , vizinha da Casa Branca), empresa americana, estará expulsando alguns milhares de pequenos acionistas brasileiros e transformando em território americano, uma área de 90 km² estrategicamente situada em nosso país no estado do Rio de Janeiro.

O Super Porto do Açu foi iniciado pelo Sr. Eike Batista, o qual transferiu para a EIG, em 2013, a parte majoritária das ações (na época pouco mais de 50%), essa operação foi feita através de um aumento de capital de R$ 1.300.000.000,80 correspondentes a um acréscimo de 1.083.333.334 ações. Passado aproximadamente um ano a EIG efetuou um novo aumento de capital, desta vez na ordem de R$ 650.000.000,00 correspondentes à 1.000.000.000 de novas ações, diluindo drasticamente as ações dos minoritários e tornando-se dona de 74,3% das ações.

Passado pouco mais de dois anos, em 2015, a empresa informa ao mercado, através de Fato Relevante, que tenciona fechar o capital da empresa pagando aos acionistas minoritários o valor máximo de R$ 1,15 por ação. Existem em circulação no mercado 713.165.858 de ações correspondentes a 25,7% do total das ações da Companhia. O valor proposto para ser pago pela parte dos minoritários perfaz um total de R$ 820.140.736,70, correspondentes à aproximadamente 212 milhões de dólares.

De onde podemos concluir que: se 25,7% das ações valem aproximadamente 212 milhões de dólares, o porto inteiro estaria valendo 825 milhões de dólares, pela avaliação da EIG. Vale ressaltar que esse mesmo porto foi avaliado em 2012 pelo BofA Merrill Lynch em 2,5 bilhões de dólares, demonstrando com isso que a EIG subavaliou o Porto ao lançar um preço 3 vezes menor do que o valor avaliado há 3 anos atrás.
Pouco tempo depois, alegando falta de acordo com debenturias, a EIG cancelou OPA, para alívio do acionitas minoritários.
Entretanto, para nossa surpresa a EIG está propondo uma nova OPA, a preço de R$ 6,69, quase metade da oferta anterior e logo depois de fazer uma subscrição de 40% no mesmo valor !?!

Aproveitando-se de uma situação de baixa generalizada no mercado de ações do nosso país, a empresa americana nos apresenta uma proposta num valor muito abaixo do real valor da empresa, comportamento típico dos fundos abutres muito comuns no mercado financeiro na atualidade. Um flagrante dano moral e patrimonial aos direitos individuais dos pequenos acionistas que estarão sofrendo um vilipêndio moral e econômico caso essa proposta aviltante prospere.

Essa afronta à soberania nacional, intencionada por essa empresa que adota práticas comerciais típicas dos fundos abutres, deve ser rechaçada por nossas autoridades (assim esperamos). Esse patrimônio de incalculável valor não pode ser arrancado de nossas mãos de maneira tão torpe e desprezível. Para cúmulo da ironia, o maior financiador da EIG no Brasil é o nosso BNDES. Além da mega diluição da ação pelos dois aumentos de capital praticados pela empresa em curto espaço de tempo, passando de 694.141.377 para 2.777.474.711 ações. Agora, depois do agrupamento 10 X 1 e da subscrição, está com 376.016.801 ações, depois da homologação de cerca de 40% com a ultima subscrição. Para melhor efeito de avaliação do nível de diluição, temos que comparar as 694.141.377 ações inicias, que depois do agrupamento 10 x 1 ficaria em 69.414.137 e que comparadas as atuais 376.016.801, daria uma impressionante divluição de 541, % !!!

Alguns setores da empresa começaram neste ano a entrar em operação com repercussão na cotação, que iniciou uma lenta recuperação. Todos os acionistas minoritários estavam exultantes, pois parecia que o longo período de insegurança, prejuízos e preocupações estava chegando ao fim, mas qual não foi a nossa surpresa quando recebemos um Fato Relevante nos informando que a empresa pretendia fechar o capital, e para tornar o cenário ainda mais assustador e revoltante, o valor ofertado sequer devolvia o nosso capital aplicado, muito pelo contrário: fazia uma correção negativa, uma espécie de cobrança por termos participado na construção da empresa, ou seja, na hora da recuperação do investimento feito nós não participaríamos.

A ultima oferta de R$ 6,69 por ação seria o valor máximo, baseados numa cotação media de mercado muito desvalorizada, reconhecida pelo próprio CEO da EIG Mr. Robert Blair Thomas o qual recentemente declarou "O MERCADO ESTÁ SUBESTIMANDO O VALOR DESTA EMPRESA EM UMA ORDEM DE GRANDEZA” e mais recentemente neste mês de out/2016 disse enfático "Estou vendo o Açu como uma mina em que você começa a cavar, de repente acha ouro”.

Interessante ressaltar que antes da EIG assumir o Super Porto do Açu, o dono anterior, Sr. EIKE BATISTA, também havia proposto antes do grupamento das ações na proporção de 10 X 1, uma OPA pelo valor correspondente a R$ 31,3 por ação, tendo desistido de sua realização porque o valor avaliado pelo BofA Merrill Lynch foi no valor correspondente hoje a R$ 72,85 por ação (fato ocorrido em 2012).

Passados três anos, período no qual o projeto recebeu bilhões de reais em novos investimentos tendo em consequência um impulso significativo nas obras (algumas já finalizadas), novos contratos assinados (tanto de novas locações, como importantes parcerias), dentre as quais:

- a Edison Chouest que está construindo no Porto do Açu a sua maior base operacional no mundo com mais de 1.000 metros de cais no porto; a Oiltanking que pagou 200 milhões de dólares por 20% do terminal de petróleo (consequentemente avaliando somente o terminal de petróleo em 1 bilhão de dólares); - a Votorantim no T-Mult exportando bauxita e outros materiais; - a Anglo American exportando minério de ferro... e tantas outras empresas já instaladas e funcionando.
- GranEnergia e Prumo Logística criam a empresa Dome - http://www.prumologistica.com.br/pt/imp ... -Dome.aspx
- Prumo e RB Capital fazem parceria para Condomínio Logístico em Açu - http://www.prumologistica.com.br/pt/imp ... 3%A7u.aspx
- Centro de Conveniência para prestação de serviços - http://www.prumologistica.com.br/pt/imprensa/Pagin...
- A ERGOSSOL assinou em outubro de 2016, acordo de parceria para identificação e desenvolvimento de negócios para o Porto do Açu.
- Terminal de Petróleo do Porto do Açu começa a operar - http://www.prumologistica.com.br/pt/imprensa/Pagin...
- Criação de ZPE é tema de visita de ministro da Indústria ao Porto do Açu – http://www.prumologistica.com.br/pt/imprensa/Pagin...
- Prumo contrata empresa para fazer estudo de um ramal de gasoduto entre Campos e o Açu - http://www.robertomoraes.com.br/2016/10 ... fazer.html
- Prumo Logística planeja polo de gás natural no Porto do Açu - Complexo contará ainda com duas ou três termelétricas com investimento de R$ 3 bilhões => http://oglobo.globo.com/economia/prumo- ... z4Nx9EBi5Y

Nessa semana , Decio Oddone, atual Diretor Prumo foi confirmado como novo Diretor-Geral da ANP vislumbrou excelente perspectivas para a Area de Oleo & Gás, em especial para o Porto de Açu, conforme seu artigo “O setor de óleo & gás: um primeiro olhar sobre as mudanças” recente publicado no link : http://publications.atlanticcouncil.org/brasil-oleo-gas/, a qual destacamos outros principais pontos no final dessa materia:
“Este é um momento único para as empresas que querem investir no setor de petróleo e gás do Brasil. Investidores capazes de precificar corretamente oportunidades de investimento, ativos e empresas no Brasil têm diante de si a maior janela de oportunidade em décadas."

No momento em que o maior Porto Privado da América começa a entrar em operação e poderia possibilitar a recuperação dos prejuízos arcados pelos sócios minoritários, vem a empresa majoritária propor uma OPA por preço vil, isso pode até ser legal diante dessa nossa legislação ultrapassada, mas com certeza altamente imoral e injusta.

Comparando os valores avaliados pelo BofA Merrill Lynch em 2012, em aproximados 2,5 bilhões de dólares e levando-se em consideração todos os investimentos aplicados no Porto do Açu: contratos de locações de áreas assinados, conclusões de várias obras importantes no Porto, a recente venda de 20% do terminal de petróleo por 200 milhões de dólares (parte esta que não representa nem 10% do total do Porto do Açu), podemos estimar, sem receio de erro, um valor aproximado de cinco bilhões de dólares pelo Porto, atualmente.

Alguma coisa não fecha nas contas da EIG ou no mínimo foram precipitados, pois só existem 713 aproximadamente 25,7% do total de ação da Companhia, o valor pensando pela EIG de 6,69 por ação. Com isso a EIG nos informa que a empresa vale 376.016.801 x 6,69 = 2.515.552.398,69 ou U$ 811.468.515,70 fazendo o câmbio pelo valor de fechamento do dólar comercial de R$ 3,10, logo a avaliação da EIG pelo total do Porto ficou bem abaixo de 1 bilhão de dólares:

Em FR de 06/08/2015 a Prumo divulgou: A Prumo Logística S.A. (PRML3) comunica que assinou contrato com a Oiltanking, referente a aquisição de 20% do Terminal de Petróleo do Porto do Açu pelo valor de U$ 200 milhões. Logo se 20% do Terminal de Petróleo do Porto do Açu vale 200 milhões de dólares, consequentemente só o terminal de Petróleo do Porto do Açu vale 1 bilhão de dólares. Então, como todo o Porto vai valer menos do que apenas uma parte dele que não chega nem a 10% do seu valor total?

A simples comunicação da EIG que pretende ofertar um valor máximo tão abaixo do valor real e potencial do ativo além de enganoso foi extremamente danoso a precificação do ativo no mercado, pois mesmo que essa OPA indecorosa não venha a ser concretizada como achamos que não será pela séria de inconsistências existentes além das aqui nominadas , pois temos registradas em nosso fórum diversas declarações do próprio CEO da EIG e também do Presidente da Prumo, recentemente desligado da empresa, sobre projetos em andamento que neste momento não estamos citando neste texto, mas que estamos buscando e lançaremos num segundo texto .

Um patrimônio que numa avaliação simplista estaria hoje na ordem de cinco bilhões de dólares, não se considerando suas possibilidades futuras, pois aí então o seu valor sofreria uma elevação estratosférica, foi subavaliado pela EIG ao ameaçar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) pelo valor irrisório de R$ 1,15 por ação o que importaria num valor total para o porto na ordem de 850 milhões de dólares, um valor menor do que um terminal de petróleo do Porto que não representa nem 10% do total da obra.

Ou seja, quando vendeu recentemente uma PEQUENA PARTE do porto foi avaliado em 1 bilhão de dólares, agora quando quer comprar o Porto TODO é avaliado, pela mesma EIG, em menos de 1 bilhão de dólares.

Este porto teve o seu início com a desapropriação de terras pelo estado do Rio de Janeiro de milhares de brasileiros que ocupavam essa área de 90 km² de extensão, e agora se repete mais uma e definitiva expulsão de brasileiros: serão mais de 8.000 pequenos acionistas que terão destruídos os seus sonhos de fazer parte de um (prometido) grande projeto privado nacional, mas que em pouco mais de 2 anos, foi absorvido por essa empresa americana, que chegou alardeando aos quatro ventos que trabalhava na busca de valores para os seus acionistas. Infelizmente, não foi isso o que se viu.

Essa grande empresa americana, em jogadas manipulativas de mercado, pretende nos alijar do investimento sem sequer nos pagar o valor que nela aplicamos.
Se esta OPA se concretizar teremos no Brasil algo parecido do que aconteceu em Cuba com a apropriação da Baía de Guantânamo, uma área de 116 km², que passou a ser território americano dentro de Cuba. O Porto do Açu, com 90 km², o maior projeto brasileiro de empresa privada, estrategicamente localizado e vital para a segurança nacional, sendo de inteira propriedade da empresa americana EIG, teremos no estado do Rio de Janeiro, dentro do território brasileiro, uma área de 90 km² exclusivamente americana. Uma afronta à soberania nacional que o atual governo parece nem estar tomando conhecimento do que está acontecendo, muito embora o BNDES seja o maior financiador deste empreendimento.

O Açu foi considerado pelo EIG como “a joia da coroa”. A gestora americana acredita que o porto tem enorme potencial de valorização e pode se tornar uma base logística essencial para a exploração do pré-sal. Próximo à Bacia de Campos e acessível à Bacia de Santos, o complexo ocupa área maior do que a da ilha de Manhattan, em Nova York.

O Porto do Açu vai se consolidando como um enclave americano no Norte Fluminense: interpretação de uma década - http://www.robertomoraes.com.br/2016/06/o-porto-do-acu-vai-se-consolidando-como.html
"O empréstimo (investimento) da Overseas Private Investment Corporation (OPIC), agência financeira de desenvolvimento, vinculada ao governo dos EUA e com sede em Washington, ao empreendimento do Porto do Açu, no valor de US$ 350 milhões, anunciado ontem, pela Prumo, reforça a presença e os interesses americanos no Açu, São João da Barra, RJ. O capital obtido pela Prumo será destinado a investimentos em obras para o terminal de transbordo de petróleo e a novas dragagens para aprofundar o canal de acesso do terminal e assim possibilitar a navegação de embarcações maiores calado que exigem mais profundidade. Assim, é possível observar uma ampliação gradativa e crescente de investimentos americanos, em grandes proporções, ao empreendimento portuário do Açu.
Caminha-se assim, para uma espécie de “condado” americano no Norte Fluminense. (Segundo a Wikipedia, condado era na idade média, uma área doada pelo rei, à nobreza, por algum “mérito”)... Da mesma forma se identifica como é tão pequena, proporcionalmente, ao que se vê na lista de empresas acima (já operando no Porto), a relação do porto com a cidade e a região*...Pois bem, não é difícil identificar que esta é uma característica daquilo que nos estudos de desenvolvimento se chama de "enclave". De forma simples o conceito de enclave que dizer a instalação e delimitação de um território dentro de outro, com características distintas (tanto econômica, política, social e/ou cultural)."

E eu acrescentaria: "Isso se aplica tambem com relação aos seus acionistas minoritarios, a quem depois de muito explorar em sucessivas subscrições/diluições, querem agora expropriar suas já pequenas e sacrificantes participações, via proposta indecorosa da OPA X,69, uma verdadeira sacanagem!!!
Por fim, acrescentaria ainda: "E agora tambem com a tentativa de expropriação compulsória dos pequenos socios brasileiros do Cia, do tipo "Brasileiros, Go Home", dentro do nosso próprio quintal !!!
Pode isso, Arnaldo? Pode isso, CVM? Pode isso, Itau? Pode isso Munbadala? Se não, vamos Manda_bala!!!

Anexos
“O setor de óleo & gás: um primeiro olhar sobre as mudanças” - Decio Oddone, atual Diretor Prumo e recém indicado novo Diretor-Geral da ANP http://publications.atlanticcouncil.org ... -oleo-gas/
Nesse artigo, novo Diretor-Geral da ANP vislumbrou excelente perspectivas para a Area de Oleo & Gás, em especial para o Porto de Açu, a qual destacamos:
"A indústria também seria beneficiada por um melhor aproveitamento das oportunidades de execução de serviços de manutenção marítima no país. O Brasil é um dos principais pólos de operações offshore no mundo, com centenas de plataformas flutuantes, navios e barcos de apoio operando nas Bacias de Campos e Santos. Essas embarcações devem passar por inspeções regulares, serviços de manutenção e reparos. Precisam atracar em um local seguro quando não têm tarefas a realizar.
Como as regras de importação temporária de embarcações e de caracterização das empresas brasileiras de navegação são restritivas, muitos dos trabalhos que poderiam ser conduzidos em território brasileiro acabam sendo executados no exterior. Isso faz com que as empresas percam com os custos de deslocamento, enquanto a indústria nacional deixa de realizar serviços que gerariam empregos e impostos. A regulação deve ser ajustada para permitir que esses serviços sejam realizados no Brasil."
"É preciso aprimorar a regulação para atrair investimentos e acelerar a execução de projetos.O licenciamento das operações de transbordo, armazenagem, tratamento e exportação de petróleo e de importação e cabotagem de derivados deve ser conduzido de maneira ágil e eficaz, garantindo, ao mesmo tempo, que as operações sejam conduzidas de forma ambiental e operacionalmente segura e eficiente.
Para permitir o aumento das exportações de petróleo e para viabilizar a importação e cabotagem de um volume crescente de derivadosé necessário melhorar a infraestrutura disponível. Estradas de rodagem e ferrovias de acesso às instalações portuárias mais relevantes devem ser melhoradas, construídas ou concedidas à iniciativa privada. Investimentos em terminais portuários devem ser estimulados.
O aumento da oferta futura de gás no Brasil depende da disponibilidade de logísticapara importação e do crescimento da atividade exploratória. Assim sendo, novos terminais de importação de GNL devem ser construídos, especialmente nas regiões onde a demanda de gás e de energia termelétrica tem maior potencial de crescimento.
O desenvolvimento de térmicas e de condomínios de térmicas e terminais de regaseificação localizados estrategicamente noNordeste eno Sudeste deve ser uma prioridade.
Finalmente, como não há sistema de armazenamento de gás natural no Brasil, GNL vem sendo estocado em navios. Com o objetivo de elevar a segurança do sistema e reduzir os riscos de falta de energia, a armazenagem de gás natural deve ser desenvolvida.
Este é um momento único para as empresas que querem investir no setor de petróleo e gás do Brasil.
O que ocorrer no curto prazo, do ponto de vista regulatório ou no campo da transferência da titularidade de ativos, será determinante para definir a configuração da indústria brasileira de petróleo e gás no futuro.Quanto mais para trás ficarem as atuais dificuldades político-econômicas, maior deve ser a apreciação dos ativos.
Descartada, por razões políticas históricas, uma eventual privatização da Petrobras,dificilmente outro momento como o que se começa a viver agora vai se repetir. O setor de energia está prestes a atravessar a mudança mais relevante desde que o país passou a ter uma economia moderna.
Investidores capazes de precificar corretamente oportunidades de investimento, ativos e empresas no Brasil têm diante de si a maior janela de oportunidade em décadas."

II – Outras recentes matérias relevantes sobre o caso
- Segundo o ministro dos Transportes, com o Porto do Açu em operação, serão viabilizados vários projetos de interligação de modais rodoviários e ferroviários com o porto. Ele disse que um dos projetos será a construção da ferrovia 118, atualmente em fase de projeto, que pretende interligar os estados do Espírito Santo e o Rio de Janeiro. Outro projeto é a BR 354, que o governo federal vai tentar fazer a concessão, ou então fazer os investimentos públicos para interligar o Porto do Açu e toda a região aos centros consumidores do Sudeste e Centro-Oeste. Há também o projeto da BR 254, que é uma estrada estadual que poderá ser interligada com o anel viário da BR 101. http://oglobo.globo.com/economia/governo-pretende-aumentar-taxas-de-retorno-para-atrair-investidores-privados-19458851

- Itaú e fundo árabe descontentes com oferta pela Prumo - Por: Natalia Viri 24/02/2016 às 13:03 - Porto do Açu, da Prumo: Conflito de gigantes (e nós, sardinhas)
Itaú e Mubadala não estão nem um pouco contentes com a proposta feita pelo grupo americano EIG para tirar a Prumo, antiga LLX Logística, de Eike Batista, da bolsa. Antigos credores, os bancos e o fundo árabe “herderam” participações de 6,5% cada no capital da empresa como conversão de dívidas que não foram honradas. Agora, acreditam que a oferta de 1,15 real por ação – ou 11,50 por papel após um grupamento recente, de dez para um – feita pelo EIG está muito abaixo do que vale a empresa, que tem um porto no Rio de Janeiro. Sozinhos, os dois acionistas têm poder de barrar a operação. Para tirar a Prumo da bolsa, detentores de pelo menos dois terços das ações em circulação precisam aderir à oferta. Hoje, 25% do capital da Prumo está nas mãos dos minoritários.
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/economia/itau-e-fundo-arabe-descontentes-com-oferta-pela-prumo/
- Se Itaú e Mubadala foram contra a última OPA a R$11,15, imagina então a 6,90!?!
-

- Comentarios postados em diversos fóruns de mercado:
“Na época que a Prumo só tinha cerca de 700 milhões de ações (2013), o porto foi avaliado em 5 bilhões de reais, isto com o dólar a dois reais, ou seja, 2,5 bilhões de dólares... hoje, se avaliarem o porto em 3 bilhões de reais, seria 1 bilhão de dólares, menos da metade do que fora avaliado em 2013."
Assim são os abutres da EIG... massacraram os minoritários com 3 diluições, derreteram o patrimônio dos pequeninos em 80% ao longo de 3 anos, fora a desvalorização de 90% desde o topo de 2009."
“Chegou a hora do Fundo Mubadala tentar recuperar uma pequena parte que foi subtraída pela EIG na Prumo
A EIG pode ficar numa sinuca de bico, considerando que depois de lançado a OPA por aumento de participação, não é mais permitida desistência pelo ofertante caso o pedido de revisão resulte em preço superior.
Já imaginou a Mubadala pressionando a E & Y e negociando a contratação de uma 2ª opinião de laudo, se antecipando a essa eventual nova manobra da EIG?
Vale observar ainda que o Itau entrou de socio herdando divida do Eike, quando a cotação estava a 0,22. Já o Fundo Mubadala estão com a EIG atravessado na garganta, pois entraram desde do inicio a preços lá em cima e foram diluidos ao longo do tempo, com as varias subscrições “mandrakes” da EIG.
Editado pela última vez por Rebordoza em Out 27, 2016 21:58, em um total de 1 vez.

Out 27, 2016 21:58
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Destaques do textão, que sei que a maioria não vai ler mesmo:

- - Para melhor efeito de avaliação do nível de diluição, temos que comparar as 694.141.377 ações inicias, que depois do agrupamento 10 x 1 ficaria em 69.414.137 e que comparadas as atuais 376.016.801, daria uma impressionante diluição de 541, % !!!

- Interessante ressaltar que antes da EIG assumir o Super Porto do Açu, o dono anterior, Sr. EIKE BATISTA, também havia proposto antes do grupamento das ações na proporção de 10 X 1, uma OPA pelo valor correspondente a R$ 31,3 por ação, tendo desistido de sua realização porque o valor avaliado pelo BofA Merrill Lynch foi no valor correspondente hoje a R$ 72,85 por ação (fato ocorrido em 2012).

- Comparando-se os 11,15 da ultima OPA com os 6,69 dessa ultima, temos uma desvalorização de cerca de 60% em menos de 1 ano! Entretanto, comparando-se o valor avaliado pelo BofA Merrill Lynch correspondente hoje a R$ 72,85 por ação (fato ocorrido em 2012) com a valor máximo que a EIG quer nos pagar na OPA atual de 6,69, temos a incrível diferença de 90% de desvalorização de valores!? Ou seja, com o passar dos anos, apesar de todo progresso do Porto de Açu, as propostas da EIG vão ficando cada vez mais indecorosas e aviltante!

- Em 2016, a empresa informa ao mercado, através de Fato Relevante, que tenciona fechar o capital da empresa pagando aos acionistas minoritários o valor máximo de R$ 6.69 por ação. Existem em circulação no mercado cerca de 86 milhoes ações correspondentes a 23,x% do total das ações da Companhia. O valor proposto para ser pago pela parte dos minoritários perfaz um total de 86 x 6,69 = R$ 578 Milhoes, correspondentes à aproximadamente 180 milhões de dólares.

- De onde podemos concluir que: se 23,x % das ações valem aproximadamente 180 milhões de dólares, o porto inteiro estaria valendo 786 milhões de dólares, pela avaliação da EIG. Vale ressaltar que esse mesmo porto foi avaliado em 2012 pelo BofA Merrill Lynch em 2,5 bilhões de dólares, demonstrando com isso que a EIG subavaliou o Porto ao lançar um preço 3 vezes menor do que o valor avaliado há 3 anos atrás.

- Em FR de 06/08/2015 a Prumo divulgou: A Prumo Logística S.A. (PRML3) comunica que assinou contrato com a Oiltanking, referente a aquisição de 20% do Terminal de Petróleo do Porto do Açu pelo valor de U$ 200 milhões. Logo se 20% do Terminal de Petróleo do Porto do Açu vale 200 milhões de dólares, consequentemente só o terminal de Petróleo do Porto do Açu vale 1 bilhão de dólares. Então, como todo o Porto vai valer menos do que apenas uma parte dele que não chega nem a 10% do seu valor total?

- A ultima oferta de R$ 6,69 por ação seria o valor máximo, baseados numa cotação media de mercado muito desvalorizada, reconhecida pelo próprio CEO da EIG Mr. Robert Blair Thomas o qual recentemente declarou "O MERCADO ESTÁ SUBESTIMANDO O VALOR DESTA EMPRESA EM UMA ORDEM DE GRANDEZA” e mais recentemente neste mês de out/2016 o presidente da Prumo disse enfático "Estou vendo o Açu como uma mina em que você começa a cavar, de repente acha ouro”.

- Se Itaú e Mubadala foram contra a última OPA a R$11,15, imagina então a 6,90!?!

Out 30, 2016 13:59
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Já havia enviada a" Carta de um acionista inconformado da Prumo" (revista 7 piorada por mim) à varios jornalistas & formadores de opinião de mercado, alem da CVM, é claro. Vou agora aditar tb, essa bem elaborada denuncia do tb acionista Ecamongon, publicada no outro forum da Prumo.
http://br...com/forum/./14886470/4518#90353

Blog do professor: [email protected]

Mubundala: [email protected] - [email protected]

Midia: [email protected], george.vidor@globo.com,lauro.jardim@oglobo.com.br,kupfer@ie.ufrj.br, redacao@valor.com.br, cristiano.romero@valor.com.br

Nov 02, 2016 13:51
FoxHoundBR Forista Assíduo
Mensagens: 1479
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 16, 2014 11:39
 
 
Eu li toda a carta, mas na minha opinião reclamar para a cvm não surtirá efeito.


Quem é acionista aqui e quer defender o seu dinheiro desse golpe da opa, deveria levar a briga para a justiça via ação coletiva.

Se ninguém aqui fizer nada, eles fecharão o capital da empresa rapidinha e ainda por cima irão rir da cara de todos vocês.

Só a humilde opinião de alguém que já foi acionista daqui mas que hoje em dia está de fora.

Nov 02, 2016 16:51
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
FoxHoundBR escreveu:Eu li toda a carta, mas na minha opinião reclamar para a cvm não surtirá efeito.


Quem é acionista aqui e quer defender o seu dinheiro desse golpe da opa, deveria levar a briga para a justiça via ação coletiva.

Se ninguém aqui fizer nada, eles fecharão o capital da empresa rapidinha e ainda por cima irão rir da cara de todos vocês.

Só a humilde opinião de alguém que já foi acionista daqui mas que hoje em dia está de fora.



FOX pra mim já levaram o jogo.. nas minhas contas mais da metade do Free float já é deles através de outros fundos laranjas.. deram o golpe na turma...

eu acho que compensa pra quem não precisa da grana não sair ficar no game...vai sair do mercado mas continua sócio.. porto é longo prazo.. dividendos ou uma possível venda pros china valerão a pena posteriormente.. eu vou ficar não vou vender

Nov 02, 2016 17:27
SALCEDO Forista VIP
Mensagens: 9247
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 01, 2012 21:55
 
 
Por todo o histórico de comportamento dos controladores, penso que quem esta empate ou ganhando algo, o melhor é cair fora e partir para outra, afinal, se com capital aberto e em teoria com maior fiscalização, já debocharam dos acionistas, fora da bolsa, a tendência, me parece é ser pior !

Nov 09, 2016 17:46
FoxHoundBR Forista Assíduo
Mensagens: 1479
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 16, 2014 11:39
 
 
PETRO51 escreveu:
FoxHoundBR escreveu:Eu li toda a carta, mas na minha opinião reclamar para a cvm não surtirá efeito.


Quem é acionista aqui e quer defender o seu dinheiro desse golpe da opa, deveria levar a briga para a justiça via ação coletiva.

Se ninguém aqui fizer nada, eles fecharão o capital da empresa rapidinha e ainda por cima irão rir da cara de todos vocês.

Só a humilde opinião de alguém que já foi acionista daqui mas que hoje em dia está de fora.



FOX pra mim já levaram o jogo.. nas minhas contas mais da metade do Free float já é deles através de outros fundos laranjas.. deram o golpe na turma...

eu acho que compensa pra quem não precisa da grana não sair ficar no game...vai sair do mercado mas continua sócio.. porto é longo prazo.. dividendos ou uma possível venda pros china valerão a pena posteriormente.. eu vou ficar não vou vender


O problema de ficar, Fiel, é que, após fechar o capital, se um belo dia os sócios resolverem fazer um aumento de capital e aumentar ainda mais a fatia deles na empresa, você não terá como fazê-lo também e será fatalmente diluído sem poder reagir. Esse no meu ver é o único grande risco mas, tirando isso, também acho vantajoso ficar, pois os rendimentos de JCP e dividendos serão bem maiores do que se estivesse como empresa de capital aberto.

Nov 09, 2016 21:45
Daniel Cba Forista Assíduo
Mensagens: 1899
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 29, 2009 6:03
 
 
As despesas financeiras foram de R$ 163,1 milhões, compostas principalmente de juros, corretagens e variação monetária e, foram impactadas pelo aumento do endividamento da Companhia e pelo início das operações. As receitas financeiras foram de R$ 45,3 milhões, compostas principalmente de juros sobre mútuo e rendimentos sobre aplicações financeiras. Com isto, o resultado financeiro líquido consolidado no terceiro trimestre de 2016 foi negativo em R$ 117,8 milhões.
O prejuízo líquido no terceiro trimestre de 2016 foi de R$ 130,8 milhões.


Pode fechar essa desgraça.

Nov 09, 2016 22:19
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
Estão apenas secando o caixa pra tirarem os sócios fora e fecharem capital ..deve ser algum laranja e diretoria sendo usada pra isso

Nov 09, 2016 22:29
PETRO2630 Forista Assíduo
Mensagens: 664
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 18, 2016 18:09
 
 
PETRO51 escreveu:Estão apenas secando o caixa pra tirarem os sócios fora e fecharem capital ..deve ser algum laranja e diretoria sendo usada pra isso

Aposto que sim... Heinnn

Nov 09, 2016 22:31
Xuxa Forista VIP
Mensagens: 8827
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 24, 2008 22:04
 
 
Saim dessa josta e comecem a encarteirar ENEV3.

A cotação hoje está em R$ 14,xx. Vai no mínimo dobrar de preço até ABRIL/2017.

É isso aí.

Nov 10, 2016 16:20
Gigante Forista Assíduo
Mensagens: 777
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mai 22, 2013 17:30
 
 
Not 08/11/16

Neste ano foram registradas 12 OPAs, entre elas as da Arteris, Alpargatas, Daycoval e Vigor. Dentre as que ainda estão em análise, estão Prumo e Unipar Carbocloro. Em 2015, foram dez operações.

AnteriorPróximo

Voltar para Ações Ibovespa

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron