Bem-vindo: Jun 19, 2019 10:46

Set 18, 2009 22:47
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
STOP - Critérios de ajuste
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Para quem usa STOP: Qual o critério de ajuste?

Comecei usando o valor de 98% da cotação, e já de cara levei o chamado "violino". Agora, estou usando 96%, e por enquanto me parece mais adequado. Faço isto pois não tenho habilidade em achar o suporte, e também acho assim mais simples.

Outro ponto: Quanto ajustar o limite para venda? Empiricamente coloco +/- 1 a 2 centavos abaixo do stop, só para garantir que a OV não será "pulada" em caso de queda vertiginosa (momento onde mais preciso que o stop funcione), mas posso estar perdendo $ desnecessariamente.

Mais uma: Para quem viveu o final de 2008 com stops, funcionou bem? Havia liquidez naqueles dias de CB, ou o stop não resolve nada nesta situação?

Por fim: Nos fóruns de investidores, sempre há a expressão "operação papa-stop". Isto de fato existe ? Como funciona? As corretoras tratam os stops com o devido sigilo?

Grato aos que puderem ajudar este filhote de sardinha. Se estas informações já estiverem em outro tópico, peço me informar (não consegui achar).

Set 19, 2009 19:49
agostiniano.
agostiniano.
 
 
cara tenho as mesmas duvidas que voce.

frajolla 'e sua vez....

Out 04, 2009 2:12
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Stops
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Aos que tiverem interesse, achei algumas regras interessantes sobre o estabelecimento de stops no livro "Comprar ou vender" do Eduardo Matsura. O livro ensina o básico sobre AT, e para tal definição dos stops, tem de entender estes conceitos básicos. Paguei R$ 36,00 na Saraiva.

Como ainda estou aprendendo o assunto, não tenho condições nem me atrevo a tentar explicar. Mas até onde pude entender, gostei pois tem uma lógica, não é na base da intuição.

Out 04, 2009 22:38
Newbie Trader Forista Assíduo
Mensagens: 423
Newbie Trader
Registrado em:
Mar 02, 2008 5:01
 
 
Bochan, ai não tem jeito, negócio é estudar análise técnica/gráfica e aprender a visualizar suportes.

Tem bons livros sobre AT como esse do Matsura que vc faloui. Mas no final das contas ideal mesmo é fazer um curso presencial pra entender melhor as ferramentas de AT.

É o que vou fazer daqui a duas semanas...hehehe...

Sucesso!!

Out 09, 2009 20:19
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 

Out 10, 2009 14:47
Sandrex Forista Assíduo
Mensagens: 632
Sandrex
Registrado em:
Jun 26, 2009 16:01
 
 
E a Parabólica SAR (usada junto com um indicador de tendência de alta como o ADX/DI+Di- para evitar pontos falsos)? Alguém recomenda?

Out 12, 2009 11:26
investindosempre Forista VIP
Mensagens: 3411
Re: Stops
investindosempre
Registrado em:
Mar 23, 2008 21:52
 
 
bochan escreveu:Aos que tiverem interesse, achei algumas regras interessantes sobre o estabelecimento de stops no livro "Comprar ou vender" do Eduardo Matsura. O livro ensina o básico sobre AT, e para tal definição dos stops, tem de entender estes conceitos básicos. Paguei R$ 36,00 na Saraiva.

Como ainda estou aprendendo o assunto, não tenho condições nem me atrevo a tentar explicar. Mas até onde pude entender, gostei pois tem uma lógica, não é na base da intuição.


olá Bochan, rsrrs estou lendo o mesmo livro e paguei o mesmo preço....como troquei recentemente de corretora onde a 1° não havia stops e a 2° tÊm...eu entrei em contato com a corretora para obter mais informações...( vou postar aqui em baixo no final...)
outra coisa vc já olhou no site do mercado tv??? lá têm uns videos que ajuda em muitas coisas...abraço espero ter consigo ajudar um pouco, sucesso.

A ordem tipo stop móvel é uma venda programada onde ocorre a reprogramação dos valores. Quando o ativo chega ao preço programado do gatilho, a ordem é enviada ao preço solicitado. Mas à medida que a cotação do papel aumenta, o stop móvel reprograma automaticamente os valores de disparo. Lembrando que a ferramenta possui três parâmetros que devem ser definidos, para o seguro disparo da ordem.

1-Preço Stop: Esse valor é programado para disparar a ordem, ao preço limite estipulado pelo cliente.
2- Ajuste Inicial: Esse parâmetro dá flexibilidade na movimentação do stop da ordem. Conforme o preço do ativo se movimenta para cima, o ajuste recalcula o preço de disparo, buscando elevar o preço de disparo junto com a valorização do papel. No caso de queda, ele fica inalterado.
3- Preço Limite: Valor estipulado pelo cliente com o preço da ordem a ser enviada quando ocorre o disparo a bolsa.
Importante: O disparo da ferramenta será realizado por um dos parâmetros mencionados acima (1/2) e será definido por aquele que está mais próximo da cotação.

existem dois tipo de stop de lucro no HB, o stop móvel e o stop simultâneo.

O stop móvel, vc vai colocar uma porcentagem que cada vez que subir vai alterando seu stop de ganho. Já no stop simultâneo, vc já coloca de fato o valor que vc quer vender com lucro.

Entre em contato com o nosso atendimento que eles podem te auxiliar de uma melhor forma.


:wink:

Out 27, 2009 12:21
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Sobre usar ou não stops, segue abaixo link interessante
http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1672752&path=/investimentos/
abç

Nov 03, 2009 21:50
Gestor Independente Estreante
Mensagens: 32
Gestor Independente
Registrado em:
Out 13, 2009 15:52
 
 
Olá,

O fato de você por limites na sua perda é muito importante, pois assim pode ficar mais tempo no mercado.

Eu particularmente, adoto a politica dos 6 e 2%. Isso quer dizer que aceito perder até 6% do meu capital total investido e não mais que 2% de perda por trader.

As formas de se conduzir os stops são :
- na mínima de cada candle;
- usando o setup do Hilo e ir colocando o stop em cada degrau do Hilo;
- usando o SAR e ir colocando o stop em cada ponto do SAR;
- uma forma mais agressiva é, ao entrar em um trader, colocar o stop na mínima do candle da entrada e, usando a Média Móvel de 9, só subir o stop de toda posição quando essa média móvel virar o seu sentido, colocando o stop na mínima do candle que fez essa virada.

Essa é a forma que venho operando. Não foi nada criado por mim, aprendi com pessoas mais experientes e em cursos de AT.

O importante é cada um ter um plano e ser fiel a esse plano, ter disciplina no que foi planejado!

Jan 20, 2010 23:40
Frost Estreante
Mensagens: 70
Avatar do usuário
Registrado em:
Mar 04, 2008 20:24
 
 
Uma estratégia boa de money management usada para colocar stop está no livro "Como se transofrmar em um Operador e Investidor de Sucesso" (Alexandre Elder)

O autor diz para nunca arriscar mais de 2% de todo o dinheiro de aplicações em bolsa por trade

Assim, se você investiu 10% do seu dinheiro em uma ação, sua perda máxima permitida nesta ação é de 20% do preço de compra (pois 20% de 10% são os tais 2%).

Note que se você investir 25% do seu dinheiro, sua perda máxima nesse investimento será de apenas 8% do preço de compra (de novo, 8% de 25% são 2%).

Dessa forma, coloque seu stop em um suporte (use análise técnica) acima desse limite.

Quanto a preço de stop de stop, é essa a estratégia. Quanto a preço limite, sempre coloco R$0,01 -- isso mesmo, um centavo! Desse jeito a ordem será executada ao melhor preço de compra no momento e não há nenhum risco de seu stop ser pulado -- mas só faça isso em ações que tem boa liquidez, tipo mais de R$1 milhão por dia.

Fev 26, 2010 11:55
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Pessoal,

Copiando um post do tópico de hoje(mercado em 26.2.2010). Achei interessante (pelo menos para o sardinha aqui).

ONASSYS Shark Terminator escreveu:
Paladino escreveu:
ONASSYS Shark Terminator escreveu:
Paladino escreveu:
Slimac63 escreveu:Bom dia, ontem quem entrou em desespero no inicio do pregão, deve ter tido uma baita surpresa no final, principalmente com a arrancada da PETR4, esperando um dia verde pelo final de ontem e pelo after. Bons trades a todos.


Por isso que defendo STOP de fechamento. Notei que muitaaa gente que usa STOP, usa automático. STOP automático só para alvos ou certos trades específicos. STOP de fechamento em TODOS. Todos os operadores profissionais com quem conversei usam em suas aplicações pessoais STOP de fechamento. Eles usam automático nas posições dos clientes (salvo determinação em contrário) já que o dinheiro não é deles e fica difícil explicar para o cliente porque o STOP de uma operação estava em determinado valor e seu posicionamento não foi encerrado ou porque foi encerrado com valor menor que esse STOP. Na maioria dos casos o STOP de fechamento monstra-se vantajoso.

A pessoas que não usam STOP por fatos como os que envolveram o pregão de ontem. Muitas vezes acabam vendendo quando é hora de comprar. Aos que não sabem (ou não conhecem) esse tipo de STOP, deem uma pesquisada que vale a pena.


É uma operação feita no fechamento? Tem algum link explicando? Grato!


Não ONASSYS, mas não é complicado. Se perder o valor em fechamento, vende (normalmente no leilão, mas pode ser feito um pouco antes ou até mesmo no AM - para os papéis que participam). Claro, em algumas vezes você pode ter que vender com prejuizo maior do que o esperado, mas na grande maioria os preços tendem a recuperar parte das perdas. Exemplo: um ativo que caiu 7% na 1a hora, pegando seu STOP em 6% (suporte) tem poucas chances de fechar assim. O mais comum é que ele recupera ao menos parte dessas perdas e, se "stopado", o prejuizo sera menor. Outra dica dos operadores é não comprar pânico ou euforia na 1a hora de pregão. O ideal mesmo é fazer compras no fim da tarde.


Ah, certo Paladino. Obrigado pela explicação. Já fiz este tipo de operação mas não sabia que tinha esse nome. realmente é interessante.

Abr 10, 2010 1:27
HRT Estreante
Mensagens: 31
Avatar do usuário
Registrado em:
Mai 24, 2008 18:34
 
 
Na minha humilde opinião o melhor tipo de stop é o de volatilidade, conhecido como stop ATR.

Basicamente para calcular esse stop você pega uns 10 dias de preços, faz a média e coloca abaixo do valor de compra como stop. Ou acima do de venda se estiver à descoberto.

Por exemplo, se você for comprar em 35 reais uma ação que variou de preço mais ou menos 3 reais nos últimos dias e seu stop ATR for de apenas 1 ATR (ou N). Você será stopado quando o bater em 32 reais. (eu também coloco 1 ou 2 centavos para mais ou para menos dependendo do caso, para não dar número redondo)

Aí você escolhe quantos N's usar. Se você for um day-trader, use menos N's, se for um swing-trader, use mais N's.

O valor que melhor funcionou comigo, para trades de algumas semanas, foi o de 3N. Parece ser muito mas para sistemas trend-following não é.
-------------------------------

Obviamente se você estiver operando um padrão gráfico tipo um triângulo, não fará sentido usar um stop ATR. Mas aí vai depender do seu sistema, que deve te dizer quando usar qual tipo de stop.

Abr 30, 2010 13:42
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Manejo de risco: como alocar de maneira eficiente o stop durante uma operação?

Recomendar!Por: Rafael de Souza Ribeiro
25/02/10 - 19h35
InfoMoney
Stop!
Como definir o momento de sair de um trade? Sair deliberadamente do mercado ou deixar que lhe tire do trade? Essas são perguntas que Rafael Pacheco, sócio da XTH Educação Financeira, consegue responder através da utilização dos stops.

Previamente estipulado na fase de planejamento do trade, o stop deve atender primeiramente à razão retorno/risco positiva, ou seja, expectativa de ganho relativo maior frente ao prejuízo pré-determinado.

Mas onde postar o stop?

Tradicionalmente os stops são colocados em regiões de reversão de tendência, basicamente em suportes e resistências, tendo em vista a probabilidade maior do papel reagir contra o movimento, destaca Pacheco.

Para exemplificar como posicionar os stops, o sócio da XTH Educação Financeira transcreve um trade feito junto aos papéis ordinários da CSN, com destaque para o manejo da posição comprada.

Posicionamento do stop
Baseado no setup de compra estabelecido, ou seja, entrada em suportes importantes com confirmações altistas dos indicadores técnicos de volume, Pacheco iniciaria sua operação de compra acima da máxima do candle formado no dia em que se confirmou o fundo, como mostra a figura (clique para ampliar):



O Piercing Line, padrão de reversão de alta com ótima probabilidade de reversão, próximo da banda inferior das Banda de Bollinger, também foi decisivo para elevar a probabilidade de reversão da atual tendência de baixa do papel e a confirmação do fundo em R$ 36,70.

Confirmado o fundo, o trade foi engatado no rompimento dos R$ 38,50 e, automaticamente, o stop loss da operação já fica logo abaixo da mínima do candle que confirmou o suporte, ou seja, na região de R$ 36,50.

“Se os preços atingirem este valor, estarás errado sobre a formação do fundo nos R$ 36,70 e sairás do trade com prejuízo. Essa é a função do stop – tirá-lo do trade quando sua expectativa for negada”, além de evitar uma deterioração do patrimônio maior, enfatiza Pacheco.

Movendo o stop
Com o trade em curso é necessário deslocar o stop de acordo com a movimentação diária do ativo, de modo a garantir, gradualmente, o lucro da operação, até que o mercado atinja o objetivo do stop gain.

Como mostra o gráfico exposto por Pacheco, o primeiro stop ajustado foi posto logo abaixo do Doji feito após um movimento considerável de alta, podendo sinalizar um ajuste no curto prazo. Porém, a abertura em gap no dia seguinte anulou a formação baixista, deixando para trás a resistência em R$ 40,35, que virou suporte e stop gain ajustada da operação, mostra Pacheco.

Após um período de indefinição próxima da banda superior das Bandas de Bollinger, que poderia engatilhar uma correção, como revela o sócio da XTH Educação Financeira, o papel manteve sua tendência de alta, mas logo após encerrou com um engolfo de baixa clássico de topo nos R$ 46,00, sugerindo um novo ajuste do stop gain.

Deste modo, Pacheco aloca seu stop próximo de R$ 44,40, pouco abaixo do candlestick de indicação baixista, que fora confirmado dias depois, com a operação estopada em R$ 43,39. No final, o trade atingiu um lucro de 15,32%, ou seja, R$ 5,90 por ação. Razoável, não?

Considerações finais
A sequência do gráfico mostra que os papéis da empresa chegaram a até ultrapassar os R$ 45,00 logo após, porém, como não temos a capacidade de prever o futuro, é necessário preservar o lucro obtido no mercado, que não é fácil.

Portanto, não se deixe enganar que o mercado ou o papel continuará subindo e acione seu stop, pois a opção de abdicar desta ferramenta pode retirar toda a parcela do lucro auferido até então. É inegável que existe a possibilidade de subir ainda mais, mas quando estamos tratando de operações em tempo real, não há instrumentos de previsão 100% corretos.

Christian Cayre, do CHR Investor, dá a dica: quando decidir especular no mercado, defina seu grau de aversão ao risco, diversifique, defina seu ponto de stop e respeite-o. Tomar uma decisão de investimento errada faz parte, todos já passamos por isso. Insistir nesta decisão que se provou errada que é a grande armadilha.



http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1786619&path=/investimentos/

Mai 20, 2010 1:17
pedrorjbr Forista Assíduo
Mensagens: 1513
Avatar do usuário
Registrado em:
Set 15, 2008 23:19
 
 
Uma pergunta meio idiota.

Qual a diferença entre eu armar um STOP LOSS e colocar uma ordem de venda?

O STOP LOSS é disparado quando a ação chega a um determinado valor e então ação é colocada a venda num valor determinado X.

Não poderia simplesmente colocar uma ORDEM de Venda com validade grande nesse valor X?

Obrigado

Mai 20, 2010 16:44
J.Black Forista Assíduo
Mensagens: 931
Avatar do usuário
Registrado em:
Ago 30, 2009 1:15
 
 
SEMPRE O GRANDE FRAJOLLA Q APARECE PARA ENSINAR! VLW PELA INICIATIVA BRO!! :lol:

Jun 09, 2010 18:25
Dick Trade Forista VIP
Mensagens: 16202
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 17, 2007 14:21
 
 
A importância do uso de Stops.
Escrito por: Tiago

O Stop é uma ferramenta criada para facilitar as operações dos investidores.

Ao invés de ter que esperar a hora exata para enviar a ordem, você só precisa configurar o Home Broker para fazer isso por você.

Sempre dizemos que o investimento em Bolsa deve ser feito seguindo um planejamento e assim que o resultado da operação for atingido, finalize-a. Isso porque muitas vezes você perde o rumo da operação por questões emocionais, ao invés da razão.

Então, tenha sempre pré-estipulado o quanto você quer obter de ganho na operação e o máximo que aceita perder.

Para quem acredita numa “super tendência de alta” e não tem valores estimados para ganho, é interessante que utilize o Stop Móvel.

Esta ferramenta proporciona um ajuste no preço do seu Stop para uma variação positiva na Bolsa.

Outro Stop bastante recomendado por nós é o Simultâneo.

Esta ordem permite estabelecer um valor máximo de perda (que você está disposto a perder) e sua meta de ganho, programando duas ordens assim que a ação atingir um dos valores determinados.

Em próximos “posts” descreverei exatamente o conceito de cada um.

Caso tenham sugestões para abordar algum tema, por favor, informe o assunto que farei o possível para atender as eventuais demandas.

Fonte: https://www.investbolsa.com.br/Primeiro ... Stops.aspx

Jun 09, 2010 18:26
Dick Trade Forista VIP
Mensagens: 16202
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 17, 2007 14:21
 
 
Stop móvel, utilizando as ferramentas do HB

Escrito por: atirlone

Utilizar o stop móvel é uma boa saída para garantir o lucro máximo dentro do sobe-e-desce do pregão, principalmente para aqueles que não têm tempo de acompanhar a Bolsa em full time.

Os investidores que compram e vendem ações com o objetivo de rentabilidade no curto prazo, mas não possuem tempo para acompanhar a oscilação dos ativos minuto a minuto, enfrentam um risco maior, pois o preço do ativo pode sofrer uma forte queda em um dia de mau humor do mercado. Para esse tipo de investidor, a utilização do stop é imprescindível.

O tipo mais complexo de programar a ordem de stop é o stop móvel. Nesse tipo de ordem, o investidor pode buscar o preço máximo do papel, pois os valores colocados se movem acompanhando uma possível alta do ativo. Se o ativo se valoriza no preço início, a partir daquele ponto será feito o ajuste colocado pelo investidor, e então tanto o preço de disparo, que irá disparar a ordem de venda, como o preço limite, que é o preço mínimo que a ordem de venda será executada, vão se ajustando, de acordo com a alta na cotação do papel.

Nesse tipo de stop, além de preencher os campos de disparo e limite, o investidor deverá escolher o início do stop móvel, que é o valor a partir do qual o stop móvel será disparado, e deverá preencher o ajuste inicial, que é a quantia de ajuste do preço de disparo e do preço limite.

Utilizando um exemplo simples para facilitar o entendimento da prática da ferramenta. Supondo que a cotação de PETR4 no momento é de R$30,00. O preço de disparo colocado é de R$29,50, e o preço limite é de R$29,40 (2% de proteção). Ou seja, se o preço do ativo cair a R$29,50, será disparada a ordem de venda no valor de R$29,40, certo? Certo! Supondo, que neste mesmo exemplo, o ajuste colocado é de R$0,50 e o preço de início é de R$32,00. Se a cotação do ativo subir de R$30,00 para R$32,00 (preço de início definido previamente), o preço de disparo e preço limite serão ajustados para R$30,00 e R$29,90, respectivamente (ajuste de R$0,50). A partir desse momento, se a cotação subir, o preço de disparo e o preço limite irão acompanhar a cotação no mesmo valor.

Lembrando apenas que o Stop Móvel não ajusta os valores na queda das ações, apenas na alta. Outro lembrete é de que a ordem de venda será disparada apenas quando o ativo atingir o preço de disparo definido pelo investidor.

Fonte: https://www.investbolsa.com.br/Primeiro ... do-HB.aspx

Jun 09, 2010 18:27
Dick Trade Forista VIP
Mensagens: 16202
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 17, 2007 14:21
 
 
Stop simultâneo

Escrito por: atirlone

O stop simultâneo nada mais é que um stop de venda normal, onde o investidor preenche o campo de LOSS e o campo de GAIN. É ao mesmo tempo um stop defensivo e um stop de lucro também, pois o stop gain seria o disparo da venda no ganho, e o stop loss é o disparo da venda na perda.

No stop simultâneo, o investidor pode limitar perdas ou garantir resultados já obtidos. O próprio investidor definirá os critérios de preço de disparo da ordem para travar até um determinado valor para cima (no caso do stop gain), ou para baixo (no caso do stop loss).

O stop simultâneo, portanto, é uma ordem combinada de stop loss e stop gain. Como já mencionado no post anterior, o objetivo das ordens de stop é dar melhor controle ao nível de exposição diante da oscilação dos preços de suas ações.

Fonte: https://www.investbolsa.com.br/Primeiro ... taneo.aspx

Jun 09, 2010 18:28
Dick Trade Forista VIP
Mensagens: 16202
Avatar do usuário
Registrado em:
Dez 17, 2007 14:21
 
 
Compra start
Escrito por: Tabata

A ordem "Start" é uma ordem de compra onde o cliente programa um preço de disparo para enviar sua ordem.

Quando o preço da ação atingir ou ultrapassar o preço estipulado pelo cliente, a ordem será enviada para a Bolsa automaticamente.
Atenção: O disparo do Start não significa sua execução.

Suponhamos que você deseje comprar a ação da empresa "X" quando estiver no preço de R$ 25,00 e a cotação atual é R$ 24,00.

Programe:

Papel: Ação que deseja comprar - "X"

Quantidade: A quantidade que quer comprar

Preço de Disparo: Preço na qual a ordem será enviada para a Bolsa - R$ 25,00

Preço Limite : Preço da ordem que será enviada quando disparar no valor programado - R$ 25,20 (para garantir a compra)

Compra Start é uma ordem de compra especial, muito utilizada por investidores que se baseiam em analise técnicas, cujo uma das formas de utilização, é progamar esta ordem num preço pouco acima de uma LTB (linha de tendência de baixa), para comprar no seu rompimento, o que normalmente demonstra uma alteração na tendência do papel da baixa para a alta.

Fonte: https://www.investbolsa.com.br/Primeiro ... start.aspx

Jun 28, 2010 19:38
bochan Forista Assíduo
Mensagens: 1152
Avatar do usuário
Registrado em:
Jul 28, 2009 3:26
 
 
Para registro.
Manejo de risco: a íntima relação entre ser um trader bem sucedido e o stop loss

Recomendar!Por: Rafael de Souza Ribeiro
28/06/10 - 16h20
InfoMoney



SÃO PAULO - Antes de começar a leitura de mais um artigo sobre controle de risco, pense e responda: ao iniciar uma operação, você determina primeiro os pontos de resistência ou de suporte? Na sua visão, o essencial é encontrar o melhor ponto de entrada ou elaborar uma estratégia de saída apropriada?

Não há uma pesquisa oficial sobre o assunto, mas as andanças por cursos e palestras relacionadas ao mercado financeiro mostram que os investidores pensam fundamentalmente nos lucros, para só depois calcular os potenciais prejuízos. Isso quando calculam.

Pode parecer óbvia ou até sem sentido para alguns, mas a atitude em relação ao questionado pode ser determinante para o fracasso ou sucesso no dia-a-dia do mercado financeiro.

Estratégia de saída
A estratégia de saída nada mais é do que determinar, no primeiro momento, o stop loss da operação, para logo em seguida monitorar a evolução dos preços através do stop gain. Este procedimento é a fronteira para limitar os prejuízos e deixar os lucros fluírem, regra número um dos traders.

A ideia de priorizar a estratégia de saída foi amplamente disseminada pelo trader norte-americano Van K. Tharp, através de sua reconhecida obra “Trade Your Way to Financial Freedom”, elaborada em 1998.

De acordo com Tharp, o trader deve ter consciência que estancar os prejuízos é fundamental para ser bem sucedido no mercado, como mostra o trabalho “The Value of Stop Loss Strategies”, desenvolvido recentemente pelos mestres Adam Y.C Lei e Huihua Li nos Estados Unidos.

Muitos investidores pensam somente em encontrar o melhor ponto de entrada e esquecem dos riscos da operação, afirma Tharp, erro que pode custar todo seu patrimônio. Por isso, o “Manejo de risco” explorará neste artigo algumas das principais ferramentas de stop utilizadas pelos traders.

Stop loss gráfico
Uma das estratégias mais primitivas utilizadas para determinar o stop loss da operação é baseada na mínima do candle de entrada, mais conhecida como Stop Curto. Nos guias de análise técnica recomenda-se utilizar este método em operação de day trade, uma vez que o Stop Curto costuma não ser eficiente, ou melhor, frustrante, nas operações de swing trade.

Os investidores que utilizam o Stop Curto para swing trade usualmente reclamam do “efeito violino”, quando o preço alcança o stop loss no intraday e passa a subir, assim como o movimento do arco quando o violinista toca o instrumento.

Para solucionar este impasse, os traders usualmente utilizam os pontos de reversão do mercado, ou seja, suportes e resistências importantes, canais de alta e de baixa, linhas de tendência, padrões gráficos e candlesticks.

Contudo, assim como no primeiro método, o investidor estará muito exposto ao “efeito violino”, uma vez que muitas pessoas saberão onde o stop loss foi alocado, já que é uma região evidente no gráfico. Sabendo disso, outros investidores buscarão exercer suas posições nestes pontos críticos, tendo em vista a grande probabilidade de ser exercido em função do acúmulo de ofertas, e, portanto, não havendo necessidade de comprar a níveis mais altos.

Stop loss baseado no preço
No nono capítulo do seu livro, Tharp sugere aos investidores buscarem alternativas de stop “ilógicas” para o mercado e que fujam do ruído dos preços. Para não ser mais um alvo do arco do violino, os guias de análise técnica recomendam aos traders vincularem o stop à exposição ao mercado.

Os métodos Martingale e Antimartingale, além do FFE (Fixed Fraction Exposure), são alternativas interessantes ao investidor, pois propõem limitar as perdas conforme o percentual exposto na operação, ou seja, através da gestão do patrimônio, algo particular. Apesar de eficientes, os métodos envolvem, essencialmente, cálculos arbitrários de exposição ao risco, como a famosa regra de nunca arriscar mais de 2% do capital em uma única operação.

Sem o amparo de uma base estatística, o investidor pode alterar sem peso na consciência seu stop loss, na fé de uma reversão do mercado ou sinal gráfico que transformará em um passe de mágica seu prejuízo acumulado em lucro.

E aquela operação de swing trade transforma-se em posição de longo prazo por conta da falta de disciplina do investidor, que carrega o papel por meses ou anos para não exercer o prejuízo. Ou pior, encerra a posição e o papel começa a subir. Qualquer semelhança não é mera coincidência.

Stop loss programado
Para evitar a interferência humana na tomada de decisão, cresce cada vez mais o uso de técnicas baseadas em osciladores e na volatilidade dos candles com stop móvel. É comum se deparar com sistemas fundamentados no cruzamento de médias móveis ou interligados nas Bandas de Bollinger.

Contudo, a inserção da volatilidade dentro dos sistemas de gestão de risco, utilizada por grandes instituições financeiras, vem sendo uma tendência mundial, por trazer melhores resultados e pela eficiência em fugir do ruído do mercado, como a exigência posta por Tharp no começo do artigo.

O uso do VaR (Value at Risk) como ferramenta de manejo de risco, visando estimar a perda máxima esperada de um ativo ou carteira, foi um grande avanço no mundo das finanças, advento que abriu os olhos dos traders em relação à importância da volatilidade para compor o stop loss.

Cientes da exigência, muitos investidores utilizam atualmente o SaR (Stop and Reverse) como stop móvel, a fim de capturar as reversões de preço. Contudo, a deficiência em movimentos laterais traz dúvidas quanto à sua eficiência.

A fim de propor uma alternativa melhor, Tharp sugere em seu livro utilizar o stop móvel vinculado ao ATR (Average True Range), indicador que mensura a volatilidade dos candles, alternativa que será tema do próximo “Manejo de Risco”. Aguardem!

Próximo

Voltar para Educacional & Iniciantes

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes