Bem-vindo: Dez 17, 2017 0:27

Jan 08, 2010 18:16
ManoScience Forista VIP
Mensagens: 2410
Positivo Informática - POSI3
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 01, 2009 0:35
 
 
Calma, calma...


O pessoal tá aproveitando essas notícias pra colocar o lucro no bolso...

Semana que vem já melhora.

Jan 08, 2010 22:56
PacMan Estreante
Mensagens: 62
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 19, 2009 23:34
 
 
beleza, frajolla,

valeu a análise e bons trades

Jan 21, 2010 15:04
JGYN Estreante
Mensagens: 10
JGYN
Registrado em:
Fev 16, 2009 19:13
 
 
Entap pessoal, ando meio preocupado com a Posi
Nao pelas quedas bruscas de ontem e hoje que sei que é geral
Mas é que um amigo empresario comentou que nao arriscaria entrar em açoes que podem vir a ter concorrentes estrangeiros fortes
Segundo ele grandes grupos extrangeiros, principalmente chineses, estao prestes a entrar no Brasil na area de brinquedos, roupas e outros.
Logo pensei que se a Posi nao for vendida e nao continuar dominando o mercado com propriedade, os asiaticos podem engolir ela aqui no Brasil
O que acham? Lenovo, Dell, ect podem complicar nossa vida em vez de ajudar
Eu vou continuar nela ate janeiro do ano que vem conforme havia dito antes mas confesso que ando meio preocupado
Opina aí...

Jan 22, 2010 18:23
ManoScience Forista VIP
Mensagens: 2410
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 01, 2009 0:35
 
 
Eu li em algum canto que vai sair alguma informação nos próximos dias da Positivo..

Alguém confirma?

Jan 22, 2010 20:44
Cadu_28 Forista VIP
Mensagens: 13655
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 10, 2008 18:40
 
 
Receita líquida da Positivo avança 12,5% em 2009 e totaliza R$ 2,180 bilhões

Por: Julia Ramos M. Leite
22/01/10 - 20h35
InfoMoney

SÃO PAULO – A Positivo Informática (POSI3) divulgou seus dados preliminares referentes ao quarto trimestre de 2009 e ao acumulado do ano passado na noite desta sexta-feira (22). No ano, a receita líquida da empresa apresentou avanço de 12,5% em comparação anual, e atingiu R$ 2,180 bilhões.

Já em relação ao último trimestre de 2009, a receita, que considera as operações de leasing, totalizou R$ 614,5 milhões, um avanço de 19,5% em relação ao mesmo período de 2008. Entretanto, em comparação com o trimestre anterior, o número representa uma queda de 4,4%.

Vendas
Em 2009, a empresa registrou recorde de 1,778 milhão de computadores vendidos, um avanço de 10,9% em relação a 2008. A Positivo destaca o desempenho das vendas no varejo – que, com 1,432 milhão unidades, mostraram crescimento de 21,4% em relação ao ano anterior.

Em relação aos produtos, os notebooks seguem ganhando espaço nas vendas da Positivo, mostrando avanço de 47,3% no quarto trimestre em relação ao mesmo período do ano passado – um novo recorde, de acordo com a empresa. No ano, as vendas de notebooks avançaram 50% frente a 2008.

A empresa afirmou ainda que o aumento em reais no preço dos notebooks convencionais compensou a redução nos preços dos demais produtos, proporcionando um preço médio estável para a companhia. Para 2010, a Positivo espera uma melhora nas vendas do segmento corporativo – o mais afetado durante a crise – além de manter as boas perspectivas para o varejo.

Vale mencionar que o resultado será divulgado na íntegra no dia 10 de março, após o fechamento dos mercados.

Jan 26, 2010 12:02
Cadu_28 Forista VIP
Mensagens: 13655
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 10, 2008 18:40
 
 
Analise de POSI3 pela formula de valoração do PSBe:

Valor de Mercado 1,8 bilhão, VE PSBe 3,5 bilhões, com preço alvo em 40,56, e potencial de valorz de 109%.

Alem do seu bom potencial de valorz, tem boa possibilidade de venda da empresa, a medida q a cláusula do poison pill vai perdendo os parâmetros.

Segmento fortemente atrelado ao mercado doméstico. Empresa líder no mercado brasileiro de computadores há mais de quatro anos. Empresa vem com aumentos consistentes de vendas, ganhos de share, elevação do crédito, e ainda conta com desoneração fiscal para o setor de informática até 2014 e incentivos para a aquisição de computadores por escolas públicas.

Jan 28, 2010 13:14
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
INDICAÇÕES
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
Small caps: confira as principais apostas dos gestores para 2010
http://web.infomoney.com.br/templates/n ... sfinancas/

Por: Equipe InfoMoney
26/01/10 - 11h50
InfoMoney

SÃO PAULO – Depois de um 2008 de forte penalização em função das turbulências nos mercados – afinal, em tempos de crise, ninguém quer apostar em papéis de pouca liquidez -, as small caps desfrutaram de um 2009 mais que lucrativo.

Ainda que “recuperação” tenha sido a palavra-chave para grande parte das aplicações, o segmento destacou-se entre os demais no ano passado. Ao passo que a valorização registrada pelo Ibovespa no período foi de 82,6% - alta já bastante expressiva, é verdade -, o SMLL (índice small caps da BM&F Bovespa) marcou uma disparada de 137,53%.

Explicar tamanho desempenho não é difícil. “Esses papéis foram excessivamente descontados no auge da crise”, ponderam os gestores da BB DTVM. Mas e para 2010, ainda há espaço para maiores valorizações? “Não necessariamente. A questão é que agora não temos as barganhas que tínhamos logo depois do ápice da crise”, diz Laura Bartelle, analista da XP Investimentos.

“Esse ano as análises terão de ser mais criteriosas, encontrar grandes oportunidades vão exigir maior dedicação do investidor”, reitera Bartelle. O segredo, para ela e para a equipe de gestores da Fama, está em saber selecionar os setores e ativos mais promissores.

Diretrizes
Investir em small caps é promissor, mas antes de sair montando portfólios, o investidor deve certificar-se de que o segmento se adequa ao seu perfil. O alerta parte da equipe da BB DTVM, mas é compartilhado também pelos gestores da Fama. “Aquele que compra small caps tem que ter um horizonte mais a longo prazo”, afirmam.

Como diretrizes na hora de selecionar os papéis, Leonardo Boguszewski, gestor do fundo de small caps do Paraná Banco Asset sugere olhar para o potencial da empresa e seu management. “Muitas vezes, ignoramos companhias por terem valor de mercado muito pequeno, mas com uma gerência competente, guiada por boas estratégias administrativas, elas podem reportar crescimentos surpreendentes”, afirma.

Outra dica que é consenso entre os gestores que cobrem as small caps brasileiras é que o investidor privilegie aqueles papéis mais voltados ao mercado doméstico. “Continuamos acreditando que a economia irá se manter aquecida e que as empresas ligadas ao plano doméstico terão um desempenho forte em termos de crescimento e qualidade operacional”, diz Bartelle.

Assim, os setores de varejo e imobiliário são alguns dos mais presentes entre as recomendações dos gestores consultados pela InfoMoney, “por justamente serem menos dependentes do crédito externo e da situação lá fora”, diz Eduardo Roche, da Modal Asset. “Todas nossas recomendações têm, de uma forma ou de outra, a ver com o bom momento da economia brasileira”, diz.

Abaixo, você confere algumas sugestões de papéis destacados pelos gestores consultados pela InfoMoney.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Positivo
Um segmento que emplaca diversos papéis entre as sugestões de small caps entre os gestores é o de tecnologia – fortemente atrelado, seguindo a indicação inicial, ao mercado doméstico. A Positivo (POSI3), na visão de Laura Bartelle, é uma das melhores posicionadas em seu setor, “líder no mercado brasileiro de computadores há mais de quatro anos”.

Para a gestora da XP, a ação da Positivo tem tudo para continuar em alta, refletindo “aumentos consistentes de vendas, ganhos de share, elevação do crédito, desoneração fiscal para o setor de informática até 2014 e incentivos para a aquisição de computadores por escolas públicas”.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------


Drogasil
Para Eduardo Roche, o setor farmacêutico brasileiro é altamente promissor, por ser um setor ainda muito pulverizado e imaturo, com uma tendência de consolidação que tende a se confirmar ainda mais nos próximos anos. “Há muito espaço para um crescimento orgânico e duradouro”, diz.

A Drogasil (DROG3) é uma das favoritas a se beneficiarem deste cenário. “A empresa se destaca pela qualidade de seus resultados, e seu papel encontra-se bastante atrativo”, sugere Roche.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Battistella
Pouco conhecida de muitos investidores, a Battistella (BTTL4) é outra sugestão dada por Boguszewski. “A Battistella sofreu muito em 2008 com toda a questão dos derivativos cambiais, mas que aparenta estar com todos seus problemas sanados e que tem um management muito racional”, afirma o gestor.

Parte do otimismo de Boguszewski à empresa deve-se ao seu perfil de holding. A Battistella é a maior revendedora de caminhões Scania do País, ao mesmo tempo em que mantém atividades também nos ramos florestal e de logística. “Aposto no papel”, conclui o gestor.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Estácio
Outra empresa atrelada ao setor de varejo a receber boas projeções de Roche é a Estácio (ESTC3). A escolha pode surpreender alguns investidores, já que a companhia passou por grandes dificuldades nos dois últimos anos, com um amplo processo de reorganização societária, “levando mais tempo para arrumar a casa do que se pensava”. Mas o gestor aposta em um turnaround.

“Além de um claro potencial de crescimento orgânico, a empresa vem realizando boas aquisições em seu segmento”, observa Roche. Ademais, o gestor vê com bons olhos a perspectiva de lucros com a regulamentação concedida pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) aos programas de ensino à distância no País.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Bematech
Boguszewski também tem perspectivas positivas ao setor de tecnologia, mas elege como seu papel preferido o da Bematech (BEMA3). “Apostar na Bematech é apostar no crescimento brasileiro. E o papel está a níveis muito atrativos”, explica.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Ideiasnet
“Uma empresa que sofreu muito com os efeitos da crise, mas que deve mostrar forte recuperação dos resultados”. Assim Eduardo Roche resume sua aposta no papel da Ideiasnet (IDNT3), cujo portfólio tem como principais destaques a Padtec, inserida no setor de componentes óticos e sistemas, e a Officer, atuante no ramo de computadores.

Bartelle também vê com bons olhos as perspectivas em torno da Ideiasnet. “A Padtec recentemente fechou um contrato grande com a Oi e deve se beneficiar do projeto nacional de banda larga impulsionado pela Copa e Olimpíadas”, destaca.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Confab
Outro setor que marca presença nas recomendações dos gestores é o de petróleo, em evidência com as descobertas do pré-sal. Gestores apontam a atratividade do papel da Confab (CNFB4) como uma boa pedida para aqueles interessados no setor, que tem tudo para se beneficiar dos investimentos projetados em infraestrutura no País nos próximos anos.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Unipar
Uma notícia que mexeu com os mercados na última sexta-feira foi a venda da participação da Unipar (UNIP6) na Quattor, que trouxe os papéis da empresa a uma derrocada de nada menos que 5,88%. Enquanto o mercado reage negativamente à operação, Boguszewski do Paraná Banco Asset vê com bons olhos.

“Com a venda, a Unipar registra uma entrada de caixa muito interessante. A companhia tem valor e o papel, a meu ver, está excessivamente descontado”, afirma o gestor, especializado em small caps.

--------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------

Ez Tec
Um setor frequentemente apontado como um dos grandes beneficiários do bom momento que vive a economia brasileira é o imobiliário. Não à toa, ele marca presença também nas recomendações dos gestores de small caps para 2010. Um dos papéis indicados é o da Ez Tec (EZTC3), “muito descontados”, como observa Eduardo Roche.

Roche destaca as taxas de rentabilidade que a empresa costuma apresentar em seus empreendimentos, “uma das maiores no mercado de imóveis do País”. Bartelle também se mostra otimista quanto à companhia, “que embora tenha previsão de lançamentos mais conservadores que as demais empresas, vem crescendo de forma sólida e sustentável”.----

Jan 28, 2010 22:36
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
ATIVO COM OTIMOS FUNDAMENTOS.

INDICES ATUALMENTE MUITO BONS.

VAI BUSCAR R$24,00 NO CURTO PRAZO

Fev 04, 2010 13:16
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
XP Investimentos se mostra mais cautelosa em sua carteira para fevereiro

Por: Equipe InfoMoney
04/02/10 - 12h50
InfoMoney


SÃO PAULO - A XP Investimentos divulgou sua carteira recomendada para fevereiro, apresentando 10 sugestões de ações que devem ter desempenho diferenciado ao longo do mês. Em vista da volatilidade apresentada pelo Ibovespa na segunda metade de janeiro, os analistas optaram por fazer alterações em seu portfólio.

"Neste mês mais curto, serão 17 pregões, devemos continuar observando essa volatilidade, o que pode levar à continuidade do movimento de realização", destaca a corretora, que aproveita para lembrar que este padrão poderá revelar boas oportunidades de investimento mais à frente.

Em relação à lista do mês anterior, saíram as ações da Petrobras, devido à incerteza que circunda a empresa em relação às discussões de sua participação nas explorações do pré-sal. Os papéis da estatal deram lugar aos ativos da OGX, mas com um peso menor, visando reduzir a participação das commodities na carteira.

Além disso, os papéis da BM&F Bovespa também foram trocados pelas ações da AmBev, "dada as características mais resilientes da companhia". Com a introdução, a XP visa aumentar a participação da economia doméstica na carteira.

Confira o portfólio para janeiro:

Empresa Código Peso
OGX OGXP3 8%
Vale VALE5 12%
Gerdau Met. GOAU4 10%
Ultrapar UGPA4 10%
Tractebel TBLE3 15%
Itaúsa ITSA4 15%
AmBev AMBV4 7%
Positivo POSI3 10%
EzTec EZTC3 5%
Brasil Foods BRFS3 8%

Fev 04, 2010 13:48
Cadu_28 Forista VIP
Mensagens: 13655
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 10, 2008 18:40
 
 
Eita..., Madrugão, quantos ativos vc tem na carteira? Vejo vc postando noticias em quase todos, hehe! :lol:

Fev 04, 2010 14:20
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
Ola Cadu,

To quase empatando com o IBOVESPA ... hauahuahua

Eles tem um pouco mais de 70 para compor o indice, eu estou com 34.

Mas to realizando alguns até o fim do mes e vou reduzir para algo em torno de 25.

Cadu_28 escreveu:Eita..., Madrugão, quantos ativos vc tem na carteira? Vejo vc postando noticias em quase todos, hehe! :lol:

Fev 04, 2010 15:32
Cadu_28 Forista VIP
Mensagens: 13655
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 10, 2008 18:40
 
 
Mister Madruga escreveu:Ola Cadu,

To quase empatando com o IBOVESPA ... hauahuahua

Eles tem um pouco mais de 70 para compor o indice, eu estou com 34.

Mas to realizando alguns até o fim do mes e vou reduzir para algo em torno de 25.

Cadu_28 escreveu:Eita..., Madrugão, quantos ativos vc tem na carteira? Vejo vc postando noticias em quase todos, hehe! :lol:


Caramba! Daqui a pouco teremos o IMADRUG - Indice Madruga, hehehe! :lol:
Abs

Fev 04, 2010 16:00
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
Boa mesmo ... hauhauhuahua

Só tem um detalhe, o IMADRUGA, se já existesse ( hauhauhauhau ) estaria acumulando o dobro da valorizaçao do IBOVESPA, desde a data em que comecei a diversificar ... HAUHAUHAUHA

GRAÇAS A DEUS !!!


frajolla escreveu:
Cadu_28 escreveu:
Mister Madruga escreveu:Ola Cadu,

To quase empatando com o IBOVESPA ... hauahuahua

Eles tem um pouco mais de 70 para compor o indice, eu estou com 34.

Mas to realizando alguns até o fim do mes e vou reduzir para algo em torno de 25.

Cadu_28 escreveu:Eita..., Madrugão, quantos ativos vc tem na carteira? Vejo vc postando noticias em quase todos, hehe! :lol:


Caramba! Daqui a pouco teremos o IMADRUG - Indice Madruga, hehehe! :lol:
Abs


Hhahuaahuahu, boa :lol: :lol:

Fev 04, 2010 16:02
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
Mudando de assunto,

QUE SUPER, MEGA, HIPER POWER OPERAÇAO PAPA STOPS HOJE HEIN !!!

REALIZOU TUDO QUE PODIA MAIS UM POUCO.

FECHAR NO 0 X 0 HOJE NAO ACREDITO NAO.

MAS QUE OS GRANDES VAO APROVEITAR PRA COMPRAR MUITO ANTES DO FECHAMENTO DO PREGAO, ISSO VAO !!!

O QUE SERIA DOS ESPERTOS ... SE NAO FOSSEM OS BOBOS ... hauhauha

Fev 05, 2010 14:17
SOCOMERCIAIS Forista VIP
Mensagens: 2524
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 18, 2008 20:01
 
 
Grécia? Portugal? Espanha?

Bom , eu sou é brasileiro.
Viva o Lula, viva o Ibovespa.

Temos que confiar no nosso país, isto que o Lula sempre disse e ele está certo.

Temos que nos unir e divulgar este pensamento em todos os fóruns.

Vamos nos mobilizar e mostrar que somos fortes, multiplicando assim o nosso poder.

Esta é a minha campanha. Os gringos vendem e nós compramos porque acreditamos no nosso país.

Vamos nos erguer, vamos nos orgulhar. Amor a nossa PÁTRIA.

O LULA ESTÁ DANDO UM SHOW PARA O MUNDO E NÓS TEMOS QUE FAZER PARTE DISTO.

VAMOS FAZER A NOSSA PARTE, VAMOS DIVULGAR O IBOVESPA.

VAMOS SER FORTES.

Gostaria do apoio de todos e vamos virar logo este jogo.

Vamos COLOCAR LOGO O IBOVESPA NO AZUL.

DIVULGUEM , ESCREVAM , A HORA É ESTA, VAMOS COMEÇAR.

Eu vou na frente, quem quiser que venha comigo.

VAMOS LUTAR.

VIVA O LULA, VIVA O BRASIL, VIVA O IBOVESPA.

VAMOS DAR FORÇA PARA AS NOSSAS EMPRESAS.

PARABÉNS AOS CONFIANTES NO NOSSO BRASIL !!!!

Vamos agora para todos os fóruns , vamos incentivar !!!

Fev 06, 2010 21:30
Mister Madruga Forista VIP
Mensagens: 2288
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 05, 2009 10:52
 
 
http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/merc ... quencia=19

(26/01) - POSITIVO INF (POSI-NM) - Volumes e Receitas do 4T09
DRI: Ariel Leonardo Szwarc

A Empresa enviou comunicado, no qual consta:

Registra receita bruta de R$ 702,1 milhoes no 4T09, crescimento de 20%

Curitiba, 22 de janeiro de 2010 – A Positivo Informatica S.A. (BM&FBovespa:
POSI3), maior fabricante de computadores do Brasil e lider no segmento de
tecnologia educacional, anuncia hoje os dados preliminares e nao auditados de
volume e receitas referentes ao 4T09 e 2009. As comparacoes, exceto onde
indicado, referem-se aos dados do 4T08 e de 2008. A empresa adianta a divulgacao
do seu top line, visando atender as requisicoes dos analistas de mercado, sendo
que os dados poderao sofrer alteracoes.

1 . Volume
Em 2009, a Positivo Informatica registrou recorde historico de 1,778 milhao de
computadores vendidos, significativo crescimento de 10,9% em relacao a 2008,
tendo em vista o impacto da crise financeira mundial no volume do primeiro
semestre de 2009. Destaca-se o bom desempenho no varejo, mercado em que as
vendas totalizaram 1,432 milhao de unidades, crescimento de 21,4% em relacao ao
ano anterior.

No 4T09, as vendas totalizaram 484,4 mil PCs, representando crescimento de 18,0%
em relacao ao mesmo periodo de 2008 e reducao de 8,3% em relacao ao 3T09. Tal
reducao decorre, principalmente, do deslocamento de grande parte do volume de
vendas ao governo para o 1S10, originalmente previsto para ser registrado no
4T09, devido as alteracoes no cronograma de entregas, conforme anteriormente
sinalizado durante a divulgacao dos resultados do 3T09.Adicionalmente, no 3T09,
foi antecipada parte da demanda do 4T09 de clientes de varejo, atraves do
faturamento de ordens existentes naquele momento, sendo parte do plano de
implantacao do projeto ERP, cujo inicio de operacao ocorreu em 1 de outubro de
2009. Esta acao, normal em implantacoes deste tipo de sistema, buscou
proporcionar o correto fluxo de abastecimento dos produtos nos pontos de venda
do varejo, contrabalanceando o periodo em que a producao industrial foi
retomando gradativamente os niveis adequados de produtividade.

A produtividade tambem foi impactada pela implementacao da maioria dos
investimentos em ampliacao de capacidade, bem como pelo lancamento das novas
linhas de produtos. Cumpre salientar que estas acoes permitirao capturar as
oportunidades do mercado brasileiro de computadores esperadas para 2010.

A participacao dos notebooks registrou novo recorde, respondendo por 43,7% do
volume de computadores vendidos no 4T09, impulsionada pelo consistente aumento
da participacao desse produto no mix de vendas, especialmente no mercado de
varejo. No periodo, esse form factor totalizou 211,5 mil unidades, sendo que os
netbooks responderam por 9,5% desse volume.

Em 2009, foram vendidos 714,2 mil notebooks, crescimento de 50,2% em relacao a
2008.

Varejo: 80,5% das vendas de PCs em 2009 – 1,432 milhao de PCs

No 4T09, a companhia vendeu 430,6 mil computadores no mercado de varejo,
segmento em que e lider ha 20 trimestres consecutivos, segundo a IDC. Este
volume representa um crescimento formidavel de 39,4% sobre o 4T08 e um
desempenho praticamente estavel na comparacao com o 3T09.

Em 2009, mesmo tendo sofrido o impacto da crise financeira mundial durante o 1o
semestre, as vendas neste mercado totalizaram 1,432 milhao de computadores, um
expressivo crescimento de 21,4% sobre 2008. A massiva distribuicao dos
computadores Positivo no varejo brasileiro, somado aos esforcos da companhia na
execucao de sua estrategia de vendas neste segmento, foram responsaveis pelo
desempenho destacado entre os canais de atuacao da empresa.

Para 2010, as perspectivas para o mercado de varejo no Brasil sao promissoras.
Alem dos solidos fundamentos do mercado, como a baixa penetracao nos lares, o
crescimento da renda da populacao, o barateamento do credito e a robusta
confianca do consumidor brasileiro - que continua colocando o PC no topo da
lista de desejos para 2010 -, o Governo Federal prorrogou, ate o final de 2014,
a isencao da cobranca de PIS/COFINS para computadores de ate R$ 4.000, por meio
da MP 472/2009, confirmando a inclusao digital como um dos pilares da politica
social no pais.

Adicionalmente, em 21 de dezembro de 2009, a companhia anunciou ao mercado a
compra da marca Kennex. Esta aquisicao vem a complementar a estrategia ja bem
sucedida de vendas no varejo brasileiro.

Governo: 14,2% das vendas de PCs em 2009 – 251,6 mil PCs
No 4T09, foram vendidos 37,5 mil computadores para clientes de governo,
contribuindo para um volume total de 251,6 mil PCs vendidos para esse mercado em
2009. Este volume e menor do que o anteriormente previsto, devido a postergacao
do cronograma de alguns projetos, cujos volumes deverao ser reconhecidos no
1S10.

Corporativo: 5,3% das vendas de PCs em 2009 – 94,7 mil PCs
As vendas no mercado corporativo registraram 16,3 mil PCs no 4T09, totalizando
94,7 mil unidades em 2009, reducao de 9,6% em relacao a 2008. Este segmento, que
representa o menor volume de vendas da companhia, foi o mais impactado pela
crise financeira mundial, devido a postergacoes na aquisicao de computadores por
parte das empresas, o que causou a queda de 24,4% no tamanho deste mercado nos
9M09 em relacao aos primeiros 9 meses de 2008, segundo a IDC.

Para 2010, espera-se uma retomada do segmento corporativo, tendo em vista o
aumento de contratacoes e a melhora das expectativas do empresariado. A
companhia esta avancando significativamente nesse segmento, principalmente pelo
bom desempenho das vendas diretas para grandes empresas e continuara investindo
para capturar as oportunidades do mercado de pequenas e medias empresas (SMB).

2. Preco Medio
No 4T09, o aumento em reais no preco dos notebooks convencionais compensou a
reducao do preco de desktops e netbooks, proporcionando um preco medio dos PCs
praticamente estavel em relacao ao 4T08 e 3T09.

O preco medio dos desktops foi impactado principalmente pela menor proporcao de
vendas para os segmentos governo e corporativo no periodo, mercados em que os
precos sao significativamente superiores aos do varejo. Soma-se a isso a maior
proporcao de vendas de desktops de marcas de livre preco no periodo, cujos
precos medios sao usualmente menores do que aqueles com marca Positivo.

Com relacao aos notebooks, o preco medio dos convencionais apresentou aumento no
4T09, principalmente em funcao de configuracoes superiores e da introducao da
nova linha de produtos.
No entanto, o preco medio dos portateis foi negativamente impactado pelo aumento
da proporcao de netbooks.

4. Receita Bruta
No 4T09, a receita bruta totalizou R$ 702,1 milhoes, crescimento de 20,0% em
relacao ao mesmo periodo de 2008, e uma reducao de 6,5% na comparacao com o
3T09. Tal receita contempla R$ 33,5 milhoes provenientes do contrato de locacao
de maquinas para um cliente de governo, que foi contabilizado como leasing,
conforme a CPC06, que regulamenta as operacoes de arrendamento mercantil.
Expurgando-se a receita de leasing, a receita bruta do 4T09 teria apresentado
crescimento de 14,2% em relacao ao 4T08 e reducao de 8,9% na comparacao com o
3T09.

Em 2009, a receita bruta registrou seu recorde historico e totalizou R$ 2,513
bilhoes, 12,8% maior do que a registrada no ano anterior, motivada tanto pelo
crescimento de volume quanto dos maiores precos medios. Desconsiderando-se o
efeito do leasing, esse crescimento seria de 10,5%.

No 4T09, o segmento de Hardware foi responsavel por 97,8% da receita bruta da
Positivo Informatica, enquanto o segmento de Tecnologia Educacional representou
2,2%.

5. Receita Liquida
Acompanhando a mesma tendencia apresentada na receita bruta, a receita liquida
atingiu R$ 614,5 milhoes no 4T09, o que representa um crescimento de 19,5% em
relacao ao 4T08 e uma reducao de 4,4% contra o 3T09. Desconsiderando-se os
efeitos do leasing, essas variacoes teriam sido de 13,6% e -6,9%,
respectivamente.

Em 2009, a receita liquida totalizou R$ 2,180 bilhoes, 12,5% maior do que a
registrada no ano anterior. Expurgando-se os efeitos da contabilizacao do
leasing, esse crescimento teria sido de 10,1%.

A integra dos resultados do 4T09 sera divulgada no dia 10 de marco apos o
fechamento do mercado e a teleconferencia sera realizada no dia 11 de marco.


Nota: A integra do comunicado encontra-se a disposicao no site da BM&FBOVESPA
(www.bmfbovespa.com.br), em Empresas Listadas/ Informacoes Relevantes.

Fev 12, 2010 22:09
ManoScience Forista VIP
Mensagens: 2410
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 01, 2009 0:35
 
 
E que "animada" hj hein!


o/


Bom carnaval a todos os sócios!

Fev 15, 2010 16:18
Boni777 Forista Assíduo
Mensagens: 331
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 15, 2009 21:35
 
 
Será que volta para os R$ 2x,x nesta semana?

Mar 03, 2010 14:06
PacMan Estreante
Mensagens: 62
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 19, 2009 23:34
 
 
oi frajolla,

tem uma análise atualizada? 19,50 virou uma resistência?

obrigado, amigo!

Mar 04, 2010 19:07
Cadu_28 Forista VIP
Mensagens: 13655
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 10, 2008 18:40
 
 
Grafista Trader escreveu:Cadu,

POSI3 vem descendo num canal de baixa, toca o fundo mais ou menos nos 16,40.

Porém nos 17,82 é suporte importante, pode fazer fundo duplo alí e pegar nova subida pra testar novamente a LTA, passando a coisa fica boa.

Enfim, acima do suporte 17,82 e abaixo de 18,00 é um otimo ponto pra compra não só visando preço medio, mas pra ST tambem.

Imagem

Próximo

Voltar para Mid Caps

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron