Bem-vindo: Fev 22, 2018 0:44

Jun 29, 2011 9:32
Book do Chicão Estreante
Mensagens: 7
Fundos de Investimento e Renda Fixa
Book do Chicão
Registrado em:
Abr 05, 2010 18:12
 
 
Fraj;la


São objeto da garantia proporcionada pelo FGC os seguintes Créditos:

I - Depósitos à vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
II - Depósitos em contas-correntes de depósito para investimento;
III - Depósitos de poupança;
IV - Depósitos a prazo, com ou sem emissão de certificado;
V - Depósitos mantidos em contas não movimentáveis por cheques destinadas ao registro e controle do fluxo de recursos referentes à prestação de serviços de pagamento de salários, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares;
VI - Letras de câmbio;
VII - Letras imobiliárias;
VIII - Letras hipotecárias;
IX - Letras de crédito imobiliário.


O CDB esta enquadrado em uma dessas categorias ?

Jun 30, 2011 23:16
Willy Fog Forista Assíduo
Mensagens: 1493
Avatar do usuário
Registrado em:
Abr 26, 2009 23:32
 
 
Ibovespa estende perdas em junho e ouro aparece como melhor investimento do mês

30 de junho de 2011 • 21h17

Por: Anderson Figo
Colaborou: Julia Ramos M. Leite



http://www.infomoney.com.br/investiment ... imento+mes

Jul 03, 2011 21:57
Zepa Estreante
Mensagens: 7
Zepa
Registrado em:
Jun 11, 2011 17:57
 
 
Olá,

Então, alguém conhece ou já aplica no CDB Direto?
Sabem o valor das taxas?

Olhando no site deles, eu não achei nada.

Tem a simulação. Fiz com 10 mil:
Resgate de R$ 11.398,00 em 03/07/2012 taxa de juros 13.98% a.a
Resgate de R$ 12.987,03 em 03/07/2013 taxa de juros 14.02% a.a
Resgate de R$ 14.761,23 em 03/07/2014 taxa de juros 13.90% a.a
Resgate de R$ 16.751,02 em 03/07/2015 taxa de juros 13.78% a.a


Se forem essas taxas, está melhor que o Sofisa Direto, dependendo do tempo.

Mas tem no site: retorno de 100% em 2222 dias. Isso equivale a:
0,0312% ad
0,936% am (taxa anterior * 30)
11,83% aa ((1+taxa mensal) ^ 12)

Ou seja, valor abaixo do Sofisa Direto...

Fraj;la escreveu:Nunca ouvi falar... este aqui.. conhecem:

CDB DIRETO http://www.cdbdireto.com

O CDB DIRETO é uma unidade de negócios do Banco Ficsa SA que oferece ao investidor a opção de realizar investimentos online de forma simples, rentável, com agilidade e muita segurança.

O Banco Ficsa SA.
Com quase 50 anos de história, o Banco Ficsa é referência de gestão financeira responsável, criativa e inovadora, que tem como foco de suas operações o crédito ao consumidor, o crédito consignado e o financiamento de veículos.

Atualmente, o Banco Ficsa destaca-se pela alta performance e baixo custo no retorno dos investimentos, pela agilidade nas operações de seus negócios e pela expertise de executivos.

Conheça mais do Banco Ficsa em www.ficsa.com.br

:roll: :roll:

Jul 04, 2011 21:00
Zepa Estreante
Mensagens: 7
Zepa
Registrado em:
Jun 11, 2011 17:57
 
 
Eu tentei falar com o CDB Direto, do banco Ficsa.

Responderam que só tem CDB pré-fixado.
As taxas são, aparentemente, as que se obtém nas simulações do site:

Temos somente aplicações com taxas prefixadas.

Hoje as taxas são as seguintes :

Para 1 ano : 13,99% ao ano
Para 2 anos : 14,01% ao ano
Para 3 anos : 13,87% ao ano
Para 4 anos : 12,75% ao ano


É bem parecido com as taxas do post logo acima. Exceto pela taxa para 4 anos, onde há uma diferença de 1%aa.

Jul 13, 2011 15:01
Willy Fog Forista Assíduo
Mensagens: 1493
Avatar do usuário
Registrado em:
Abr 26, 2009 23:32
 
 
O efeito do come-cotas no retorno dos fundos de renda fixa

SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2011

Maio é mês de come-cotas para os fundos de renda fixa. Este nome esquisito serve para designar o imposto de renda cobrado semestralmente dos fundos, em maio e novembro de cada ano. Em qualquer aplicação financeira, o IR, quando devido, é cobrado somente no resgate. Não é assim nos fundos de renda fixa: no caso destes, o IR é cobrado semestralmente, diminuindo o número de cotas que você detém do fundo. Daí o nome "come-cotas".


- Dr. Money, qual o efeito disso sobre a rentabilidade do fundo?


Bem, sobre a rentabilidade DO FUNDO nenhuma, pois os ativos do fundo continuam rendendo como antes. Mas se a pergunta for qual o efeito sobre a SUA rentabilidade, aí posso dizer que existe um certo impacto. Aquela parcela que você pagou de IR a cada 6 meses deixou de ser aplicada no mercado. Portanto, você não obteve rentabilidade sobre esta parcela, impactando negativamente a rentabilidade que entre no seu bolso. Este impacto depende da permanência na aplicação, mas normalmente não é muito grande. Vejamos um exemplo.


Digamos que você aplicou R$ 1.000 em um fundo que rende 10% em um ano, e resgata deste fundo após um ano. A alíquota de IR aplicável é de 20%. Portanto, se não existisse o come-cotas, a sua rentabilidade seria a seguinte:
Rentabilidade bruta (antes do IR): R$ 1.000 x (1+0,10) = R$ 1.100
IR: 20% * (1.100 - 1.000) = R$ 20
Rentabilidade líquida (depois do IR): 1.100 - 20 = R$ 1.080
Portanto, rentabilidade líquida de 8%.


Agora vejamos o que acontece com o come-cotas. Para acompanhar o exemplo abaixo, você precisa saber que a alíquota do come-cotas é de 15% (para os fundos longo prazo, que é o exemplo que vamos usar). A diferença de 5% para a alíquota de 20% é cobrada no resgate do fundo. Digamos que a aplicação tenha acontecido no último dia do ano, o valor inicial da cota é R$ 1,00 e o número de cotas seja de 1.000, totalizando uma aplicação inicial de R$ 1.000. Assim, temos:


Rentabilidade bruta até o 1o come-cotas (5 meses até o final de maio): 1 x (1+0,10)^(5/12) = 1,040512
Valor da aplicação: 1.000 x 1,040512 = R$ 1.040,51
IR (em $$$): 15% * (1.040,51 - 1.000) = R$ 6,08
IR (em número de cotas): 6,08 / 1,040512 = 5,843277 cotas
Número de cotas remanescentes: 1.000 - 5,843277 = 994,156723
Rentabilidade líquida até o 1o come-cotas: 1.040,51 - 6,08 = R$ 1.034,43



Rentabilidade bruta até o 2o come-cotas (6 meses até o final de novembro): 1,040512 x (1+0,10)^(6/12) = 1,091298
Valor da aplicação: 994,156723 x 1,091298 = R$ 1.084,92
IR (em $$$): 15% * (1.084,92 - 1.034,43) = R$ 7,57
IR (em número de cotas): 7,57 / 1,091298 = 6,936694 cotas
Número de cotas remanescentes: 994,156723 - 6,936694 = 987,220029
Rentabilidade líquida até o 2o come-cotas: 1.084,92 - 7,57 = R$ 1.077,35


Rentabilidade bruta até o resgate (1 mês até o final de dezembro): 1,091298 x (1+0,10)^(1/12) = 1,100000
Valor da aplicação: 987,220029 x 1,100000 = R$ 1.085,94
Agora, temos que cobrar dois IRs: o primeiro com alíquota de 15% sobre este último mês de rentabilidade, e o segundo de 5% (diferença entre os 20% e os 15% já cobrados) sobre a rentabilidade de todo o período. Assim, temos:
IR: 15% * (1.085,94 - 1.077,35) = R$ 1,29
IR complementar: 5% * (1,10 - 1,00) * 987,220029 = R$ 4,94
Rentabilidade líquida até o resgate: 1.085,94 - 1,29 - 4,94 = R$ 1.079,71


Note, portanto, que a rentabilidade final foi impactada em R$ 0,29, ou 0,03% (ao invés de obter 8,00%, sua rentabilidade foi de 7,97%). Nada que vai fazer você ficar muito mais pobre.

http://cuidandodoseubolso.blogspot.com/ ... o-dos.html

Jul 30, 2011 15:37
Willy Fog Forista Assíduo
Mensagens: 1493
Avatar do usuário
Registrado em:
Abr 26, 2009 23:32
 
 
Ibovespa tem nova queda e ouro aparece como melhor investimento em julho

29 de julho de 2011 • 20h44

Por: Anderson Figo


http://www.infomoney.com.br/investiment ... ento+julho

Jul 31, 2011 14:20
Adam_Smith Forista Assíduo
Mensagens: 439
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 26, 2010 15:29
 
 
Ola foristas de renda fixa..., estou ingressando como servidor publico da união, e de cara tive uma surpresa em relação ao recebimento dos vencimentos. Posso receber o salario por uma cooperativa de crédito (u.n.i.c.r.e.d) dos servidores da instituição q estou entrando. 2 fatores foram destaques dessa cooperativa de credito (banco dos servidores dessa instituição):
Pagam 110% do cdi no cdb de qq valor sem limite de prazo
Para receber por essa instituição tenho q me tornar cotista dela.
Receber 110% do cdi em qq valor aplicado e ainda sem restrições de tempo de aplicação é um excelente retorno. Mas se uma instituição paga por isso não quer dizer q esta precisando demais de dinheiro? isso não pode prejudicar o desempenho da cooperativa de credito (banco dos servidores dessa instituição)?
E ao me tornar cotista recebo os proventos mas em caso de prejuizo tenho q colocar dinheiro p/ suprir o prejuizo?
Alguem já passou por essas experiencias?
Frajola, cadu, LRP, pharma, domingos e foristas vcs tem noção de como funciona essas cooperativas de credito (banco dos servidores das instituições)?
Obrigado a todos

Ago 01, 2011 17:26
Adam_Smith Forista Assíduo
Mensagens: 439
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 26, 2010 15:29
 
 
Então fraja, o medo é ter q arcar com os possiveis (se um dia ocorrer) problemas financeiros da instituição pois serei cotista..., ai terei q arcar com os problemas juridicos de ser socio cotista? isso ninguem sabe me falar..., o pessoal da cooperativa de credito fala q nunca vai ter problemas mas sinceramente não dá pra confiar..., fraja obrigado pelo retorno..., abraços...


Fraj;la escreveu:Adam, tenho um amigo que me falou desta modalidade de investimento, tem um amigo dele que investe desta forma e é funcionario publico, parece ser mesmo um barbada :) :roll: :!:

Ago 09, 2011 2:25
Felipe.sh Forista Assíduo
Mensagens: 437
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 19, 2007 10:31
 
 
Adam_Smith escreveu:Ola foristas de renda fixa...
E ao me tornar cotista recebo os proventos mas em caso de prejuizo tenho q colocar dinheiro p/ suprir o prejuizo?
Alguem já passou servidores das instituições)?
Obrigado a todos


Faço parte de uma cooperativa e, pelo que entendi:
Depende do estatuto social da tua cooperativa. Creio que seja - aproximadamente - uma responsabilidade limitada ao capital social integralizado. Porém, em um eventual prejuízo e antes da cooperativa recorrer ao capital social para cobrí-lo, fará uso de sua reserva legal (definida em lei).

Ago 15, 2011 12:32
Tyler Durden Forista Assíduo
Mensagens: 168
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 06, 2007 13:27
 
 
caros.

corrijam-me se eu estiver peguntando no tópico errado.

quais seriam bons fundos de gestores independentes, com relação risco/retorno favorável?

busco alternativas à minha posição atual, excessivamente concentrada em ações.

Ago 16, 2011 13:09
Tyler Durden Forista Assíduo
Mensagens: 168
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 06, 2007 13:27
 
 
grato, Frajola!

Fraj;la escreveu:
Tyler Durden escreveu:caros.

corrijam-me se eu estiver peguntando no tópico errado.

quais seriam bons fundos de gestores independentes, com relação risco/retorno favorável?

busco alternativas à minha posição atual, excessivamente concentrada em ações.
colega, veja se ajuda:
Consulta de Fundos
http://consultafundos.portaldoinvestido ... nvest=True
fonte

Set 01, 2011 16:26
Willy Fog Forista Assíduo
Mensagens: 1493
Avatar do usuário
Registrado em:
Abr 26, 2009 23:32
 
 
Em agosto negativo para o Ibovespa, ouro segue como melhor investimento do mês

Por: Anderson Figo


http://www.infomoney.com.br/investiment ... imento+mes

Set 19, 2011 15:53
Domingos Junqueira Forista VIP
Mensagens: 3753
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 19, 2009 4:21
 
 
Novas regras dos fundos
http://www.valor.com.br/financas/1010070/novas-regras-dos-fundos
Por Juliana Ennes | Do Rio

As alterações nas regras de fundos de investimento que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) propôs ao mercado ao longo do ano e que ainda estão pendentes serão todas editadas em conjunto e, provavelmente, apenas no início de 2012. Foram feitas três audiências públicas para agentes do mercado opinarem sobre possíveis mudanças na Instrução 409, de 2004, que trata dos fundos. A audiência mais recente terminou no início deste mês, quando foram feitas três sugestões à CVM, que ainda serão analisadas e poderão ser incluídas na instrução a ser editada. A proposta inicial da autarquia é de que seja possível criar fundos de investimento com aplicação 100% em Brazilian Depositary Receipts (BDRs) nível I - certificados com lastro em ações de companhias com sede no exterior.

No início do ano, já havia sido permitido que BDRs fossem negociados tanto por entidades de previdência complementar como por pessoas físicas ou jurídicas superqualificadas, com investimento superior a R$ 1 milhão. Agora, a ideia é de que os fundos a serem abertos permitam também a entrada de investidores qualificados, ou seja, que tenham investimentos de no mínimo R$ 300 mil. Segundo o superintendente de Relações com Investidores Institucionais da CVM, Francisco José Bastos Santos, as mudanças estão "no berço de um processo de flexibilização de investimentos em ativos no exterior por parte dos fundos de investimento brasileiro". "É um processo gradual, mas que permite um nível de diversificação para o investidor nacional", disse.

As regras atuais de fundos permitem que até 10% do patrimônio líquido sejam investidos em ativos no exterior no caso de fundos em geral, participação elevada para até 20% em multimercados e para até 100% em fundos para superqualificados. Hoje, a participação de ativos estrangeiros no patrimônio líquido de todos os fundos que seguem as regras da Instrução 409 é de apenas 0,3%. "Embora ainda bastante pequeno, esse número tende a crescer ao longo do tempo", confia Santos.

Quanto aos BDRs especificamente, o superintendente da CVM acredita haver grandes benefícios em aumentar a liquidez desses papéis. Isso porque, apesar de os investimentos serem feitos em ativos estrangeiros, os recursos ficam dentro do país. Hoje, há 30 programas de BDR nível 1 não patrocinados na BM&FBovespa, cujas instituições depositárias são Deutsche Bank, Citibank e Itaú Unibanco. Há ainda quatro lotes de dez programas que serão apresentados em breve ao mercado pelo Bradesco, Citibank e Deutsche Bank.

As negociações com BDR começaram em outubro de 2010, atingindo um volume de R$ 6 milhões no primeiro mês. O pico, de R$ 20,9 milhões, foi atingido em dezembro. Os dados de agosto mostram que o volume foi de apenas de R$ 135,4 milhões. Com as novas regras a serem aprovadas pela CVM, a perspectiva é de que esse volume cresça. A expectativa do diretor de Renda Variável da BM&FBovespa, Julio Ziegelmann, é de que no ano que vem os volumes já sejam superiores. Mas ele lembra que as regras já aprovadas este ano só surtirão efeito em 2012, porque os fundos de pensão só podem incluir uma nova política de aplicação no ano seguinte à sua aprovação.

A bolsa estuda outras formas de fomentar o investimento no exterior, como por exemplo a criação de um índice futuro de S&P 500, da bolsa americana. De acordo com Ziegelmann, essa é uma "possibilidade concreta", e seria uma forma de "diversificar o risco e investir no exterior". No entanto, ele disse que a instituição não pediu ainda sequer autorização da CVM para o lançamento do índice, o que é necessário para sua criação.

Na mesma decisão sobre os BDRs, que só deve ser editada no próximo ano, a CVM vai decidir sobre alterações propostas em outras duas audiências públicas realizadas ao longo do ano, sendo que ambas modificarão a Instrução 409. Na audiência encerrada em agosto, a proposta era de melhoria do nível de informações prestadas pelos gestores que possam ser úteis no monitoramento dos fundos. A meta é verificar a adequação de risco tanto quanto às regras a que o fundo estiver sujeito, que variam de acordo com o tipo, como aos informes publicados. A terceira audiência, encerrada em maio, tratava da constituição, administração, funcionamento e divulgação de informações dos fundos. A proposta é alterar a Demonstração de Desempenho e a Lâmina de Informações Essenciais.
==========================================================

Essa proposta p/ o índice futuro de S&P 500 deveria ser estendida p/ outras bolsas tb, pois o interessante seria poder acompanhar a valorização dos principais mercados como Europa, Japão e China.

Out 31, 2011 1:20
Forever learning Forista Assíduo
Mensagens: 490
Forever learning
Registrado em:
Jan 28, 2011 1:00
 
 
Replicando uma discussão sobre previdência privada lá do tópico de análise fundamentalista (CAFI):

Uma vez eu quis fazer um cálculo para ver até que ponto isso era vantajoso, pois a Bolsa tinha caído muito (2008) e pensei em não pôr um tostão no PGBL para comprar tudo em ações.

Acabei comprando tudo em ações mesmo, mas cheguei a algumas conclusões interessantes: (1) o PGBL é vantajoso apenas se você reinveste o que recebe (pode ser em qualquer coisa, mas poupe esse $$); (2) o PGBL somente é vantajoso se ele fica muito tempo investido; (3) o tempo médio que o investimento no PGBL faz o diferimento fiscal valer a pena é de cerca de 15 anos (break-even), considerando um rendimento de 8%a.a.

Sobre a conclusão (1), acho que não preciso me alongar muito, né? A gente tem que ter em mente que não há isenção fiscal (nem benefício). O que existe no PGBL é diferimento fiscal. Isso significa que o imposto que não é cobrado hoje será cobrado no futuro. Esse é o motivo da tributação ser sobre todo o capital acumulado e não apenas sobre o rendimento. Portanto, se você gastar o dinheiro que recebe na restituição, está apenas fazendo uma má alocação dos seus recursos. Mas se vc reinvestir o $$, aí estará entrando em jogo a grande vantagem do diferimento: a exponencialidade. Ou seja, você aumenta o montante que ficará investido rendendo juros sobre juros (se a tributação fosse agora vc teria menos capital para render juros). Agora, para essa conta "fechar", o dinheiro tem que ficar lá por um tempo razoável (aqueles 10 anos para pagar IR de 10% não vale a pena).

Conclusão 2: desenvolvendo o raciocínio acima, se a tributação é sobre o todo o capital acumulado (CA), vc tem de fazer com que o capital investido (CI) ao longo do tempo renda muitos juros, de modo a buscar que CA (que é a soma do DI com os juros recebidos) seja o mais próximo possível do CI. É impossível, pois aplicamos por vários anos, mas com a exponencialidade (pegue uma curva num gráfico de juros: vc tem que chegar naquela parte em que a curva é quase vertical para cima) chegamos próximo disso.

Conclusão 3: depois de 20 anos aproximadamente (considerando juros de 8% a.a), você consegue chegar num CA em que praticamente 79% são juros e apenas 21% foi o que você investiu. Se vc deixar 30 anos, a proporção se eleva para 10%-90%. Se compararmos a tributação de renda fixa (15% acima de 720 dias, mas só sobre o rendimento) e do PGBL (10% acima de 10 anos, mas incidente sobre todo o capital) acumulado teríamos (supondo que o capital investido seja de R$ 100mil):

CI Juros Imposto devido

RF 10 anos 100mil 115mil 17,25mil (15% sobre os juros)

PGBL 10anos 100mil 115mil 21,5mil (10% sobre o total)

RF 20 anos 100mil 366mil 54,9mil

PGBL 20anos 100mil 366mil 46,6mil

RF 30 anos 100mil 900mil 135mil

PGBL 30anos 100mil 900mil 100mil

O cálculo é apenas uma estimativa, pois o imposto da RF é cobrado semestralmente (e, portanto, o resultado seria um pouco menor), o que limita um pouco a exponencialidade.

Para atingir 1 milhão em 20 anos, precisaria investir 210mil. Percebam que, nesse caso, deixando 20 ou 30 anos no PGBL eu pago o mesmo imposto (100mil), mas se deixar 30 anos eu investi menos da metade (100X210). Ou seja, consigo rentabilidade maior pagando o mesmo imposto.

A vantagem do PGBL é que se usa o dinheiro da restituição para acumular o capital mais rapidamente (como voltam 27,5%, se vc chega ao topo da tabela do IR), em tese, dá para poupar 27,5% a mais do que se não fizesse o PGBL (isto é, se ia levar "X" anos para acumular o capital, com a restituição, leva-se 0,784 "X"). O tempo reduziu-se em 21%. Só que a tributação, por ser sobre todo o CA, não vale a pena se vc não fizer o $$ render juros para que o percentual do CI sobre o acumulado seja pequena.

De todo o modo, a conclusão a que cheguei é que vou investir no PGBL desde que o capital acumule por pelo menos 25 anos. Em outras palavras, quando faltarem 25 anos para me aposentar, paro de fazer aportes.

Peço desculpas por fugir um pouco do assunto do tópico, mas acho que são informações/estudos importantes para debatermos nossas teses de investimento. Se a moderação entender conveniente, pode mudar para o tópico de previdência privada.

Nov 12, 2011 12:18
MARCELO ANDRADE Forista Assíduo
Mensagens: 463
MARCELO ANDRADE
Registrado em:
Ago 14, 2011 23:36
 
 
Fraj;la escreveu:falei hoje com gerente itaú da minha conta sobre o itaú ter um cdb "amigão" como cdb direto da sofisa, algo como 100% do cdi... ele falou q fez umas simulações e para ter 98,5% do cdi só se aplicar R$ 930 mil :shock: :shock: kakaakakak
valores menores tem que ir calculando, mas se fosse aportando uma micharia por mes, seria no maximo 85% do cdi :?


nossa.. 85% ai vc aplica o IR fica só um pouco a mais que a poupança!

Nov 16, 2011 17:23
Valmir Duarte Costa Estreante
Mensagens: 2
Valmir Duarte Costa
Registrado em:
Jun 15, 2011 16:33
 
 
Fraj;la escreveu:falei hoje com gerente itaú da minha conta sobre o itaú ter um cdb "amigão" como cdb direto da sofisa, algo como 100% do cdi... ele falou q fez umas simulações e para ter 98,5% do cdi só se aplicar R$ 930 mil :shock: :shock: kakaakakak
valores menores tem que ir calculando, mas se fosse aportando uma micharia por mes, seria no maximo 85% do cdi :?


Em geral os grandes bancos pagam muito pouco para pequenos valores , nós do CDB Direto ( Banco Ficsa ) invertemos essa lógica , acesse http://www.cdbdireto.com/simulacao.html e confira as nossas taxas para valores entre R$ 200,00 e R$ 70.000,00

Nov 29, 2011 18:39
VanZan Estreante
Mensagens: 1
VanZan
Registrado em:
Nov 24, 2011 1:41
 
 
Bom. Vou direto ao assunto.

Tenho 6 mil dilmas e como nao pretendo usar esse dinheiro pelos proximos 2 anos queria investir em alguma coisa.

Pensei em renda fixa. Tenho conta no bradesco e no bb.

Queria saber o que me indicam. Se devo deixar na poupança e fugir do fisco ou se devo aplicar em alguma renda fixa. Estou juntando $$ porque quero aprender a mexer com ações porem ainda estou muito verde nesse assunto e nao tenho muita segurança.

Um abraço

Nov 29, 2011 20:11
MLK Estreante
Mensagens: 19
MLK
Registrado em:
Out 23, 2007 15:44
 
 
Pessoal,
Recebi esse folder da Geração Futuro, com exemplo de rendimento líquido ao longo de um ano de investimento, comparando seu fundo de renda fixa com o dos bancos nacionais.
Eles descontaram, do rendimento anual, 2% de taxa de administração diretamente do rendimento bruto, ou seja, 9% - 2% = 7% para o cliente e 2% para o banco. O correto não seria 9% x 0,98 = 8,82% para o cliente e 0,18% para o banco???

Fiquei um pouco confuso, pois acabaram de derrubar uma certeza que sempre tive... Segue imagem:
Imagem

Nov 29, 2011 23:05
Consenso de Moderadores Forista Assíduo
Mensagens: 1573
Avatar do usuário
Registrado em:
Fev 12, 2010 17:46
 
 
Rafael Cardona escreveu:Bom. Vou direto ao assunto.
Tenho 6 mil dilmas e como nao pretendo usar esse dinheiro pelos proximos 2 anos queria investir em alguma coisa.
Pensei em renda fixa. Tenho conta no bradesco e no bb.
Queria saber o que me indicam. Se devo deixar na poupança e fugir do fisco ou se devo aplicar em alguma renda fixa. Estou juntando $$ porque quero aprender a mexer com ações porem ainda estou muito verde nesse assunto e nao tenho muita segurança.
Um abraço

Seja bem-vindo ao Fórum InfoMoney!

Use um nick ao invés do seu nome real por questões de segurança digital.

Caso seja do seu interesse, você pode mandar uma mensagem privada (MP) para Infomoney ou e-mail para forum@infomoney.com.br solicitando a mudança e fornecendo o novo nick.

(Habilite no seu perfil BBCODE e HTML para funcionar a formatação emoticons e demais tags PHPBB nos seus posts.)

É recomendada a leitura dos tópicos e/ou seções abaixo:

Como Postar e Responder Tópicos e Mensagens
http://forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?t=10441

Regras do Fórum
http://forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?t=10421

Educacional & Iniciantes
http://forum.infomoney.com.br/viewforum.php?f=7

Corretoras & HBs
http://forum.infomoney.com.br/viewforum.php?f=8

Apresentação / Localidade dos Usuários
http://forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?t=10592

Sucesso nos trades.

Atenciosamente,

Dez 02, 2011 22:24
Home Forista Assíduo
Mensagens: 396
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 31, 2010 13:33
 
 
Rafael Cardona escreveu:Bom. Vou direto ao assunto.

Tenho 6 mil dilmas e como nao pretendo usar esse dinheiro pelos proximos 2 anos queria investir em alguma coisa.

Pensei em renda fixa. Tenho conta no bradesco e no bb.

Queria saber o que me indicam. Se devo deixar na poupança e fugir do fisco ou se devo aplicar em alguma renda fixa. Estou juntando $$ porque quero aprender a mexer com ações porem ainda estou muito verde nesse assunto e nao tenho muita segurança.

Um abraço


No Bradesco consegui taxa de 97,5% do CDI. Converse com seu gerente, pois ele tem margem pra melhorar a taxa padrão, por valor, oferecida pelo Banco.

AnteriorPróximo

Voltar para Fundos e Renda Fixa

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes