Bem-vindo: Jun 24, 2017 5:03

Nov 18, 2016 12:05
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Acionista questiona nova tentativa da Prumo de fechar capital
Um acionista questionou a decisão da controladora EIG de fechar o capital da empresa de infraestrutura e logística brasileira e retirá-la do Novo Mercado

Por Ana Paula Ragazzi, da Revista EXAME access_time 17 nov 2016, 20h23 - Atualizado em 17 nov 2016, 20h
http://exame.abril.com.br/mercados/acio ... ar-capital

Em tempo: no rodapé da reportagem tem um espaço para comentarios. Sugiro que todos se manifestem lá, todo a nossa indignação ao processo viciado da OPA!!!

Nov 18, 2016 12:09
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
O NEGÓCIO É NINGUEM VENDER E CONTINUAR SÓCIO

Nov 18, 2016 14:59
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Esperamos encarecidamente que o leão da CVM AVANCE e barre + essa ultima tentativa de "barro" da EIG

Imagem

Nov 18, 2016 23:19
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Revista CAPITAL ABERTO: Minoritários acusam Prumo de fazê-los pagar pela própria OPA de fechamento de capital
Por Yuki Yokoi em 18 de novembro de 2016.
A Prumo Logística está mais uma vez em maus lençóis diante de seus acionistas minoritários.
Eles acusam o grupo controlador EIG Energy Global Partners de ludibriálos no processo que
levará ao fechamento de capital da companhia e cuja conta poderá ser paga pelos próprios
acionistas
.
Para tentar frear a operação, o minoritário Roberto Lombardi, ex-dono da Corretor a Interfloat, acionou a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
No dia 16 de novembro, ele pediu que a assembleia geral extraordinária (AGE) agendada para o próximo dia 25 seja adiada ou seu
prazo de convocação, interrompido. Agora, a autarquia tem até 24 de novembro, a próxima quinta-feira, para resolver o imbróglio.
Para entender a insatisfação, é preciso voltar no tempo alguns meses. Em julho, o conselho de
administração da Prumo aprovou um aumento de capital (dentro do limite autorizado) de até R$
740,6 milhões. Os recursos, informou a companhia, reforçariam o caixa "para fazer frente à
necessidade de capital de médio e longo prazo para o desenvolvimento de suas atividades e a
redução dos níveis de endividamento". Boa parte dos acionistas subscreveu as ações. No dia 10
de outubro a transação foi homologada: atingiu 89% do teto previsto, gerando a entrada de R$
675,4 milhões.
Quatro dias depois da homologação, os minoritários foram surpreendidos com o anúncio do
fechamento de capital da Prumo
.
O EIG, que detinha 74,27% do capital antes da emissão das novas ações, passou a acumular 76,73%. O novo percentual fere as regras do Novo Mercado,
que exige a manutenção de pelo menos 25% dos papéis em circulação.
Para não descumprir a regra do segmento especial de governança e tampouco ter que vender uma fatia de suas ações,
o EIG decidiu lançar uma oferta pública de aquisição de ações (OPA) unificada: para sair do Novo
Mercado e, de quebra, cancelar seu registro de companhia aberta.
A sucessão de fatos deixou os investidores furiosos. "Isso é uma piada de mau gosto com o
mercado de capitais brasileiro. Nunca vi uma operação como essa", afirma Lombardi. Na sua
avaliação, a oferta de novas ações foi desenhada justamente para provocar o desenquadramento
do controlador e justificar a OPA. Como é natural que nem todos os acionistas exerçam o direito
de preferência, as ações emitidas e que ficam sem dono acabam canceladas. Nesse processo, a
participação de cada acionista em relação ao capital total da companhia é recalculada - e como o
EIG já operava perto do limite estabelecido, não foi difícil ultrapassar a barreira dos 75% e
justificar a necessidade de uma OPA.
A insatisfação dos minoritários aumenta quando se leva em consideração o aspecto financeiro. A
Prumo levantou R$ 675,4 milhões com o aumento de capital, mas o controlador gastará o
equivalente a 90% desse montante para levar a OPA unificada adiante
- a companhia tem agora
87.507.375 papéis em circulação (23,27%) e o preço máximo anunciado para a oferta é de R$
6,69 por ação, mesmo valor da subscrição, conforme prevê a Instrução 361. No fim das contas,
argumentam os minoritários, é como se eles estivessem financiando a própria saída do pregão.
"É uma operação feita de máfé, mas que atende às formalidades da regulação", observa Carlos
Augusto Junqueira de Siqueira, outro minoritário da Prumo.

Histórico problemático
Esta é a terceira vez que a Prumo enfurece seus acionistas com anúncios de fechamento de
capital. A primeira foi em 2012, quando ainda se chamava LLX Logística e estava sob comando de
Eike Batista, seu fundador. O empresário desistiu da oferta porque o laudo de avaliação apontou
o valor econômico de cada ação acima do que ele estava disposto a desembolsar. A segunda
tentativa de fechamento de capital da Prumo foi empreendida por sua administração, em
dezembro de 2015. O negócio não foi adiante porque a companhia não conseguiu o aval dos
bancos que financiariam a OPA.
A insistência no fechamento de capital suscita reflexões, como as indicadas na reportagem
"Prumo reacende debate sobre fechamento de capital de pré-operacionais ", publicada na
SELETAS em março.
A companhia chegou à bolsa de valores em 2008 financiada por acionistas
dispostos a esper ar seu retorno oper acional - hoje, a base é composta por cerca de 7 mil
investidores.
E foi justamente quando as receitas começaram a aparecer que o EIG passou a
evidenciar seu interesse em deixar o pregão.


Link original: https://capitalaberto.com.br/secoes/rep ... decapital/

Nov 27, 2016 21:27
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Ex-empresa de Eike Batista vive disputa entre os seus acionistas
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/20 ... stas.shtml
Ex-empresa de Eike Batista vive disputa entre os seus acionistas - 25/11/2016 - Mercado - Folha de S.Paulo
A companhia de infraestrutura e logística Prumo –única das empresas originárias do grupo EBX, de Eike Batista, que não pediu recuperação judicial– virou alvo de disputa entre o atual controlador, o fundo americano EIG, e acionistas minoritários.

Nov 27, 2016 21:28
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
CVM diz que vai analisar o caso da Prumo Logística, ex-empresa de Eike - 25/11/2016 - Mercado - Folha de S.Paulo
A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) comunicou aos acionistas da Prumo Logística na quarta-feira (23) que instaurou um procedimento para analisar o caso em que o controlador da companhia, o fundo EIG, pretende fechar o capital da empresa.
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/20 ... eike.shtml

Nov 27, 2016 21:31
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Crise X Oportunidade

O que pode contar a nosso favor é que com toda essa celeuma sobre a OPA e seus muitos questionamentos que estão saindo na grande imprensa, é que está sendo uma "queimação de filme" da imagem institucional da Prumo, que passa por um momento critico de atrair novos grandes parceiros comercias para o empreendimento ainda no inicio de pré-0peração..
Com tantos questionamentos de moral e ética, vc ficaria tranquilo em se associar a um parceiro inescrupuloso como a EIG, como ela tem sido retratada?
O empreendimento já tem o estigma de fracasso do Eik Batista, já se sabe que a EIG está processando a Petrobras, que mal acabou de se associar ao negocio, e porraí vai...
Tiro no pé
Imagem
Nesse sentido, a ficha pode cair pra EIG/Prumo, no sentido de agilizar um bom acordo da OPA para "abafar o caso", tirar a Prumo da manchete negativa da grande midia, e seguir adiante minimizando riscos e atraindo novos grandes parceiros nesse momento critico do seu promissor negocio!

Mas se a EIG insistir nesse caminho anti-etico de confronto com seus socios minoritarios (entre eles, o Banco Itau, donos de Corretoras) e parceiros comerciais ( Petrobras,etc) ...Vai dar Eme!

Nov 27, 2016 21:33
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Ata da ultima AGE = Brasil Plural fará laudo de avaliação da OPA
http://prumo.riweb.com.br/Download.aspx ... iey66jJA==

Nov 27, 2016 21:34
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Destaques da ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 25 DE NOVEMBRO DE 2016
Deliberações:
Foi autorizada a lavratura da presente ata na forma de sumário, nos termos do
artigo 130, §§1º e 2º da Lei das S.A., tendo as declarações de votos, protestos e dissidências
porventura apresentadas sido numeradas, recebidas e autenticadas pela Mesa, as quais ficarão
arquivadas na sede da Companhia, nos termos do artigo 130, §1º da Lei das S.A e divulgadas no
site da CVM, nos termos do artigo 30, II da Instrução CVM 480.

=> Vamos aguardar a publicação na CVM, pois parece que teve forte manifestação dos dois acionistas citados a seguir.

Antes de dar início às deliberações, os acionistas LEGEND W FIM CP IE e ROBERTO LOMBARDI
DE BARROS apresentaram pedido à mesa para que fosse gravada a Assembleia Geral, e, após
negativa da mesa, pediram que a questão fosse submetida à votação, pedido este que foi
igualmente rejeitado pela mesa.

Após analisadas e discutidas as matérias previstas na Ordem do Dia, os acionistas presentes
deliberaram por:
(i) Aprovar, pela maioria dos votos dos acionistas detentores de Ações em Circulação
presentes, registrando-se as abstenções (conforme mapa de votação constante do
Anexo I), a escolha da Brasil Plural S.A. Banco Múltiplo como empresa especializada
que será responsável pela elaboração do laudo de avaliação no âmbito da OPA...
http://prumo.riweb.com.br/Download.aspx ... iey66jJA==

Nov 28, 2016 18:06
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Atendendo a pedidos & ameaças, a Prumo acaba de republicar a Ata da ultima AGE no site da CVM.
Agora com a manifestação de 2 "cachorros grande" presentes.
Só não transcrevo um dos fechamento no final pq foi só escaneada.
Mas vale a pena dar uma olhada no link para ver as manifestaçoes textuais que serviram de base para outro pronunciamento oral ainda mais contundente e que a EIG ouviu calada, com o &#$&$* entre as pernas, sem qq réplica, segundo meu spy;

PRUMO LOGISTICA SA
DRI: Eugenio Leite de Figueiredo - (FCA V2)
Assembleia AGE Ata
Data / Hora da Assembléia 25/11/2016 10:00
Data do Envio 28/11/2016 - Protocolo nº021482IPE251120160204269910-10
Motivo da Reapresentacao: Manifestação de Voto

http://siteempresas.bovespa.com.br/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?motivo=&protocolo=539465&funcao=visualizar&Site=C

Nov 28, 2016 18:39
PETRO2630 Forista Assíduo
Mensagens: 664
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 18, 2016 18:09
 
 
Rebordoza escreveu:Atendendo a pedidos & ameaças, a Prumo acaba de republicar a Ata da ultima AGE no site da CVM.
Agora com a manifestação de 2 "cachorros grande" presentes.
Só não transcrevo um dos fechamento no final pq foi só escaneada.
Mas vale a pena dar uma olhada no link para ver as manifestaçoes textuais que serviram de base para outro pronunciamento oral ainda mais contundente e que a EIG ouviu calada, com o &#$&$* entre as pernas, sem qq réplica, segundo meu spy;

PRUMO LOGISTICA SA
DRI: Eugenio Leite de Figueiredo - (FCA V2)
Assembleia AGE Ata
Data / Hora da Assembléia 25/11/2016 10:00
Data do Envio 28/11/2016 - Protocolo nº021482IPE251120160204269910-10
Motivo da Reapresentacao: Manifestação de Voto

http://siteempresas.bovespa.com.br/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?motivo=&protocolo=539465&funcao=visualizar&Site=C


já temos data para OPA ???

Dez 01, 2016 20:05
PETRO2630 Forista Assíduo
Mensagens: 664
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 18, 2016 18:09
 
 
Prumo Logística: subsidiária assina linha de crédito

A Açu Petróleo S.A., subsidiária da Prumo, assinou com a Overseas Private Investment Corporation uma linha de crédito de até US$ 350 milhões, pelo prazo de 19 anos. Segundo a companhia, o novo crédito contribuirá para equilibrar a estrutura de capital da Açu Petróleo, permitindo também o desenvolvimento do programa de investimentos de transbordo de petróleo.

Dez 07, 2016 8:15
aule Forista VIP
Mensagens: 3290
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 08, 2012 19:32
 
 
Minoritário da Prumo aciona CVM contra controladores

O acionista minoritário da Prumo Logística, Roberto Lombardi, ex-dono da
corretora Interfloat, acionou a novamente Comissão de Valores
Mobiliários (CVM), agora sobre informações contidas no formulário de
referência da companhia. Segundo ele, dados contidos no documento
reforçam a existência de abuso de poder dos controladores no caso do
aumento de capital e posterior oferta pública de aquisição de ações
(OPA) proposta para a empresa.

No documento enviado na segunda-feira à Superintendência de Relações com
Empresas (SEP), Lombardi relata alterações no formulário de referência,
em item que a companhia menciona fatores de risco relacionados ao
controlador. Ele destaca que em anos anteriores o item existia, mas em
linguagem mais restrita se comparada a atual. Agora, o texto procura
abarcar novas situações, inclusive a possibilidade de cancelamento de
registro de companhia aberta da Prumo.

Para Lombardi, a nova redação "procura, a partir de uma previsão das
possibilidades de conflitos de interesse, legitimar diversas condutas
oportunistas do acionista controlador da Prumo". De acordo com o
acionista minoritário, isso causa ainda mais desconforto frente à
situação atual da empresa.

Em meados de novembro, Lombardi pediu à CVM que a assembleia geral
extraordinária prevista para o dia 25 daquele mês - convocada para votar
a proposta da OPA - fosse interrompida. O colegiado da autarquia não
acatou o questionamento por considerar que todos os ritos necessários
para a realização da assembleia foram cumpridos.

A situação remonta ao aumento de capital proposto pela Prumo em julho,
de até R$ 740,6 milhões. Na ocasião, a empresa disse que os recursos
reforçariam o caixa para desenvolvimento de suas atividades e redução do
endividamento. A transação foi homologada em 10 de outubro, com entrada
de R$ 675,4 milhões. Quatro dias depois, a companhia informou ao mercado
o anúncio de sua intenção de fechamento de capital da Prumo e saída do
Novo Mercado.

Com o aumento de capital, a EIG Energy Global Partners passou a ter
76,73% da companhia, ante uma fatia anterior de 74,27%. A nova
participação fere a regra do novo mercado que determina pelo menos 25%
dos papéis em circulação. Para atender a norma sem vender sua fatia, a
EIG lançou a OPA.

Quando decidiu sobre a realização da assembleia, a área técnica da
autarquia destacou que não foi analisada a questão "de eventualmente o
aumento de capital ter sido realizado para desenquadrar a companhia dos
limites previstos pelo regulamento do Novo Mercado" e que há um processo
instaurado sobre o assunto. Outros fatos novos sobre esse caso também
serão avaliados no processo, destacou.

O preço máximo ofertado na operação agora é de R$ 6,69. "O preço que
estão propondo é 40% menor (do que o oferecido em 2015). Eles chamaram o
aumento de capital antes de propor o fechamento. Vão usar o nosso
dinheiro para pagar a participação", afirmou Lombardi.

Procurada, a Prumo não quis fazer comentários.

Dez 13, 2016 23:21
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
UM FECHAMENTO DE CAPITAL DESAPRUMADO
Carlos Augusto Junqueira de Siqueira (*)
Nos anos 70-90, a chamada segunda linha nobre do mercado de ações era imponente – White Martins, Mesbla, Souza Cruz, Mannesmann, Brahma, Antarctica, Alpargatas e algumas outras [poucas] empresas. Todas longevas e históricas, ofereciam segurança, rentabilidade e liquidez e, na preferência dos investidores, eram superadas apenas pelo trio das estatais – Petrobras, Vale e Banco doBrasil.
Praticamente nenhuma delas remanesce nos pregões digitais de hoje. Brahma e Antarctica se juntaram para formar a Ambev; a White Martins, após alterações na estrutura societária ocorridas no exterior, alterou sua política tradicional de distribuição de resultados e realizou OPA para cancelamento do registro; a Mannesmann teve o controle acionário alienado e seguiu o mesmo caminho; a Mesbla desmoronou por razões que não vêm ao caso aqui; e a Souza Cruz foi a última a efetivar OPA e fechar o capital. A Alpargatas é a única sobrevivente daquele grupo, a última das moicanas. Pelo menos até agora.
Relembrar essas companhias talvez pareça uma sessão nostalgia do mercado de ações em dose dupla: a lembrança de sociedades anônimas sólidas, tradicionais, pilares do mercado que, durante décadas, brilharam nos pregões. E a constatação de que existiu um tempo no qual as companhias consideravam a presença no mercado também como um símbolo que conferia status e credibilidade.
As mudanças no sistema capitalista, que vai deixando uma era, sufocado pelas novas – e nem por isso, melhores – concepções de caráter essencialmente financeiro, contribuíram para que aquelas empresas deixassem a bolsa de valores. Paralelamente, introduziram novidades trazendo padrões imediatistas que restringiram as opções dos aplicadores de longo prazo.
Trata-se a abertura e o fechamento do capital como meras operações financeiras, ao sabor do leva e traz das ondas, mais prejudicando do que contribuindo para uma economia de mercado consistente ou, em nome dos novos tempos, sustentável.
Falando em ondas, são barrentas aquelas que banham as praias de São João da Barra, no Norte Fluminense, onde o Paraíba do Sul deságua no oceano. Lá está localizada a Prumo Logística S.A., companhia aberta criada a partir de cisão na MMX Mineração e Metálicos S.A., do antigo grupamento EBX. A MMX obteve o registro como companhia aberta junto à CVM em 21.07.06 e lançou suas ações no mercado ao preço unitário de R$ 850,00. Com a cisão, nasceu a Prumo que iniciou a negociação de seus papéis na BMF&Bovespa em 28.07.08. Nesse dia, a ação abriu a R$ 4,75 e fechou a R$ 4,90.
Tanto a empresa mãe, como a resultante da cisão, encontravam-se em fase pré- operacional, significando que os investidores emprestaram recursos aos empreendimentos a custo zero, na justa expectativa de, caso os projetos se concretizassem, viessem a obter retorno mediante distribuição de resultados ou ganhos de capital, com a venda de suas ações devidamente valorizadas em face das dimensões dos empreendimentos. Até aí, tudo bem. Entre as funções do mercado encontra-se a de financiar projetos promissores que, tornando-se realidade, ensejam retorno adequado aos seus financiadores.
Entretanto, os problemas do grupamento EBX propiciaram maus momentos àqueles que investiram nessas empresas, dada a incerteza em relação ao futuro das sociedades. Algumas tiveram o controle acionário alienado, entre elas a Prumo, adquirida pelo grupo EIG Energy Global Partners.
Em 2012, ainda sob a administração anterior, foi deliberado o cancelamento do registro como companhia aberta, depois da circulação de notícias sobre o possível fechamento do capital provocar forte oscilação no preço das ações. O caso foi objeto de Processo Administrativo Sancionador [PAS] na CVM, resultando em condenação do antigo controlador.
Com a venda do controle, o empreendimento ganhou fôlego, ultrapassou a fase pré-operacional e iniciou operações, conforme deram notícia os seguidos Fatos Relevantes divulgados com intensidade a partir de 2015, quando as ações da companhia chegaram a ser negociadas a centavos. Durante aquele ano, a Prumo divulgou fatos positivos e teve várias matérias favoráveis publicadas na imprensa, passando ao público a imagem de empresa inserida no mercado.
Surpreendentemente, no segundo semestre de 2015, a Prumo deliberou cancelar o registro, fixando o teto de R$ 1,15 como preço unitário para a recompra das ações existentes em circulação. Tal divulgação, como é natural, provocou o reajuste das cotações em mercado e o papel passou a ser negociado a preços acima de R$ 1,00. No entanto, em 14 de março de 2016, a Prumo divulgou Fato Relevante cancelando a OPA anunciada, sob a alegação de que não era possível prever um prazo para a anuência de credores à operação. Antes, porém, efetivou um grupamento de ações na proporção de 10:1, justificada com a alegação da necessidade de enquadramento às regras do Novo Mercado relativas ao valor mínimo de cotação das ações.
Logo depois, a Prumo divulgou lucro líquido consolidado de R$ 22,826 milhões no 1o trimestre de 2016, revertendo prejuízo e confirmando, assim, sua entrada na fase operacional.
No 2o semestre de 2016 a companhia deliberou um aumento de capital e, logo em seguida, divulgou Fato Relevante informando sobre nova decisão dos controladores no sentido de cancelar o registro. O preço máximo para aquisição das ações, segundo informado, será aquele praticado na subscrição, ou seja, de R$ 6,69 por ação pós-grupamento. Dessa capitalização resultou o desenquadramento das regras do Novo Mercado, pois o controlador, que já detinha 74% do capital social, passou a deter quase 77%. O Novo Mercado exige que, pelo menos, 25% das ações estejam em circulação. Tal resultado era previsível, pois dificilmente todos os acionistas participam das chamadas de capital. Diga-se, ainda, que a subscrição poderia ser feita privadamente, com economia de custos, mas foi realizada de forma pública, provavelmente para permitir a aplicação da disposição contida no art. 19, caput, da Instrução CVM no 361/02.
Ora, para efetuar o grupamento, a justificativa foi o enquadramento nas regras do Novo Mercado. Com o aumento de capital, a Companhia, previsivelmente, se desenquadrou. Trata-se de um caso estranho de governança corporativa. Num curto espaço de tempo, duas deliberações são tomadas de forma absolutamente contraditória.
Nessa breve síntese, não entraremos em maiores considerações. Mas parece-nos que os investidores, em geral, estão no pior dos mundos. Com o mercado em alta, as empresas abrem o capital vendendo ações a preços elevados, sabendo-se que as companhias em fase pré-operacional sempre representam risco adicional. Quando o mercado cai, elas correm para fechar o capital, recomprando ações na bacia das almas.
No caso das pré-operacionais, ao se aproximar o momento da distribuição de resultados e da eventual valorização das ações, oferecendo retorno aos recursos que ficaram imobilizados a custo zero durante anos, tal procedimento torna-se ainda mais grave e danoso para a confiabilidade do mercado.
Pode-se alegar que os investidores foram informados sobre as condições do negócio. O problema é que nada foi dito sobre a possibilidade de fechamento do capital, tão logo o empreendimento se tornasse operacional. Convenhamos que não seria razoável esperar tal comportamento por parte de controladores e administradores que recorrem ao mercado apregoando maravilhas sobre seus projetos e apelando para a boa fé dos investidores.
O valor total da recente subscrição de ações é, aproximadamente, igual aos custos para recomprar as ações em circulação, após o grupamento efetuado quase simultaneamente à primeira tentativa de fechar o capital, no final de 2015.
A operação começou e prossegue de forma errática, mas com um firme propósito. E este, sem dúvida, atenta contra a economia popular.
* Advogado e autor dos livros “Transferência do Controle Acionário” e “Fechamento do Capital Social”. 25/11/2016

Link Original: http://www.acionista.com.br/mercado/artigos_mercad...

Dez 14, 2016 10:30
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Minoritário quer novo laudo para a Prumo

Movimento ainda depende do resultado do laudo em elaboração pela Brasil Plural e dos próximos passos da controladora EIG no processo
Minoritários da Prumo Logística avaliam convocar assembleia para deliberar
sobre a elaboração de segundo laudo de avaliação da empresa no processo da
oferta pública de aquisição de ações (OPA) e saída do novo mercado. O
movimento ainda depende do resultado do laudo em elaboração pela Brasil
Plural e os próximos passos da controladora EIG Energy Global Partners no
processo.
O entendimento é que o laudo poderá ser divulgado no fim do ano, pois a
Brasil Plural tem 30 dias para formular o documento após ser escolhida na
assembleia de acionistas realizada em 25 de novembro. A depender do
resultado, o controlador pode se manifestar se dará seguimento ou não a
OPA ou, ainda, se vai alterar o preço oferecido por papel na operação.
"Estamos promovendo estudos a respeito do valor mais adequado. Nada
justifica uma oferta abaixo de R$ 11,50 por ação", disse o minoritário Roberto
Lombardi, referindo­se a uma tentativa anterior de fechamento de capital no
fim de 2015 e que os controladores acabaram desistindo.. Agora, após
proposta de aumento de capital a R$ 6,69 a ação em meados do ano, os
controladores fizeram, na sequência, nova oferta de fechamento ao mesmo
preço da operação. Isso é questionado por Lombardi, e também por outros
investidores.
"Eu acho isso um dos maiores absurdos nestes 40 anos de mercado que eu
vivi. Estou me referindo aos controladores. Eu fico revoltado e vamos brigar
para que isso mude. O meu objetivo não é aumentar o dinheiro, o meu
objetivo era ser sócio de uma empresa que tem um futuro enorme", disse
ontem em reunião Apimec o acionista da Prumo, João Lanza.
Na reunião, o diretor financeiro e de RI da Prumo, Eugênio Figueiredo, disseque
assembleia para novo laudo de avaliação é prevista na lei e os acionistas
devem convocá-­la.
Entre os minoritários estão o Itaú Unibanco, com pouco menos de 5%, e o fundo Mubadala, com participação de 6,9%.
http://www.valor.com.br/empresas/480464 ... para-prumo

Dez 27, 2016 11:10
Rebordoza Forista Assíduo
Mensagens: 838
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 18, 2014 11:09
 
 
Pensando bem, essa demora da divulgação do laudo pode indicar tb um cenario positivo pra nós.
Vejam bem:
1) Se eles mandarem um laudo na faixa entre 7,00 e 10,00, com certeza vai dar *&%$#@, polícia, tiro, *&$# e bomba. Fora o processo que já rola na CVM e eventuais ações no Ministério Público, etc e tal

2) Na minha percepção, se chegarmos ao 2º laudo, o valor apurado será no mínimo, a partir de 15,00. Logo, eles sabem muito bem disso e irão tentar evitar de qq maneira esse 2º laudo. E com certeza já foram informados que já temos bem mais que os 10% para pedir o 2º laudo. Pelas nossas ultimas prévias, juntando a lista de acionistas do forum ¨%$#¨% Ancamar com as cotas agora parceiros dos Fundos e investimento pessoal do Roberto Lombardi e João Lanza da Mundinvest, já temos bem mais que os 4,XX% do ITAU e autonomia até pra pedir o 2º laudo de forma independente!!!;

3) Logo, se a EIG for mesmo esperta, devem optar por laudo algo em torno de 12,00 ou 14,00, de modo a tentar atrair adesões do Itau e parte da lista do Ancamr, para tentar evitar de qq maneira, o 2º laudo, que com certeza virá acima dos 15 reais

Jan 06, 2017 13:51
Zie Estreante
Mensagens: 1
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Zie
Registrado em:
Jan 06, 2017 13:43
 
 
Prezados (as),

Como fica a situação dos minoritários no caso em que o fechamento de capital na bolsa através do OPA vier a acontecer? Sou obrigado a vender minhas ações? Posso mantê-las mesmo com o fechamento do capital?
A venda é compulsória para o acionista minoritário? Pelo que entendi em minhas pesquisas o acionista não é obrigado a vender suas ações, mas com o fechamento do capital sua participação acionária ficaria sem liquidez.

Poderiam me ajudar?

Jan 06, 2017 14:36
P & L Estreante
Mensagens: 36
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 04, 2017 11:14
 
 
Isto mesmo.

Jan 07, 2017 18:46
Cadô Forista Assíduo
Mensagens: 239
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Cadô
Registrado em:
Set 03, 2013 23:13
 
 
Brasil Plural .......LAUDO.......28,00
Agora quero ver a EIG ......????!!!!!

Jan 07, 2017 19:29
aule Forista VIP
Mensagens: 3290
Re: PRML3 - PRUMO LOGÍSTICA GLOBAL
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 08, 2012 19:32
 
 
Cadô escreveu:Brasil Plural .......LAUDO.......28,00
Agora quero ver a EIG ......????!!!!!


Onde vc viu isso? qual a fonte?

Que novela este fechamento de capital.

Se for 28, a EIG entrou pelo cano. Isso vai dar pano pra manga.

Fora esse laudo da Brasil Plural, tem minoritário querendo outro laudo. Que confusão. Só falta a avaliação subir mais ainda....kkkk



14.12.2016

Minoritário quer novo laudo para a Prumo

Minoritários da Prumo Logística avaliam convocar assembleia para deliberar
sobre a elaboração de segundo laudo de avaliação da empresa no processo da
oferta pública de aquisição de ações (OPA) e saída do novo mercado. O
movimento ainda depende do resultado do laudo em elaboração pela Brasil
Plural e os próximos passos da controladora EIG Energy Global Partners no
processo.
O entendimento é que o laudo poderá ser divulgado no fim do ano, pois a
Brasil Plural tem 30 dias para formular o documento após ser escolhida na
assembleia de acionistas realizada em 25 de novembro. A depender do
resultado, o controlador pode se manifestar se dará seguimento ou não a
OPA ou, ainda, se vai alterar o preço oferecido por papel na operação.
"Estamos promovendo estudos a respeito do valor mais adequado. Nada
justifica uma oferta abaixo de R$ 11,50 por ação", disse o minoritário Roberto
Lombardi, referindo­se a uma tentativa anterior de fechamento de capital no
fim de 2015 e que os controladores acabaram desistindo.. Agora, após
proposta de aumento de capital a R$ 6,69 a ação em meados do ano, os
controladores fizeram, na sequência, nova oferta de fechamento ao mesmo
preço da operação. Isso é questionado por Lombardi, e também por outros
investidores.

(...)

http://www.valor.com.br/empresas/480464 ... para-prumo

AnteriorPróximo

Voltar para Ações Ibovespa

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Bing [Bot] e 2 visitantes

cron