Bem-vindo: Out 18, 2018 3:02

Jun 08, 2009 11:26
Will_SP Forista Assíduo
Mensagens: 226
Notícias e análises que afetam os mercados
Will_SP
Registrado em:
Jan 23, 2009 9:43
 
 
Frajolla escreveu:ACABARAM AS ESPECULAÇÕES EM TORNO DO PONTO FRIO, FATO CONSUMADO :P

08/06/09 - 09h45

Fusões & Aquisições

Na cena corporativa, esta manhã tem diversas novidades no campo das aquisições. Depois de muita especulação, o grupo Pão de Açúcar (PCAR4) anunciou a compra da rede Ponto Frio, do grupo Globex (GLOB3), por R$ 824,5 milhões. A empresa irá realizar uma coletiva para anunciar os detalhes da operação às 10h00 (horário de Brasília) desta segunda-feira.

N


pq as ações da glob3 estão caindo, nao foi uma boa noticia a compra pelo pao de açucar??

Jun 08, 2009 11:56
Will_SP Forista Assíduo
Mensagens: 226
Will_SP
Registrado em:
Jan 23, 2009 9:43
 
 
Frajolla escreveu:
Will_SP escreveu:
Frajolla escreveu:ACABARAM AS ESPECULAÇÕES EM TORNO DO PONTO FRIO, FATO CONSUMADO :P

08/06/09 - 09h45

Fusões & Aquisições

Na cena corporativa, esta manhã tem diversas novidades no campo das aquisições. Depois de muita especulação, o grupo Pão de Açúcar (PCAR4) anunciou a compra da rede Ponto Frio, do grupo Globex (GLOB3), por R$ 824,5 milhões. A empresa irá realizar uma coletiva para anunciar os detalhes da operação às 10h00 (horário de Brasília) desta segunda-feira.




pq as ações da glob3 estão caindo, nao foi uma boa noticia a compra pelo pao de açucar??

ACHO QUE VALE A MÁXIMA:
SOBE NO BOATO E CAI NO FATO ;)


a é, desculpe não tinha visto q ela subiu nos ultimos dias

Jun 08, 2009 14:04
osney jose cola de olivei Forista Assíduo
Mensagens: 132
osney jose cola de olivei
Registrado em:
Abr 25, 2008 0:57
 
 
Uma das poucas hj q estao acima das medias e em tendencia de alta é a BBAS3- Banco do Brasil.

Imagem

Jun 21, 2009 13:42
MICOMONEY Forista Assíduo
Mensagens: 265
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 05, 2009 21:48
 
 
a fonte estrangeira secou :

http://web.infomoney.com.br//templates/ ... stimentos/

correção forte ???

fui!

Jul 06, 2009 19:18
MINITUBA Forista Assíduo
Mensagens: 710
Avatar do usuário
Registrado em:
Abr 20, 2009 17:34
 
 
Frajolla escreveu:Agência Moody's coloca ratings do Brasil em revisão para possível upgrade

Por: Roberto Altenhofen Pires Pereira
06/07/09 - 16h50

http://web.infomoney.com.br//templates/ ... stimentos/


ESSA NOTÍCIA AÍ, É MUITO BOA...GOSTEI!!!$$$

.

Ago 28, 2009 0:36
GOF Forista Assíduo
Mensagens: 408
Avatar do usuário
Registrado em:
Fev 19, 2008 15:40
 
 
(27/0Cool ABYARA (ABYA – NM) - Exercicio da Opcao de Compra e Venda de Acoes da Abyara Brokers pela BR Brokers
DRI: Marcos Yuiti Mori


Enviou o seguinte Fato Relevante:

“Abyara Planejamento Imobiliario S.A. ("Companhia"), sociedade anonima aberta com acoes ordinarias negociadas no Novo Mercado da BOVESPA sob o codigo ABYA3, comunica a seus acionistas e ao mercado em geral o quanto segue:

1. Nesta data, Brasil Brokers Participacoes S.A. ("BR Brokers"), valendo-se da prerrogativa contratual prevista no Contrato de Opcao de Compra e de Venda de Acoes de Emissao da Abyara Brokers Intermediacao Imobiliaria S.A. celebrado em 26 de agosto de 2008 (“Contrato de Opcao”), a qual havia sido expresamente mencionada no item 07 do Fato Relevante divulgado em 05 de Agosto de 2008, exerceu a primeira das tres opcoes anuais de compra da participacao societaria no capital social da Abyara Brokers Intermediacao Imobiliaria S.A. (“Abyara Brokers”). A precificacao para o exercicio da opcao observou formula contratualmente avencada, calculada em funcao do lucro liquido da Abyara Brokers e do multiplo P/E da BR Brokers, bem como limitador que toma por base o market cap desta ultima.

2. Foram adquiridas pela BR Brokers acoes ordinarias representativas de 29,592% (vinte e nove inteiros e quinhentos e noventa e dois milesimos por cento) do total de acoes ordinarias de emissao da Abyara Brokers de titularidade da Abyara, que correspondem a 145.002 (cento e quarenta e cinco il e duas) acoes da Abyara Brokers (“Acoes da Opcao”), representando 14,5% (catorze e meio por cento) das acoes ordinarias nominativas de emissao da Abyara Brokers. Com a aquisicao a Brasil Brokers passou a deter 65,5% (sessenta e cinco e meio por cento) do capital social da Abyara Brokers.

3. O preco de exercicio da opcao em questao foi de R$ 1,00 (um real) pela totalidade das Acoes da Opcao (“Preco de Exercicio”).

Sao Paulo, 26 de agosto de 2009.

ABYARA PLANEJAMENTO IMOBILIARIO S.A.”

Set 13, 2009 18:06
InfoMoney Administrador
Mensagens: 1675
Avatar do usuário
Registrado em:
Jun 20, 2007 15:04
 
 
Prezados,

Aproveitando, para todos aqueles de ainda não confirmaram presença no I Encontro de Foristas InfoMoney, temos todos os detalhes no link http://forum.infomoney.com.br/viewtopic ... 590#926590

Contamos com a presença de todos!

Atenciosamente,

Equipe InfoMoney

Set 30, 2009 19:49
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
..

CHEGUEI., num sabia desce buteco aqui.

Tõ achando meio parado ., + num têm nada , vô fica aqui cum o tempo elê agita.

:roll:
.

Set 30, 2009 20:09
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
[quote="frajolla"][quote="beat"]..

CHEGUEI., num sabia desce buteco aqui.

Tõ achando meio parado ., + num têm nada , vô fica aqui cum o tempo elê agita.

:roll:
.

foi exatamente o que o admin me falou, talvez vc num soubesse.
obrigado por colaborar pelo bom clima no fórum, mr beat :lol:
gde abç
frajolla

Valeu FRAJJJOLA vc ´e meu i o boi num lambe ( si lambe eu corto a lingua)

+ vê si tú consegue fixa + vezes em distaque ., vê ,eu mesmo disconhecia.

:wink:
.

Set 30, 2009 20:25
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
A SLC Agrícola, uma das maiores proprietárias de terras do Brasil e uma das maiores produtoras agrícolas brasileiras em termos de área cultivada de algodão, soja e milho, anunciou que irá adquirir 4.400 hectares de terras no município de Barreiras, estado da Bahia, por R$ 20 milhões, ou R$ 4.545 por hectare. A aquisição representa um acréscimo de 83,3% na área própria da fazenda. (MCF - www.ultimoinstante.com.br)

Set 30, 2009 20:29
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
Brasil capta US$ 1,25 bilhão no exterior
Notícia publicada às: 18:44
Tamanho da fonte:
Em maio de 2008, o Brasil havia registrado a menor taxa da história, de 5,299% ao ano. Os papéis, no entanto, tinham prazo de dez anos. Se forem levados em conta os títulos com prazo de 30 anos, como os lançados hoje (30), a taxa foi a menor da história.

30 de setembro de 2009 - O Brasil conseguiu captar US$ 1,25 bilhão no exterior em títulos com vencimento em 2041 com a segunda menor taxa de juros da história. Segundo números divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional, a taxa de retorno (juros cobrados pelos investidores internacionais para comprar os papéis brasileiros) foi de 5,8% ao ano.

Em maio de 2008, o Brasil havia registrado a menor taxa da história, de 5,299% ao ano. Os papéis, no entanto, tinham prazo de dez anos. Se forem levados em conta os títulos com prazo de 30 anos, como os lançados hoje (30), a taxa foi a menor da história.

Na última vez que o governo lançou os papéis com vencimento em 30 anos, em janeiro de 2007, o Tesouro conseguiu juros de 6,635% ao ano. Juros menores significam que os investidores internacionais estão menos desconfiados do risco de que o país dê calote.

Papéis com prazos maiores também indicam que os investidores externos estão mais confiantes na estabilidade econômica do país que emite os títulos. O Tesouro anunciou que também lançará mais US$ 62,5 milhões em títulos no mercado asiático, mas os resultados finais da emissão externa só serão divulgados amanhã (1º).

A emissão de títulos externos foi a primeira desde que o Brasil obteve grau de investimento da agência de classificação de risco Moody's. Ontem (29), o secretário do Tesouro, Arno Augustin, havia anunciado que o governo pretendia captar recursos no exterior antes do fim do ano. (Agência Brasil)
.

Set 30, 2009 20:32
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
Conselho da Weg aprova incorporação da Trafo Equipamentos Elétricos


30 de setembro de 2009 - O Conselho de Administração da Weg aprovou o início dos procedimentos para incorporação das ações da Trafo Equipamentos Elétricos, à exceção daquelas detidas indiretamente pela prrópria companhia.

De acordo com comunicado enviado ao mercado, foi aprovada a constituição, em caráter provisório, de um Comitê Especial Independente para analisar as condições da incorporação de ações da Trafo Equipamentos Elétricos. O Comitê não terá funções executivas ou caráter deliberativo e seus pareceres, propostas ou recomendações serão encaminhadas ao Conselho de Administração para deliberação. (Redação - www.ultimoinstante.com.br

Set 30, 2009 20:37
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
A Whirlpool informou hoje ao mercado que sua divisão de compressores, a Embraco, assinou um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em que pagará R$ 100 milhões ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos a fim de encerrar as investigações sobre formação de cartel junto com outras fabricantes de compressores.

Segundo o Cade, o recolhimento do valor corresponde à proposta de Termo de Compromisso de Cessação (TCC) apresentado pela Whirlpool e pessoas físicas relacionadas à empresa. Com o termo, além do compromisso de cessar as supostas práticas de cartel das quais vinham sendo investigadas, a empresa também reconhece violação da lei que protege a livre concorrência (artigo 20 da Lei nº 8.884/94).

O termo assinado também prevê não só o recolhimento de R$ 100 milhões pela empresa, mas também de R$ 3,68 milhões por pessoas físicas. O valor, segundo o Cade, estaria na faixa de 20% a 25% do faturamento no mercado.

De acordo com a empresa, o montante será pago em parcelas semestrais ao longo de cinco anos e meio. Mesmo com o pagamento, a empresa diz que continuará a "cooperar com as investigações em outras jurisdições".

A Embraco, assim como a Danfoss, Tecumseh, ACC e Panasonic estão sendo investigadas pelo Cade por formação de cartel e podem arcar com multas de 1% a 30% de seus faturamentos caso fique comprovado que as empresas estavam atuando conjuntamente para estabelecer preços dos compressores para, depois, vendê-los aos fabricantes de eletrodomésticos.

A Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça, que vinha investigando o caso desde julho, avalia que os prejuízos ao mercado brasileiro podem chegar a R$ 700 milhões.

Set 30, 2009 20:40
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
.

OLHA A EMBAER AI GENTE.

o presidente da companhia aérea, Pedro Janot.

A empresa, que começou a voar em dezembro de 2008, planeja encerrar este ano com 14 aeronaves em sua frota, composta pelo jato Embraer 190, que tem capacidade para 106 pessoas, e o modelo 195, com 118 assentos. Para começar a operar, a Azul encomendou 40 aeronaves da fabricante brasileira e fez opção de compra para outras 36.

O executivo expôs a pretensão de equipar a frota com 21 aviões em 2010, passando a 57 aeronaves ao fim de 2013. O número de cidades atendidas, que deverá totalizar 18 no ano que vem, pulará para 26 em 2013.

Janot acredita que a Azul passará a ser rentável no final deste exercício, quando terá transportado mais de 2 milhões de passageiros desde o início de suas operações. Em 2010, o número de clientes deve pular para 3,44 milhões, com possibilidade de alcançar 8,69 milhões até 2013.

Por enquanto, os planos de abertura de capital da Azul estão congelados, segundo Janot, pois a prioridade da empresa é se estruturar. Mas a partir de 2011, destacou o presidente, o plano de listar ações na bolsa ganha corpo.

Janot destacou o "enorme potencial do mercado brasileiro", que tem experimentado avanços quatro vezes superiores ao do Produto Interno Bruto (PIB) e sinaliza a perspectiva de "dobrar de tamanho em cinco anos".

Ele afirmou que a Azul mostrará em setembro uma taxa de ocupação de 81%, na terceira posição do mercado, contra uma taxa de 45% do início de suas atividades. "Seremos novamente o terceiro colocado e conquistamos isso com 12 aviões, enquanto a WebJet opera com 16 aeronaves", enfatizou Janot, antes de emendar que "a terceira posição no ranking não é importante, o que vale é ser a melhor em cada rota".

Com relação a voos para o exterior, Janot observou que este não seria um projeto de curto prazo. "Depois de um horizonte de cinco anos, por que não?", questionou, comentando que o modelo 190 da Embraer vem nos moldes exatos para rotas na América do Sul.

Durante palestra hoje na Câmara Britânica de Comércio e Indústria (Britcham), em São Paulo, o presidente da Azul criticou o que chamou de "guerra de tarifas" entre TAM e GOL para a busca de participação de mercado. "Nosso desafio está no duopólio: as duas passaram a se digladiar para ganhar clientes e entraram em uma guerra de tarifas nunca antes vista", afirmou.

Ele concorda que os preços das passagens estão voltando a subir, já que as tarifas promocionais acabaram afetando a rentabilidade do setor. E diz que acompanhará seus concorrentes para seguir na direção da recomposição tarifária.

Set 30, 2009 20:46
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
frajolla escreveu:
beat escreveu:
frajolla escreveu:
beat escreveu:..

CHEGUEI., num sabia desce buteco aqui.

Tõ achando meio parado ., + num têm nada , vô fica aqui cum o tempo elê agita.

:roll:
.

foi exatamente o que o admin me falou, talvez vc num soubesse.
obrigado por colaborar pelo bom clima no fórum, mr beat :lol:
gde abç
frajolla

Valeu FRAJJJOLA vc ´e meu i o boi num lambe ( si lambe eu corto a lingua)

+ vê si tú consegue fixa + vezes em distaque ., vê ,eu mesmo disconhecia.

:wink:
.


beat, tá fixo.
mas se admin desaprovar, será desfixado.
abç


Valeu FRAJJJOLA ., pô fico aqui lendo uns 10 jornaus pra ajuda quem quize comprar e vender seus ativos por causa de boas e más noticias i têm neguinho qui num dá valor ( MAGOA )

:lol:

.

Set 30, 2009 20:49
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
Porto Alegre - O presidente da Usiminas, Marco Antônio Castello Branco, avaliou hoje que o principal impacto da crise financeira mundial será a falta de produtos quando houver reação de demanda, pois vários projetos de aumento de capacidade foram suspensos, adiados ou cancelados. Nesse contexto, ele considerou que há risco de um processo inflacionário. Em palestra durante reunião-almoço da Associação do Aço do Rio Grande do Sul, o executivo citou que já há falta de pelotas no Brasil. Ele calculou que o mercado do produto deve se estabilizar a partir de novembro.

O consumo de aço no mundo deve cair 15% em 2009, para 1,019 bilhão de toneladas, e apresentar recuperação de 8% em 2010, conforme dados apresentados pelo executivo. Castello Branco lembrou que boa parte da capacidade produtiva do setor siderúrgico está ociosa. As indústrias do ramo detêm capacidade para 1,6 bilhão de toneladas, mas parte é composta por fornos e usinas defasadas, que não são operacionais. Mesmo descontadas estas usinas, 450 mil toneladas de capacidade ficarão ociosas em 2009, constatou.

Questionado sobre a aplicação de aumentos de preço pelas siderúrgicas em setembro, Castello Branco reiterou que houve "redução de descontos", nos mesmos moldes do que ocorreu com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). As indústrias passaram a praticar descontos a partir de novembro de 2008, lembrou ele, estimando que o nível de preços do ano passado não será alcançado "tão cedo". O executivo criticou setores "que geralmente fazem mais barulho", numa referência à disputa de preços, mas não publicam balanços, a exemplo do que faz a siderurgia. "Grandes setores não beneficiam o público com informações", criticou, argumentando que sociedades de capital fechado usam esta classificação como "desculpa" para não abrir dados. Ele citou, como exemplo, que a indústria automotiva não publica balanços.

"Reivindico que setores de grande importância para a economia brasileira façam o mesmo, independente do capital aberto", acrescentou, ao dizer que vê um processo "de baixa transparência que não é bom para a economia e para o capitalismo brasileiro". Em sua ótica, a ausência de dados de alguns setores produtivos atrapalha "o julgamento que o governo e a sociedade fazem da evolução da economia". Ele ponderou que houve efeitos diferentes da crise sobre os vários setores, mas avaliou que alguns não transferiram, aos produtos finais, o desconto de impostos ou do preço do aço adotado pelas siderúrgicas.

Castello Branco disse que há aumento na importação de aço, que chega a 15% ou 20% em algumas faixas de produtos, quando a média histórica no Brasil é de 5% a 8%. O movimento tem dois efeitos, segundo ele: desagrega a cadeia de valor e reflete uma prática desleal de comércio, motivada pelo câmbio, que está fora do alcance das empresas.

Ao abordar a exploração do petróleo da camada pré-sal, disse que a indústria brasileira será beneficiada neste processo e defendeu a regulamentação proposta pelo governo. Ele elogiou o regime de partilha, em lugar da concessão na exploração de petróleo, e disse que a Petrobras tem sido uma "locomotiva" do desenvolvimento. Castello Branco admitiu que a Usiminas poderá, no futuro, estudar a instalação de um centro de serviços em Rio Grande (RS), dependendo do ritmo de construção de navios e equipamentos no estaleiro que atenderá encomendas da Petrobras. O objetivo seria reduzir perdas no processamento de aço e operar com estoques menores, nos moldes do que ocorre no Japão com a indústria naval.

Para o mercado doméstico de aços planos, estimou queda de 24% em 2009, com recuperação de 15% em 2010. Apesar dos efeitos da crise, o executivo ressaltou que a Usiminas está investindo R$ 2,3 bilhões em 2009.

Set 30, 2009 20:51
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
Banco do Brasil vai contratar mais 3 mil funcionários até o fim de 2010


Na negociação desta quarta-feira com o Comando Nacional dos Bancários para tratar de reivindicações específicas dos funcionários do Banco do Brasil, em greve há sete dias, o BB anunciou a contratação de 3 mil funcionários até fim do ano que vem e a criação de comitês de ética nos Estados para combater os eventuais casos de assédio moral e "outros desvios comportamentais".

A informação é do presidente da Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores Financeiros), Carlos Cordeiro, depois de reunião realizada em São Paulo. Ele considerou como um "avanço importante" o banco ter aceitado uma antiga reivindicação dos funcionários de implementação de uma política efetiva de combate ao assédio moral na instituição.

Cordeiro disse ainda que a direção do BB propôs a manutenção do modelo vigente de participação nos lucros e resultados (PLR) e condicionou a discussão de outras reivindicações, como o aumento real de salário e melhores condições de trabalho, ao resultado da negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), que está agendada para as 10 horas desta quinta-feira, em São Paulo.

Carlos Cordeiro afirmou que, apesar dos avanços na mesa de negociações com o BB, ainda restam muitas questões sem respostas da empresa. Por isso, segundo ele, a categoria precisa se manter mobilizada, e o mesmo deve acontecer com os colegas da Caixa Econômica Federal, cuja diretoria receberá o Comando Nacional dos Bancários, às 15 horas de amanhã, para uma rodada de negociações específicas.

Balanço

Nesta quarta-feira, sétimo dia da greve, 6.826 agências foram paralisadas nos 27 Estados e no Distrito Federal. O número, segundo a Contraf, representa um crescimento de 6,7% em relação à terça-feira e de 137% comparado com o primeiro dia, quando 2.881 agências foram fechadas em todo o país.

Set 30, 2009 20:58
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
Diante da notícia publicada pelo jornal francês Le Monde, de que os dois maiores acionistas do Carrefour, o fundo Colony Capital e o magnata Bernard Arnault, estariam exercendo pressões para que o grupo venda as operações em países emergentes, como Brasil e China, analistas da corretora Ativa esperam três possíveis compradores interessados caso a venda se confirme. Dois deles, a rede de varejistas inglesa Tesco e a alemã Metro, poderiam aproveitar a oportunidade para adquirir as operações do Carrefour e entrar com força no mercado brasileiro.

A terceira possibilidade, segundo os analistas, seria que o Wal-Mart adquirisse tais operações, o que representaria sério risco para o grupo Pão de Açúcar, um dos principais concorrentes do Carrefour. Com a compra, a rede americana dobraria seu faturamento no Brasil e ganharia massa crítica - com o aumento no volume de vendas - para obter melhores negociações com fornecedores e praticar preços mais baixos ao consumidor.

Como ainda não há nada definido sobre a venda das operações do Carrefour, para os analistas, a notícia do Le Monde ainda não gera impacto sobre os negócios do Pão de Açúcar. A corretora descarta a compra das operações por parte do próprio grupo Pão de Açúcar, pois haveria dificuldade para a companhia levantar este capital no mercado. Além disso, seria difícil haver um um aporte de capital por parte dos acionistas controladores (Grupo Casino e Abílio Diniz).

A venda das operações, de acordo com a Ativa, seria uma forma dos investidores sócios do Carrefour recuperarem os recursos aplicados na rede varejista. Desde março de 2007, quando o controle das operações passou às mãos do fundo Colony Capital e de Bernard Arnault, a companhia perdeu quase 30% do seu valor de mercado.

Set 30, 2009 21:09
beat Forista Assíduo
Mensagens: 378
Avatar do usuário
Registrado em:
Jan 23, 2008 19:11
 
 
.


FRAJJJOLA , aviza aos qui gostam di postar noticias pra virem pra K.

Ex: G.GEKKO., C.M.P.A.,GIGIO ., etc...etc...etc.

Vamo melhorar cada vez + o INFOZÂO.

:wink:
.

Out 01, 2009 8:25
G. Gekko Forista Assíduo
Mensagens: 1057
Avatar do usuário
Registrado em:
Out 07, 2008 18:58
 
 
Assim fica facil...

Bancos do governo já nos tomaram R$ 6 bilhões em 2009. Seis bancos públicos estão entre os dez órgãos governamentais que mais verbas federais receberam em 2009: Banco do Brasil, Caixa, BNDES, Nossa Caixa, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste tomaram quase R$ 6 bilhões do contribuinte. Assim foi mole para o BB recuperar a liderança no ranking dos maiores. Completam a lista dos "dez mais" Ministério da Fazenda, Serpro, Dataprev e Eletronorte. BB e Caixa receberam R$ 28,2 bi em aplicações diretas do governo Lula. Em 2008, o BNDES recebeu sozinho R$ 14,2 bi.

Próximo

Voltar para Geral

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Google [Bot] e 0 visitantes