Bem-vindo: Out 18, 2018 5:39

Jan 14, 2015 19:39
Xuxa Forista VIP
Mensagens: 8827
RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 24, 2008 22:04
 
 
Fiel Investidor !! escreveu:dividendos ?? rapaz fico imaginando onde e quem participa dessa assembléia geral


AssemblEUia Geral.

É isso aí.

Jan 23, 2015 15:40
vitorgamer58 Estreante
Mensagens: 8
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
vitorgamer58
Registrado em:
Nov 06, 2014 13:45
 
 
Dividendos só quando começar a fazer alguma coisa!.
a RJCP tem 40% de uma aceleradora de Startups, que nen site tem... parece empresa fantasma
a PAPAYA VENTURES
a RJCP vem investindo em muitas empresas (Startups) que foram aceleradas pela PAPAYA!

Jan 23, 2015 15:45
WORKAHOLIC GIRL Forista VIP
Mensagens: 6254
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 29, 2008 22:40
 
 
vitorgamer58 escreveu:Dividendos só quando começar a fazer alguma coisa!.
a RJCP tem 40% de uma aceleradora de Startups, que nen site tem... parece empresa fantasma
a PAPAYA VENTURES
a RJCP vem investindo em muitas empresas (Startups) que foram aceleradas pela PAPAYA!


Ou seja,ela como não tem nada de concreto,investe em outra empresa sem nada de concreto,para acelerar empresas que não têm nada de concreto.

Mar 08, 2015 11:55
sampaio correa Estreante
Mensagens: 31
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
sampaio correa
Registrado em:
Nov 10, 2013 20:00
 
 
RJCP (RJCP)
Informacoes relacionadas a aumento de capital

Enviou o seguinte fato relevante:

A RJ Capital Partners S/A ("Companhia" ou "RJCP"), companhia com registro na CVM
de Emissor categoria A e acoes listadas no segmento Tradicional da BM&FBOVESPA,
em atendimento ao disposto na Instrucao CVM 358/2002, vem a publico informar aos
seus acionistas e ao mercado em geral, o que se segue:

Em reuniao do CA de 10.09.2014 foi decidido o aumento de capital, com emissao de
novas acoes, subscrito em parte pelo Fabbriani Investment Fund S.C.A. -
SICAV-SIF, atraves do Latin American & European Real Estate Sub-Fund, com o
objetivo de integrar o grupo de controle da Companhia.

O exercicio do direito de preferencia ocorreu entre os dias 18.09.2014 e
20.10.2014 e as sobras das sobras puderam ser demandadas pelos acionistas ate a
ultima semana do mes de novembro de 2014.

O Fabbriani Investment Fund entrou com solicitacao para abertura de conta de
investidor nao residente no Brasil sob a resolucao Bacen no. 2689, mas ate o
presente momento, a conta ainda nao foi aberta, sendo certo que ainda podera
demandar mais tempo, acima de todas as expectativas, no que seria o padrao para
esse tipo de formalidade.

Considerando que ja foram decorridos quase 3 meses, e poderao ser necessarios
mais 2 ou 3 meses ate que a providencia formal esteja definitivamente realizada,
a Fabbriani Investment S.a.r.l., acionista controladora do Fundo indicou uma
Companhia Brasileira pertencente ao mesmo Grupo Economico para representar a
obrigacao do Fundo o que sera submetido a AGO/E de 2015.

O Fabbriani Investment Fund S.C.A. SICAV-SIF, atraves do Latin American &
European Real Estate Fund, renova assim o seu compromisso em participar da nova
estrutura de capital da RJ Capital Partners, concluindo a primeira fase da nova
estrutura, que compreendeu entre outras providencias a eleicao do acionista
controlador Paulo H B Fabbriani, acionista controlador da Fabbriani Investment
S.a.r.l., general partner do Fabbriani Investment Fund, como CEO e Presidente do
Conselho de Administracao da Cia.

Os demais subscritores integralizaram as subscricoes realizadas, tendo a
companhia recebido aportes necessarios a consecucao de seu objeto social.

Rio de Janeiro, 06 de marco de 2015.

Mar 10, 2015 11:52
Rikinho Forista VIP
Mensagens: 4957
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 03, 2010 14:24
 
 
Composição do Capital Social
- 10/09/2014
Ordinárias 1.089.742.050
Preferenciais 0
Total 1.089.742.050

mais de 1 bi de ações ??

putzzz !!!

Mar 11, 2015 23:34
Chumlee Forista Assíduo
Mensagens: 120
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 11, 2012 19:07
 
 
Rikinho escreveu:Composição do Capital Social
- 10/09/2014
Ordinárias 1.089.742.050
Preferenciais 0
Total 1.089.742.050

mais de 1 bi de ações ??

putzzz !!!


mais de 1 bi de ações ??
É muito papel. Quem tem isso deve se sentir um acumulador compulsivo.
E também não deixa de ser praga, pois sempre está se procriando, com aumento de capital.
Isso aqui parou de cair só porque é impossível matematicamente.

Mar 12, 2015 9:56
Ce$ar Forista Assíduo
Mensagens: 542
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 24, 2013 7:27
 
 
Acho que terá grupamento

Mar 12, 2015 15:02
Rikinho Forista VIP
Mensagens: 4957
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 03, 2010 14:24
 
 
Chumlee escreveu:
Rikinho escreveu:Composição do Capital Social
- 10/09/2014
Ordinárias 1.089.742.050
Preferenciais 0
Total 1.089.742.050

mais de 1 bi de ações ??

putzzz !!!


mais de 1 bi de ações ??
É muito papel. Quem tem isso deve se sentir um acumulador compulsivo.
E também não deixa de ser praga, pois sempre está se procriando, com aumento de capital.
Isso aqui parou de cair só porque é impossível matematicamente.


Ce$ar escreveu:Acho que terá grupamento


Valor da empresa hoje é 10 mi

se a cotação chegar à $0,10

o valor salta para 100 mi.

sem produzir nada

Hã ??

kkkkkkkkk

Mar 12, 2015 16:50
contador499 Forista Assíduo
Mensagens: 1843
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
contador499
Registrado em:
Mai 10, 2010 12:16
 
 
Tem coisa errada aí.
Ou é grupamento ou uma compra forte.

Mar 12, 2015 19:35
sampaio correa Estreante
Mensagens: 31
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
sampaio correa
Registrado em:
Nov 10, 2013 20:00
 
 
contador499 escreveu:Tem coisa errada aí.
Ou é grupamento ou uma compra forte.

será ? que duvida cruel........

Mar 17, 2015 11:55
Jigsaw Forista VIP
Mensagens: 3444
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 30, 2011 11:48
 
 
.
Editado pela última vez por Jigsaw em Abr 12, 2015 17:49, em um total de 1 vez.

Abr 07, 2015 23:21
Ce$ar Forista Assíduo
Mensagens: 542
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 24, 2013 7:27
 
 
Logo logo grupamento aqui.

Abr 07, 2015 23:39
sampaio correa Estreante
Mensagens: 31
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
sampaio correa
Registrado em:
Nov 10, 2013 20:00
 
 
Ce$ar escreveu:Logo logo grupamento ui.

se houver deve ser numa razao estrastoferica.

Abr 08, 2015 9:50
Ce$ar Forista Assíduo
Mensagens: 542
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 24, 2013 7:27
 
 
1/ 100.000.000.000
Kkkkkkkkkkkkkkk.

Abr 08, 2015 23:19
Ce$ar Forista Assíduo
Mensagens: 542
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 24, 2013 7:27
 
 
Não sei.

Abr 08, 2015 23:30
andre_esper Forista Assíduo
Mensagens: 432
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
andre_esper
Registrado em:
Jan 06, 2015 22:07
 
 
Biduzinha (JBDU3/4) já agrupou 2 vezes, se não me engano foi 100:1 em cada agrupamento, e tem agora 557.000 ações.
Fazendo a conta contrária, ela teria 5 bilhões e meio de ações se não tivesse agrupado. Haja fábrica de papel...

Abr 10, 2015 9:30
Ce$ar Forista Assíduo
Mensagens: 542
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 24, 2013 7:27
 
 
Mais tem que agrupar mais.

Abr 12, 2015 0:11
Auditor público Forista Assíduo
Mensagens: 363
O MINI MADDOFF MINEIRO DO RJCP
Avatar do usuário
Registrado em:
Nov 18, 2012 12:38
 
 
http://www.istoedinheiro.com.br/noticia ... 6001.shtml

O mini Maddoff?
Guilherme Camargo, fundador da Porto Forte, prometia retornos astronômicos. Os resultados foram um rombo de R$ 40 milhões e suspeitas de fraude. Agora, os lesados se movimentam para obter Justiça
01/04/2015 19:00

O administrador de empresas Marcos Alcântara Machado, formado pela Fundação Getúlio Vargas e gestor de R$ 3,4 bilhões na gestora Claritas, está longe de ser um leigo em investimentos. A experiência e o conhecimento, porém, não o impediram de perder R$ 2 milhões em um negócio arriscado. Tudo começou em 2010. Um amigo o apresentou à empresa da factoring Porto Forte, que se dedicava a financiar companhias de pequeno e médio porte, e que estava em busca de recursos. Muitos dos investidores na Porto Forte eram profissionais do mercado, como Machado.

“O perfil deles me animou a participar”, diz. Meses mais tarde, ele evoluiu de investidor, por meio da compra de ações da Porto Forte, para administrador da empresa. Ele logo percebeu algo errado. “Os dividendos pagos aos acionistas preferenciais não batiam com o número de ações emitidas e divulgadas, um indício de fraude.” Em fevereiro de 2011 foi descoberto um rombo de R$ 40 milhões. As perdas recaíram sobre Machado e outros 540 investidores, lesados pelo que se suspeita ser uma pirâmide financeira. As ações viraram pó.

O suposto responsável pelo golpe é o economista mineiro Guilherme Camargo, fundador da Porto Forte e apelidado de Maddoff brasileiro, em uma referência ao americano Bernard Madoff, cuja pirâmide financeira, descoberta em 2008, drenou US$ 50 bilhões de investidores em todo o mundo – Brasil inclusive. Uma pirâmide é uma fraude que atrai investidores com promessas de lucros excepcionais. Suas aplicações remuneram os investidores anteriores e os autores do esquema. Quando o dinheiro deixa de entrar, a estrutura desmorona.

Para provar que foi isso o que ocorreu na Porto Forte, Machado levantou R$ 250 mil junto a 97 investidores lesados para pagar uma auditoria nas contas da factoring e contratar o advogado Ricardo Salles, que deu início a uma investigação em setembro de 2012. O inquérito criminal 1071, que correu no 15º Distrito Policial de São Paulo, no Itaim Bibi, já terminou e está prestes a ser enviado ao Ministério Público. “Se o juiz considerar que Camargo cometeu os crimes, o processo seguirá para julgamento”, diz Marco Aurélio Flóridi Batista, delegado titular.

Caso contrário, ele será arquivado ou pode voltar para a delegacia para ser complementado. “Ele não pode ficar impune”, diz Salles. Como funcionava o esquema? Os investidores compravam ações preferenciais da factoring, que pagavam um dividendo fixo mensal de 190% do CDI, transformando as ações em uma aplicação de renda fixa. A rentabilidade alta e garantida atraiu uma multidão de interessados. Com passagem de quatro anos pelo departamento financeiro da multinacional Procter & Gamble, Guilherme Camargo seduziu jovens funcionários de bancos de investimentos como Merrill Lynch, Citibank e Goldman Sachs, que garantiram a propaganda boca a boca.

“Eles prometiam um retorno acima do que era encontrado no mercado, e o fato de conhecer os fundadores gerava confiança para investir”, diz a engenheira Daniela Fassal, que conheceu Camargo nos tempos de P&G e perdeu uma cifra não revelada no esquema. Ela diz que seu prejuízo teria sido muito maior se não tivesse resgatado parte do dinheiro, entre 2008 e 2009. O suposto esquema chegou às manchetes por ter envolvido José Roberto Ermírio de Moraes Filho, um dos herdeiros do Grupo Votorantim, que investiu R$ 1 milhão na Porto. Procurado, Moraes não retornou o contato. “Muitas pessoas do mercado financeiro foram convidadas a se tornarem sócias e terem um cargo bacana na Porto Forte, e só depois viram onde estavam metidas”, diz o analista de sistemas Rodrigo Denser, que investiu R$ 160 mil.

Ele percebeu que as coisas não iam bem quando ouviu de um amigo que estava difícil resgatar as aplicações e tentou, sem sucesso, reaver seu próprio investimento. Em 2011, quando a factoring foi desmontada, Denser participou de uma Assembleia Geral com os diretores e dezenas de investidores enfurecidos. “Foi horrível, a auditoria mostrou que Camargo tinha poder sobre a conta corrente e sobre a contabilidade", diz. Mesmo dando início ao processo, Machado reconhece que os lesados têm sua parcela de responsabilidade. “O grande erro, meu e de outros investidores, foi ter baseado nossos aportes na confiança e não realizar uma diligência rigorosa”, diz Machado. Há vários indícios contra Camargo, que os investidores tentam provar para incluí-los na acusação.

Um deles é a suspeita de que empresas de parentes de Camargo, como a Santa Marina Agropecuária, tomaram empréstimos da factoring e jamais pagaram as dívidas. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) também apura se a Porto Forte cometeu irregularidades na gestão de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). Em 2011, o investidor Tiago Serrano acusou a empresa de contabilizar ativos inexistentes nos livros do fundo, o que lhe causou um prejuízo de R$ 90 mil. Ouvido pela CVM, Camargo afirmou que a Porto Forte apenas analisava a qualidade dos créditos que seriam adquiridos pelo fundo.

Consultada, a CVM informou que o processo continua em andamento. As atividades da Porto Forte foram encerradas em 2012, mas Camargo não desapareceu do mercado. Ele faz parte do conselho de administração da gestora de fundos de private equity RJCP Equity, listada na BM&FBovespa. Seu nome também surge como sócio da gestora Newbury Capital, que não é registrada na Anbima nem na CVM, e que localiza-se em um prédio residencial onde Camargo morou há um ano. O economista e a RJCP Equity foram procurados, mas não retornaram os contatos.

Abr 14, 2015 23:01
sampaio correa Estreante
Mensagens: 31
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
sampaio correa
Registrado em:
Nov 10, 2013 20:00
 
 
RJCP (RJCP)
Termino de parceria com a HTL

Enviou o seguinte fato relevante:

A RJ Capital Partners S/A ("Companhia"), companhia aberta com registro na CVM de
Emissor categoria A e acoes listadas no segmento Tradicional da BM&FBOVESPA, em
atendimento ao disposto na Instrucao CVM 358/2002, vem a publico esclarecer aos
seus acionistas e ao mercado em geral, o que se segue:

Conforme comunicados anteriores, a Companhia vem trabalhando na originacao de um
portfolio de investimentos em ativos imobiliarios para atividade hoteleira no
Brasil e no exterior.

Como parte deste processo, a Companhia firmou um Acordo de Parceria com a HTL
Capital Advisors ("HTL") para auxilio e colaboracao mutua na consecucao deste
objetivo, o que foi objeto de Fato Relevante divulgado em 08/12/2014.

Conforme consenso da administracao da Companhia, a colaboracao da HTL Capital
Advisors nao se mostra mais necessaria, oportuna ou conveniente para a
continuidade e o sucesso do desenvolvimento das oportunidades de investimentos
no setor hoteleiro, razao pela qual a Companhia notificou, na data de hoje, a
HTL no Brasil e no exterior, a respeito do termino da parceria.

Rio de Janeiro, 9 de abril de 2015

Abr 14, 2015 23:57
PETRO51 Forista VIP
Mensagens: 17410
Re: RJCP Equity - RJCP3 (5ª linha)
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 15, 2015 11:13
 
 
*&%$#@ mais quem compra isso ainda merece um premio

AnteriorPróximo

Voltar para Small Caps & Micos

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron